10 coisas que trarão a paz de volta ao lar

Aprenda 10 coisas que lhe ajudarão a relaxar e curtir a vida em família, com todos os defeitos e alegrias e em paz.


Beth Proenca Bonilha

“Lar, doce lar”; “Aqui, mora gente feliz”; “Minha casa é um pedacinho do céu”; essas são frases que as famílias costumam colocar na entrada da casa para representar o desejo de que a família tenha paz e mostrar aos outros que aquela casa tem paz e alegria.

Mas nem sempre é assim, afinal somente uma frase em uma plaquinha não pode fazer muita coisa para que a família literalmente viva em paz. São necessários desejos e ações individuais e coletivas para transformar o lar em um pedacinho do céu.

Essa é uma prática que deve ser cultivada pela família através do comportamento dos pais e adultos que fazem parte da família, para que os filhos sejam moldados a terem comportamento de respeito e amor mútuo.

O que podemos fazer caso a cultura da confusão já esteja instalada na família? Você pode começar colocando uma plaquinha indicando como quer que sua família seja, e comece imediatamente as mudanças. Comece por você, é claro. Depois, poderá ajudar seus familiares a fazer o mesmo.

Dicas para trazer paz ao lar:

1. Decida ser um pacificador

Escolha a missão de ser o pacificador da família, prepare-se para ter equilíbrio e saber conduzir os desafios que sempre se apresentam no relacionamento familiar.

2. Busque ajuda

Não queira fazer tudo sozinho, busque auxílio com profissionais da área de relacionamento, líderes religiosos em quem confie e pessoas com experiências positivas. Apegue-se a uma crença e aproveite o que beneficia seu programa familiar.

3. Mude os hábitos

Sabe a sensação que causa quando se faz uma bela faxina e depois se muda os móveis de lugar? A impressão é de que tudo é novo, há uma sensação de frescor e alegria. A mudança interna e externa de comportamento é da mesma forma, pequenas ações podem provocar reações positivas tão intensas que todos vão querer que continue assim.

Advertisement

4. Ajude os familiares

Procure compreender e ajudar o familiar que estiver com mais dificuldade no processo de reestruturação da família. Evite cobranças e julgamentos, as pessoas têm limites, e o tempo de aprendizado é diferente uns dos outros. O importante é que mantenham o desejo e o foco.

5. Promova momentos especiais

No processo de mudança de comportamento, principalmente em grupo, deve-se ter o cuidado de promover momentos especiais para que o novo estilo e novos hábitos sejam internalizados aos poucos.

6. Seja persistente

Mudança requer esforço, dedicação, disciplina e muita persistência, pois nem sempre as coisas vão correr da maneira como se espera, e por vezes terá que retomar a estratégia inicial e também mudar as ações.

7. Seja otimista

Além da persistência, é preciso ser otimista, pois o otimismo fará com que as dificuldades que surjem sejam vencidas com alegria, bom senso e a certeza de que tudo é possível a aquele que acredita.

8. Atividades especiais

Sair do ambiente em que se quer fazer a mudança é uma forma de facilitar o entendimento de como as pessoas são capazes de mudar e fazer escolhas melhores e, depois, levar esse novo comportamento para dentro do lar.

9. Aceite opiniões

Não queira ser a única pessoa a dar as regras para que o lar seja pacificado, não queira impor suas ideias. Se a proposta é promover a paz, a democracia é a melhor forma de conseguir o apoio de todos.

10. Evite cobrar perfeição

Não seja radical ao ponto de achar que para ter paz no lar, nunca mais a família deverá ter um ou outro momento em que tenham que acertar algumas arestas. Perfeição não existe em família alguma, portanto ame a sua como ela é, e verá que viver em plena paz é uma questão, também, de ponto de vista, pois é melhor aprender a pedir perdão, ter o desejo de recomeçar, do que viver a falsa impressão de que tudo vai bem, se houver repressão e ditadura.

Relaxe e curta a vida em família, com todos os defeitos e alegrias, verá que ter paz será uma questão de tempo, e aos poucos todos terão conseguido contribuir de alguma forma para a felicidade mútua. Ame e permita ser amado do jeito que cada um consegue amar.

Toma un momento para compartir …

Beth Proenca Bonilha

Graduada em Administração de Empresas com MBA em Empreendedorismo. Casada mãe de 6 filhos, avó de 2 netos. Atua profissionalmente como Analista Instrutora da Educação Empreendedora no SEBRAE - SP. Como hobby gosta de artesanato, música e leitu