10 sinais que entregam um cônjuge infeliz

Alguns sinais podem auxiliar você a perceber se a tristeza tem abatido o seu cônjuge e lhe dar o apoio necessário.


Suely Buriasco

Em algum momento da vida, toda pessoa passa por dificuldades; por perdas, desilusões, preocupações e tantos outros motivos que afetam o bom ânimo. Desde que seja um sentimento passageiro é normal e até saudável, como escreveu Victor Hugo no poema “Desejo“:

“Desejo, por sinal, que você seja triste

Não o ano todo, mas apenas um dia

Mas que nesse dia

Descubra que o riso diário é bom

O riso habitual é insosso

E o riso constante é insano”.

Advertisement

Como nos alerta o poema, a tristeza é também um aprendizado, um momento de reflexão que pode ser muito significativo. Se você tem alguma dúvida quanto os sentimentos de seu cônjuge, melhor prestar atenção, afinal tristeza constante não pode ser tida como algo normal.

Vejamos alguns sinais que denotam que seu cônjuge está infeliz e precisa de ajuda:

1- Capacidade reduzida de concentração

Ausência total ou parcial de foco, dificultando ações que exijam concentração; como leitura, estudos ou qualquer atividade intelectual.

2- Abatimento geral

Também são indicadores de tristeza as mudanças de comportamento em atividades físicas: sensação de cansaço extrema; no sono: insônia ou sonolência excessiva e nos hábitos alimentares: ganho ou perda expressiva de peso.

3- Mau ânimo

Uma pessoa infeliz é aquela que não se anima com nada, tem pouca energia e parece estar entregue a sentimentos negativos e deprimentes.

4- Alega preocupação

Ao ser questionada a pessoa alega sempre preocupação e generaliza a resposta, nunca falando de algo pontual.

5- Vive “no mundo da lua”

Fica muito tempo em postura reflexiva, distanciando-se mentalmente dos acontecimentos ao redor. No entanto, tem dificuldade de verbalizar os próprios pensamentos.

6- Busca isolamento

Não se diverte e evita encontrar pessoas, inclusive a própria família, prefere sempre a quietude e o isolamento. Não demonstra qualquer tipo de alegria, nem mesmo parece sentir prazer em nada.

7- Reclama de tudo

Quando o cônjuge é chamado a participar de qualquer atividade, mostra desgosto e reclama do trabalho, da casa, de tudo.

8- Fala pouco

Responde por monossílabos, não demonstrando qualquer disposição para o diálogo. Parece deixar claro que não deseja conversar com ninguém.

Advertisement

9- Está sempre desatento

Não presta atenção em nada, nem em ninguém e isso inclui a si mesmo, tornando-se relaxado com a aparência e até com a higiene. Nada do que antes lhe chamava atenção, parece fazer efeito.

10- Demonstra apatia

Não tem motivação e nem entusiasmo, a ponto de não demonstrar afeto e afastar-se fisicamente do cônjuge, comprometendo a intimidade do casal.

Como agir

A tristeza do cônjuge pode estar relacionada com alguma perda, sentimento de culpa ou impotência diante de algum acontecimento que o tenha afetado psicologicamente.

Conforme a matéria: “As pessoas atingidas pela ocorrência de perdas, do emprego ou de entes queridos, atravessam uma fase de sofrimento e angústia, que pode se prolongar por um determinado período de tempo (cerca de 2 meses), mas esse quadro vai se atenuando e paulatinamente a vida vai retomando o ritmo normal”.

É preciso estar atento em relação a esses sinais, pois se estão persistindo por muito tempo, pode ser que seu cônjuge esteja desenvolvendo um transtorno depressivo. Nesse caso é muito importante procurar ajuda médica.

De qualquer forma, um cônjuge que demonstra tristeza está precisando de ajuda e ninguém pode estar tão apto para isso do que o esposo ou a esposa. Pessoas nesse estado emocional precisam de muito carinho, atenção, cuidado e amor.

Toma un momento para compartir …

Suely Buriasco

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.