12 doenças causadas ou acentuadas pelo rancor

O rancor envenena o corpo, a mente e o espírito. Veja uma lista com 12 doenças que podem ser desencadeadas por esse sentimento destrutivo.


Erika Strassburger

O dicionário define o rancor como “ressentimento intenso provocado por um ultraje ou uma ofensa que ocorreu na sequência de eventos vivenciados no passado; grande mágoa ou melindre”.

Para entender como o rancor pode afetar uma pessoa fisicamente, é preciso compreender o conceito de doença psicossomática. Neste site encontramos a seguinte definição: “A psicossomática é uma doença caracterizada por sinais e manifestações apresentadas pelo corpo, onde os exames médicos não conseguem descobrir uma origem orgânica ou biológica para o sintoma.” Em outras palavras, sentimentos doentios como rancor, ódio, inveja, ciúme podem gerar enfermidades no corpo, muitas delas bem graves.

O rancor é um dos sentimentos mais lembrados quando se fala em doenças psicossomáticas. Veja uma lista de doenças que ele pode ocasionar:

  1. Doenças cardiovasculares: hipertensão, angina, taquicardia

  2. Doenças gastrointestinais: gastrite, úlcera, síndrome do intestino irritável

  3. Doenças respiratórias: asma, bronquite e outras

  4. Doenças dermatológicas: herpes, urticária, enfisema

    Advertisement
  5. Doenças do sistema nervoso: enxaqueca, vertigens e outras

  6. Doenças endocrinológicas e metabólicas: obesidade, diabetes

  7. Doenças das articulações: tendinite, artrite e outras

  8. Dores e tensões musculares

  9. Doenças infecciosas

  10. Doenças autoimunes

  11. Câncer

  12. Também pode ocasionar transtornos mentais e comportamentais

Como podemos observar, cultivar o rancor traz inúmeros prejuízos para a saúde do corpo e da mente. Além disso, prejudica nossas relações interpessoais e nos priva de gozar plenamente da vida.

Gostaria de acrescentar que guardar mágoa afeta também nossa espiritualidade. No Novo Testamento, vemos Jesus Cristo dando ênfase em deixarmos a mágoa e o orgulho de lado e buscarmos a reconciliação com aqueles que nos ofenderam: “(…) vai reconciliar-te primeiro com teu irmão, e depois vem e apresenta a tua oferta.” (Mateus 5:24) Isso significa que é impossível chegarmos a Deus sem antes nos livrarmos do rancor e de outros sentimentos que afetam negativamente nosso relacionamento com o próximo.

Advertisement

Uma famosa frase atribuída a Shakespeare resume os efeitos do rancor: “Guardar ressentimento é como tomar veneno e esperar que a outra pessoa morra.”

Uma pessoa rancorosa apresenta uma espécie de paralisia, fica praticamente impossibilitada de progredir. Assim sendo, é imperativo que ela reconheça que tem esse problema, busque meios para se livrar dele e, se necessário, concentre todos os esforços com esse fim. O artigo 7 passos para se livrar do hábito autodestrutivo de remoer mágoas contém um passo-a-passo que poderá ajudar.

Toma un momento para compartir …

Erika Strassburger

Erika Strassburger mora no Rio Grande do Sul, tem bacharelado em Administração de Empresas, escreve e traduz artigos para o site Família, é cristã SUD, pintora amadora de telas a óleo e mãe de três lindos guris, o mais velho com Síndrome de Down.