Atriz Dani Valente revela doença incurável e dá exemplo de positividade

Nesta segunda-feira, dia 28, a atriz Dani Valente usou o seu Instagram para contar sobre a doença que atualmente enfrenta – a fibromialgia.

Stael Ferreira Pedrosa

Fora da TV há mais de 1 ano, Dani atualmente mora nos Estados Unidos com o marido Cristiano Cochrane (filho de Marilia Gabriela) e a filha Valentina, de 6 anos. Foi justamente nesse período morando nos EUA que a atriz recebeu o diagnóstico.

Em suas próprias palavras, Dani fala a respeito da doença: […] faz basicamente a gente sentir dores por todo o corpo, exaustão e uma depressão danada por não conseguir fazer 10% do que você gostaria.

Ela conta também o que fez para enfrentar a doença: […] mudei meu estilo de vida. Dou valor a cada momento alegre com a minha família. Foquei em escrever mais do que atuar. Escolho somente os trabalhos que me trazem alegria. Sem falar na alimentação saudável, contato com a natureza e a meditação.

Seu conselho para quem enfrenta doenças ou problemas de qualquer ordem é “dar valor às coisas simples da vida sem precisar sentir dor! Seja feliz todos os dias.

O que é fibromialgia?

De acordo com o site fibromialgia.com, a fibromialgia é uma síndrome – já que apresenta um grupo de sintomas, que se manifesta com dor no corpo todo, principalmente na musculatura. O paciente (na maioria mulheres) se sente cansado, não tolera exercícios e o sono não é repousante. A doença pode estar associada à depressão e ansiedade.

Advertisement

As causas

Existem fatores associados à fibromialgia, como a genética. Se a mãe tem, é possível que a filha desenvolva a doença. Ela também pode surgir como uma manifestação pós-traumática de cunho emocional, um trauma físico, psicológico ou mesmo uma infecção grave. O mais comum é que o quadro comece com uma dor localizada crônica, que progride até envolver todo o corpo. O motivo pelo qual algumas pessoas desenvolvem fibromialgia e outras não, ainda é desconhecido.

Sintomas

  • Dor generalizada, em diversas partes do corpo e que demorem três meses para passar.

  • Fadiga: já acorda cansado e por vezes acorda durante a noite por causa da dor.

  • Dificuldades de concentração, de prestar atenção e focar em atividades que demandem esforço mental.

  • Dor de cabeça recorrente ou enxaqueca clássica, dor pélvica e dor abdominal sem causa identificada (Síndrome do intestino irritável).

    Advertisement
  • Problemas de memória.

  • Dormência nas mãos e nos pés.

  • Palpitações.

  • Redução na capacidade de se exercitar.

Tratamento

A fibromialgia pode tornar o doente incapacitado. Por isso é necessário tratar com medicamentos e outros cuidados, como fisioterapia, exercícios, massagens e terapia cognitivo-comportamental que é uma parte importante do tratamento. Com ela, o paciente aprende e desenvolve hábitos que o ajudarão no controle da doença, tais como:

Advertisement
  • Observar e anotar diariamente as próprias atividades, sintomas e dores.

  • Reconhecer o que agrava seus sintomas.

  • Lidar com pensamentos negativos.

  • Desenvolver o prazer em práticas físicas.

  • Estabelecer limites pessoais.

    Advertisement
Toma un momento para compartir ...

Stael Ferreira Pedrosa

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.