Benefícios do exercício durante a gravidez

É sabido que os exercícios físicos durante a gravidez trazem inúmeros benefícios. Veja quais são eles.

Erika Strassburger

É sabido que os exercícios físicos durante a gravidez trazem inúmeros benefícios. No entanto, é importante ressaltar que nem todas as grávidas podem se exercitar. Segundo o fisiologista do exercício Tiago Baldez, “As principais complicações que podem afetar o início ou a continuidade do exercício são: o sangramento uterino de qualquer causa, a placenta baixa, o trabalho de parto pré-termo, o retardo de crescimento intra-uterino, os sinais de insuficiência placentária e a ruptura prematura das membranas.” Por isso, é fundamental que a grávida se aconselhe com seu médico antes de iniciar qualquer atividade.

Veja quais são os benefícios dos exercícios físicos nesse período:

1. Melhor aptidão física

A grávida terá mais resistência e força muscular não só para carregar sua barriga pesada, mas para realizar as atividades cotidianas.

2. Menor ganho de peso

O ganho de peso durante a gestação será menor, devido à queima calórica e o controle da ansiedade, já que as pessoas tendem a comer mais quando estão ansiosas.

3. Melhora na postura e r edução das dores lombares

Alguns exercícios ajudam a corrigir a postura e fortalecer os músculos das costas e do abdômem. A grávida vai sentir menos dores lombares que surgem nos útlimos meses de gestação.

Advertisement

4. Saúde para o bebê

Quando a grávida se exercita adequadamente, o bebê também sai ganhando. A quantidade de glicose que vai para o filho é menor. Isso evita que ele nasça com sobrepeso.

5 . Melhora na circulação sanguínea

A prática de exercícios físicos estimula a circulação sanguínea, fazendo com que o sangue seja mais facilmente bombeado de volta ao coração. Uma melhor circulação ajuda a evitar também o aparecimento de varizes.

6. Redução no inchaço (edema)

Seja moderado ao se exercitar, pois não só o sedentarismo, mas a prática exagerada de exercícios também favorece a retenção extra de líquidos.

7. Tonicidade dos músculos do assoalho pélvico

A gravidez aumenta a probabilidade de incontinência urinária, pois pode afetar as estruturas do assoalho pélvico. A prática regular de exercícios para o assoalho pélvico reduz significativamente os danos durante o parto.

8. Proteção das articulações

Os exercícios moderados tonificam os músculos, e estes ajudam a suportar a maior parte do peso, evitando que a carga recaia sobre as articulações.

Advertisement

9. Relaxamento

Os exercícios de relaxamento ajudam a preparar a mulher física e psicologicamente para o parto, além de transmitir tranquilidade ao bebê.

10. Alívio do Estresse

Os exercícios físicos regulares condicionam o corpo a aceitar mais desafios com meno aumento dos hormônios do estresse, como a adrenalina.

11. Controle daansiedade e prevenção da depressão

O exercício físico faz com que o corpo libere betaendorfina e serotonina, hormônios que desempenham um papel importante na prevenção de depressão e ansiedade.

12. Pevenção da diabetes gestacional

13. Redução nos riscos da pré-eclâmpsia

A pré-eclâmpsia é a hipertensão induzida pela gravidez. Segundo o site News Medical, ela “ocorre em cerca de 10% das gestações. É considerada uma condição muito grave e exigem um acompanhamento atento da mãe e do feto.”

Um estudo publicado na Revista Brasileira de Reumatologia mostra que “as mulheres sedentárias apresentam um considerável declínio do condicionamento físico durante a gravidez. Além disto, a falta de atividade física regular é um dos fatores associados a uma susceptibilidade maior a doenças durante e após a gestação.”

Advertisement

Para saber quais exercícios são adequados para se praticar durante a gravidez, leia também o artigo “Exercícios Físicos Durante a Gravidez”.

Toma un momento para compartir ...

Erika Strassburger

Erika Strassburger mora no Rio Grande do Sul, tem bacharelado em Administração de Empresas, escreve e traduz artigos para o site Família, é cristã SUD, pintora amadora de telas a óleo e mãe de três lindos guris, o mais velho com Síndrome de Down.