10 alimentos que grávidas devem comer e 5 que nunca devem comer

Mais do que as outras pessoas, as grávidas têm a responsabilidade de cuidar e muito bem de sua alimentação, afinal outra vida também depende disso.


Stael Ferreira Pedrosa

Pode-se dizer que a gravidez é um período onde o livre arbítrio da mãe fica condicionado ao bem-estar do bebê. Afinal ele vai morar por 41, 42 semanas no seu corpo e o que você comer (ou deixar de comer) sem dúvida o afetará.

Por isso, mulheres, muito cuidado com o que levam à boca, vocês podem estar prejudicando a saúde do seu bebê e criando riscos desnecessários à gravidez. Para ter boa saúde, uma gravidez tranquila e um bebê saudável, inclua estes dez alimentos na sua dieta e evite os 5 últimos.

10 alimentos que as grávidas devem comer

1. Vegetais verde-escuros

Ricos em ácido fólico que contribuem para a saúde da mãe e do bebê, evitam a anemia e constroem um sistema nervoso saudável, evitando problemas como a espinha bífida.

2. Ovos

O ovo é um alimento completo, traz vitaminas, minerais e proteínas – indispensáveis na formação do seu bebê. Inclua mais ovos na sua dieta.

3. Frutas

As frutas são ricas em fibras, vitaminas como a C, que ajuda a absorver o ferro e combatem os radicais livres.

4. Saladas coloridas

De acordo com a nutricionista Cristiane Mara Cedra, o ideal é consumir “5 pires de vegetais coloridos por dia. Cada cor de vegetal representa um nutriente específico e todos são essenciais na gestação”.

5. Carne

A carne vermelha, magra é essencial na gravidez, previne anemia e constrói músculos, órgãos e tecidos do bebê.

Advertisement

6. Feijão

Excelente alimento, fonte de ferro, potássio (que controla a pressão arterial), cálcio, magnésio, zinco, vitaminas do complexo B e fibras.

7. Nozes e castanhas

Se a grávida não tem alergia a estes alimentos, incluí-los na dieta adicionará proteínas e ácido fólico, “que ajudam a prevenir defeitos no tubo neural, além de reduzir a sensibilidade a alergias alimentares”, recomenda a Dra. Ruchi Gupta, especialista da Northwestern University Feinberg School of Medicine de Chicago.

8. Alimentos integrais

O pão integral, arroz integral, aveia, centeio e as farinhas derivadas devem substituir os alimentos refinados, que além de fornecerem poucos nutrientes e poucas fibras, têm alto índice glicêmico – aumentam a glicose no sangue – o que é perigoso na gravidez.

9. Salmão e sardinha

Ricos em ômega 3, proteínas de alto valor biológico, ferro, fósforo, magnésio, vitaminas A, B, D, E e K. São essenciais para a regulação da gordura circulante e aumento do colesterol bom (HDL).

10. Água

A água é um alimento e como tal deve estar presente na dieta da grávida saudável. Segundo profissionais de saúde, a gestante bem hidratada, terá melhor circulação sanguínea, melhorando as condições nutricionais do bebê, constituição das células e de todos os órgãos, mantendo ideal a quantidade de líquido amniótico e oxigenando melhor o bebê.

5 alimentos que você deve retirar da sua dieta

Além daqueles óbvios, como bebidas alcoólicas, alimentos gordurosos e refrigerantes, existem outros que você deve evitar, tais como:

1. Açúcar ou adoçantes

Os carboidratos simples devem ser evitados, pois açúcar faz mal ao organismo de qualquer pessoa, e a grávida que não restringe o açúcar certamente ganhará peso acima do normal e colocará em risco o bebê e a si mesma. Adoçantes têm alto teor de sódio, extremamente prejudicial na gravidez. Existem estudos relacionando o aspartame usado na gravidez e o nascimento de crianças autistas.

2. Cafeína

Segundo especialistas do site Mother to baby estudos mostraram risco aumentado de morte ou aborto espontâneo do feto diante de elevado consumo de cafeína.

3. Chás

Chás como canela, romã, hortelã, quebra-pedra, entre outros não devem ser ingeridos, pois são considerados abortivos. Chás de ervas também são considerados medicamentos e como todo medicamento, eles têm sim, efeitos colaterais. Se desejar tomar chá, tome de frutas como maçã e morango, ou erva-doce, camomila, erva-cidreira e capim-limão.

4. Carnes malpassadas/crus

Podem conter a bactéria listeria que pode causar aborto ou parto prematuro. Podem também causar cisticercose.

Advertisement

5. Embutidos

Estes alimentos, além de muita gordura saturada e alto teor de sódio, contêm conservantes e alto risco de contaminação por microrganismos que podem afetar o bebê.

Toma un momento para compartir …

Stael Ferreira Pedrosa

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.