Como Alimentar Sua Família com Um Orçamento Apertado

Como Alimentar Sua Família com Um Orçamento Apertado

Erika Strassburger

Falta de oportunidades, desemprego e doença, são alguns motivos pelos quais muitas famílias precisam sobreviver com uma renda abaixo da ideal.

Como conseguir honrar com as despesas da família e, ainda, reservar dinheiro para uma alimentação adequada?

Primeiramente, a família precisa planejar seus gastos, dentro de um orçamento ajustado e, em conjunto, esforçar-se para cumpri-lo. Alguns acordos devem ser feitos à fim de reduzir as contas de água, luz e gás. A bicicleta ou a caminhada podem substituir o carro ou o ônibus na ida à escola ou ao trabalho.

Boas decisões são fundamentais ao comprar, preparar e consumir o alimento:

1. Não faça as compras do mercado para o mês todo

No início de cada mês, época de pagamento dos salários, os supermercados estão lotados de consumidores que enchem seus carrinhos com compras para o mês todo. Nessa época do mês, dificilmente encontramos mercadorias em promoção. As melhores ofertas surgem em dias de baixa movimentação. Então, guarde o dinheiro destinado à alimentação e vá ao mercado várias vezes por mês. Se possível, várias vezes por semana.

Advertisement

2. Faça pesquisa de preços entre vários supermercados

Compre os produtos naqueles que oferecerem preços mais baixos, mesmo que você precise caminhar muito para comprar alguns itens num lugar, outros noutro. Isso fará bem para saúde e para o bolso. Se você mora numa cidade grande e precisa pagar pelo transporte ou combustível, avalie o que é mais lucrativo. Muitas vezes é preferível pagar um pouco mais pela mercadoria, do que gastar além do necessário em combustível ou transporte.

3. Atenção à promoções

Quando encontrar produtos com ótimos preços, compre alguns extras para ficarem armazenados. Lembre-se de verificar data de validade, avaliar as marcas e comparar pesos ou medidas.

4. Limitar produtos com preços altos

Compre somente a quantidade suficiente, para consumo imediato, de produtos de primeiras necessidades, que sofreram alta repentina de preços.

5. Evite incluir guloseimas na sua lista de mercado

Compre os ingredientes e faça você mesmo bolos e doces. Além de economizar, você dará a sua família alimentos sem conservante, sem excesso de sódio e de gordura.

6. Aproveite os produtos da estação

Acompanhe as notícias sobre as safras dos grãos importantes na sua alimentação, como o feijão, arroz, trigo e soja. Quando a safra é abundante,os preços caem. Antecipe-se na compra de produtos que sofrerão alta nos preços, devido à influência da economia ou clima. Consuma verduras e frutas da estação. Elas são mais baratas e nutritivas.

Advertisement

7. Faça uma horta

Se tiver pouco espaço, plante em vasos, garrafas pet ou latas. Você pode fazer uma horta vertical em muros e paredes.

8. Evite o desperdício

Aproveite o caule dos legumes e cascas de algumas frutas. Nutritivas e econômicas, as tortas salgadas podem ser feitas com caules de couve, beterraba e espinafre. As cascas de banana e de melancia viram doces saborosos. As cascas do abacaxi podem virar um xarope delicioso. Não desperdice alimento. Evite sobras no prato e controle a validade dos perecíveis na sua geladeira.

Lembre-se de duas lições importantes: Proporcione uma nutrição ao seu corpo e previna-se contra imprevistos, armazenando alimento.

Toma un momento para compartir ...

Erika Strassburger

Erika Strassburger mora no Rio Grande do Sul, tem bacharelado em Administração de Empresas, escreve e traduz artigos para o site Família, é cristã SUD, pintora amadora de telas a óleo e mãe de três lindos guris, o mais velho com Síndrome de Down.