12 frases totalmente incomuns que vão acalmar a birra de seus filhos em segundos

As birras em crianças podem incluir chutes, gritos, choros e resmungos. O que podemos fazer para sobreviver às birras?


Emma E. Sánchez

As birras são muito comuns entre 2 e 3 anos, quando as crianças já entendem bastante do mundo em torno delas, incluindo a mãe e o pai, sabem o que querem, mas sua linguagem ainda é limitada para expressar com clareza o como e o porquê das coisas, portanto, acham mais fácil simplesmente chorar, gritar e espernear para conseguir o que querem.

Embora a birra seja considerada parte do desenvolvimento das crianças, também é conveniente dizer que nem todas as crianças fazem birra, pois ao conhecer sua origem, os pais podem trabalhar de tal forma com os limites, disciplina e formas de comunicação com os filhos, que a presença de birras e frequência pode chegar a ser mínima ou nula. Tudo depende da forma de criação e o nível de envolvimento dos pais.

Agora, se você já tem o problema das birras, existem coisas que você pode fazer imediatamente.

Observe a origem da birra

Talvez você possa evitar, prevenir e preparar o seu filho.

Não se assuste nem ceda às birras

A birra não significa que você é uma mãe ruim, muito menos que você deve ceder ao seu filho. Se você fizer isso, ele nunca mais irá parar de fazer birras até os 20 anos.

Não façam um “show”

Se estiver em um lugar público, saia ou procure um lugar um pouco mais privado onde você possa educar seu filho com tranquilidade e não sob o julgamento do público, inclusive seus pais.

Conversem quando a criança estiver tranquila

Quando a criança está no meio da birra, é preciso que você mantenha a calma e não tente argumentar com a criança, espere passar e, então, quando houver paz, ensine, eduque e coloque limites.

Advertisement

Técnica “da distração da atenção”

Esta técnica tenta impedir que uma criança comece uma birra e que, se ela tiver começado, chamar sua atenção para outra coisa para evitar que seu cérebro se acostume a reagir imediatamente com gritos e birras.

Quando a criança começar a querer chorar, respirar de maneira agitada e essas coisas que nos fazem ficar loucos, você pode fazer o seguinte:

1. Convide-a para ir para outro local

Quer ir para o quarto para conversar?

2. Ir para fora

O parquinho ou uma área agradável é um lugar confortável e íntimo com muitas coisas ao redor para explicar algum princípio, dar exemplos e evitar uma cena. Use exemplos da natureza.

3. Comece a cantar com outras pessoas

Uma música divertida, alegre, que mude o estado de ânimo.

4. Se for possível, diga que vai fazer algo e retire-se do lugar, você pode convidá-la ou deixá-la

A criança faz birra com quem sabe que vai funcionar, acabe com seu esquema.

5. Conte uma história

Mas não qualquer história, uma história que represente com raposas, aves ou o que quiser, o que a criança está vivendo. Entendeu a ideia?

6. Conte uma piada

Mais uma vez, mude o ânimo dos que rodeiam vocês e, principalmente, da criança.

7. Chame o cachorro ou animal de estimação

Use o que estiver ao seu alcance para exemplificar, distrair e dar lições importantes.

8. Deixe bem claro que você não vai tolerar birras

Em casa, antes de sair, explique com calma e olhando em seus olhos aonde vocês vão, o que vão fazer, as pessoas que irão ver e o que você espera dele, fale com amor, com calma e não com ameaças.

Advertisement

9. Peça que ele expresse o que quer ou precisa com palavras

Muitas vezes, a criança faz birras porque não tem palavras suficientes para se expressar. Dê-lhe essas palavras! Pratique frases de gentileza e cortesia, com algumas crianças é inclusive necessário chegar a algum tipo de acordo ou “palavra-chave” para que quando tiverem muitas pessoas e ele queira lhe dizer algo importante, ele possa usar a palavra e você o ouvirá com toda a seriedade que um acordo dessa magnitude tem.

10. Antecipe

Ninguém conhece seu filho como você, então pense nas coisas que poderiam estressá-lo, as coisas que ele possa querer e prepare-se para reagir de forma adequada e não para que você possa ceder antecipadamente, entendido?

11. Como pais, vocês podem ter uma palavra-chave

Os pais também devem ter uma palavra-chave e reagir adequadamente na operação “antibirra”.

12. Use sua imaginação

Agora que você sabe o objetivo da técnica, use-a ao seu favor!

Lembre-se que o importante desta técnica não é inventar coisas ou mentir, não diga coisas que lhe causem medo, é distrair a mente para não se focar na “tempestade” que está causando para que não se torne um hábito.

Distraia a mente, dê uma opção para satisfazer a necessidades que está por trás e ensine a criança a pedir o que precisa da maneira correta.

Trabalhe a disciplina, os limites e o amor, e o pesadelo da birra será apenas isso: um pesadelo.

Traduzido e adaptado por Sarah Pierina do original 12 frases totalmente inusuales que calmarán el berrinche de tus hijos en segundos.

Toma un momento para compartir …

Emma E. Sánchez

Casada y madre de tres hijas. Interesada en el fortalecimiento y formación de la mujer, la familia y el hogar.