10 coisas a saber quando se procura por uma escola particular

Quando estamos em busca de uma escola para nosso filho, precisamos obter muitas informações sobre o que cada uma delas tem a oferecer, se atende ? s nossas necessidades e expectativas.


Erika Strassburger

A escolha de uma escola particular não é tarefa fácil. Vários elementos devem ser analisados antes de decidirmos qual é a melhor para o nosso filho. O simples fato de ser uma escola particular não é o suficiente. É preciso avaliar a relação custo/benefício antes de fazer uma escolha.

Veja 10 coisas que você precisa saber antes de fazer a sua escolha:

1. O valor total do investimento

Não é só a mensalidade que deve ser levada em conta na hora de analisar o custo de uma escola particular. Os gastos com livros e uniformes podem representar até 20% do montante pago no ano. Verifique também a lista de materiais a serem comprados.

Você ainda poderá ter gastos extras com passeios, projetos, atividades e excursões. Algumas escolas incluem o custo das atividades extras na mensalidade. Informe-se bem sobre todos os gastos possíveis, antes de tomar sua decisão.

2. O método de ensino utilizado

Procure informar-se sobre o método adotado pela escola e busque conhecê-lo. Depois da decisão tomada, é importante que os pais compreendam o método utilizado para poderem ajudar seus filhos nas lições de casa ou em outras coisas que precisarem. Alguns métodos utilizados no Brasil são: Pedagogia Tradicional, Método Montessori, Pedagogia Waldorf, Pragmatismo, Método piagetiano ou contrutivista.

3. A filosofia ou teologia da escola

Para evitar conflitos entre o que é ensinado na escola e o que os pais ensinam em casa, essa é uma questão importante, especialmente para famílias religiosas.

4. Inclusão social

Se você tem um filho com necessidades especiais, esta deve ser a maior preocupação. Você deve se certificar de que a escola tenha os recursos necessários para receber seu filho. Se o prédio, as classes, os professores, o trabalho de inclusão junto aos alunos e a metodologia de ensino satisfazem as necessidades do seu filho.

Advertisement

5. Flexibilidade no horário de chegada e saída e turno integral

Várias escolas particulares abrem seus portões cerca de meia hora antes do início das aulas e permitem que os alunos fiquem até meia hora depois do seu término. Uma hora extra pode fazer uma grande diferença para os pais que trabalham fora.

Várias escolas também oferecem o turno integral. Pode ser mais viável (em termos financeiros, de segurança e aprendizado), quando os pais trabalham fora, optar pelo turno integral, em vez de contratar uma pessoa para cuidar do filho.

6. Atividades extracurriculares

Muitas escolas particulares oferecem, por preços irrisórios, cursos e atividades extracurriculares de vários tipos: instrumentos musicais, teatro, música, dança, esportes, etc. Para pais que pretendem matricular os filhos em algum curso no turno em que estão livres, esta é uma informação importante.

7. Normas e regras da escola

As escolas particulares podem ter estatutos com as normas e regras da escola, que contêm deveres e responsabilidades dos alunos e pais. As escolas mais rígidas estabelecem regras relacionadas ao namoro entre estudantes, à vestimenta, ao uso de acessórios e adornos, ao corte de cabelo, ao comportamento de uma forma geral, etc. Os alunos e pais precisam estar cientes dessas regras antes de tomar uma decisão.

Você pode questionar cada escola que visitar sobre as políticas contra o bullying. Você precisa se certificar de que a escola reconhece esse mal e emprega todos os esforços em combatê-lo.

8. Descontos e gratuidade

Se a renda familiar na sua casa é baixa, você pode solicitar gratuidade. O governo dá incentivos fiscais para as escolas particulares concederem bolsas de estudo parciais ou integrais aos alunos. Você preenche vários formulários informando sua renda e algumas despesas básicas da sua família. Esses formulários serão enviados para um conselho que decidirá se sua renda é baixa o suficiente ou se vocês atendem aos pré-requisitos para receber gratuidade.

Outra opção é solicitar um desconto. Você pode conseguir até 15%, dependendo da escola. Algumas delas dão um desconto automático para casos em que mais de um filho é matriculado. Outras estão dispostas a dá-lo, mas esperam que os pais o solicitem. Esse desconto não está sujeito à análise, como a gratuidade. Os funcionários da escola têm carta branca para concedê-lo.

9. Aulas de reforço

Em algumas escolas particulares as aulas de reforço são oferecidas sem custo extra. Outras cobram. É uma informação que deve ser considerada, principalmente se seu filho tem certa dificuldade em alguma disciplina.

10. Qual o índice de aprovação dos alunos no vestibular

Muitas escolas fazem questão de informar este número. É um dado interessante, mesmo a longo prazo. Ele pode representar mais aproveitamento e menos gasto no futuro.

A escolha de uma escola pode render quilômetros percorridos e horas de conversa. Todo sacrifício é válido para encontrar um ambiente em que nossos filhos aprendam, se relacionem bem, estejam seguros e sejam felizes. 

Advertisement
Toma un momento para compartir …

Erika Strassburger

Erika Strassburger mora no Rio Grande do Sul, tem bacharelado em Administração de Empresas, escreve e traduz artigos para o site Família, é cristã SUD, pintora amadora de telas a óleo e mãe de três lindos guris, o mais velho com Síndrome de Down.