Como você pode colaborar com a reciclagem de lixo

Dicas para separar o lixo, entender como funciona a reciclagem e ensinar a família sobre a consciência ambiental.

Stael Ferreira Pedrosa

Fico surpresa com a quantidade de lixo que minha família produz: todos os dias são dois sacos – um orgânico e um reciclável. Imagine isso multiplicado pelas famílias de minha rua, do meu bairro, cidade, estado, país, planeta.

É muito lixo! Lixo que afeta o planeta, polui, mata animais, muda o clima, causa enchentes e perdas humanas.

Sabemos que as grandes indústrias poluem em larga escala, ainda assim, devemos fazer nossa parte cuidando de nosso lixo e ensinando consciência ambiental a nossa família.

O que podemos fazer?

  • Comece por sujar menos. Ambiente limpo não é o que mais se limpa, mas o que menos se suja. Reaproveite o que for possível.

  • Reutilize sacolas de supermercado para recolher lixo. O ideal é que essas sacolas deixassem de existir, e voltassem os sacos de papel e sacolas de lona que cada um traz de casa.

    Advertisement
  • Usar garrafas PET para fazer hortas suspensas e bebedouro de pássaros também é uma boa iniciativa. Existe um leque de possibilidades para elas. Essas garrafas são reutilizadas na indústria para produzir vassouras e até camisas. Se você não sabe, não tem tempo ou não quer utilizar garrafas PET, separe-as para a coleta seletiva, doe ou leve direto a um ponto de entrega se houver em sua cidade.

Coleta seletiva: dicas para separar o lixo

A coleta seletiva consiste em separar o lixo reciclável do lixo orgânico. O reciclável não deve ir parar em lagos, florestas, beiras de estradas, especialmente os plásticos já que demoram muito tempo para se degradarem.

  • Lixo reciclável ou seco: papel, papelão, jornais, revistas, cadernos, folhas soltas, caixas e embalagens em geral, caixa de leite, caixas de papelão (desmontadas), metais (ferrosos e não ferrosos), latas em geral, alumínio, cobre, pequenas sucatas, copos de metal e de vidro, garrafas, potes e frascos de vidro (inteiros ou quebrados), plásticos (todos os tipos), garrafas PET, sacos e embalagens, brinquedos quebrados, utensílios domésticos quebrados.

  • Lixo úmido ou orgânico: cascas de frutas e legumes (lixo compostável), restos de comida, papel de banheiro, sujeira de vassoura e de cinzeiro.

  • Não recicláveis: papel higiênico, papel plastificado, papel de fax ou carbono, vidros planos, cerâmicas ou lâmpadas

    Advertisement

Não basta apenas separar os materiais. Alguns cuidados a mais devem ser tomados:

  • Plásticos: lave-os para que não fiquem restos de produto, principalmente no caso de detergentes e xampus, que podem dificultar a triagem e o aproveitamento do material.

  • Vidros: lave-os e retire as tampas.

  • Metais: latinhas de refrigerantes, cervejas e enlatados devem ser amassados ou prensados para facilitar o armazenamento.

  • Papéis: podem ser guardados diretamente em sacos plásticos.

    Advertisement
  • As caixinhas de leite do tipo longa vida também devem ser limpas para evitar que a sujeira deixe mau cheiro e atraia animais como ratos e baratas.

Você não precisa separar os materiais recicláveis por tipo. É necessário somente separar o material seco do úmido.

Envolvendo sua família

Dividir a coleta seletiva entre todos da família, inclusive as crianças, ensina sobre educação ambiental e responsabilidade.

Existem diversas maneiras de ensinar a coleta seletiva dentro de casa e pode até mesmo ser divertido.

Segundo Fabrício França, diretor do Instituto Triângulo, que promove ações de conscientização ambiental, “A separação do lixo pode ser feita de forma educativa dentro de casa. Junte o lixo que restou ao fazer a refeição e faça a divisão entre seco e úmido em família, para que todos possam saber como e o que separar.”

Advertisement

Fazer hortas ou jardins

As crianças podem ajudar a enterrar o lixo orgânico como cascas de alimentos e restos de comida para que se tornem adubo. Esse processo é chamado de compostagem. Após alguns dias, essa terra pode ser usada na plantação de mudas de hortaliças, flores ou ervas medicinais.

Reutilizar materiais

Para tornar a reciclagem uma brincadeira, a receita infalível é construir objetos com os materiais secos para ganharem nova utilidade e serem transformados de acordo com a criatividade de cada um.

Consciência na utilização do papel

Ao reciclar uma tonelada de papel, você salva a vida de dezessete árvores e ainda previne a emissão de 30 kg de poluente.

  • Use sempre os dois lados da folha de papel

  • Guarde os pedaços para fazer um rascunho

    Advertisement
  • Use papel reciclado

  • Recicle papel

  • Use sulfite com o selo de Aprovado pelo Programa Brasileiro de Certificação Florestal (Cerflor)

Boas notícias

O Brasil é campeão mundial em reciclagem de latas e um dos maiores do mundo na reciclagem de garrafas PET.

Fontes e sugestões para saber mais:

Advertisement

Arte e reciclagem
Lixo.com.br
Revista Crescer
reciclarearte
Revista Época

Toma un momento para compartir ...

Stael Ferreira Pedrosa

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.