Vida após a morte: Neurocirurgião afirma que viu o outro lado

Numa experiência de quase morte (EQM), um neurocirurgião, que não acreditava em vida após a morte muda de opinião, numa mudança dramática.


Luiz Higino Polito

Quando é uma pessoa normal que fala em experiência de quase morte (EQM) muita gente pode desconfiar de seu desconhecimento dos processos cerebrais, e achar que tal pessoa está se confundindo.

Mas e quando é um médico, e mais ainda, um neurocirurgião, que passa por um coma profundo e tem uma visão do Mundo Espiritual? Com pouquíssima chance de sobrevivência, o Dr. Alexander Eben, que ficou em coma por 7 dias, se viu enquanto estava em coma num lugar belíssimo, vasto e com muitas flores, onde também conversou com um anjo e sentiu a presença de Deus “por toda parte“.

Veja a reportagem que fala a respeito dessa maravilhosa experiência do Dr. Alexander Eben, que foi ao ar num conhecido programa de televisão do Brasil: “Neurocirurgião volta do coma e se convence que há vida depois da morte”.

(Abra a reportagem e clique no vídeo para assistir a experiência do Dr. Eben).

Leia:

Experiências de Quase Morte

De forma semelhante ao que aconteceu com o médico da reportagem acima, muitas outras pessoas já passaram por esse tipo de experiência. Segundo um vasto estudo (que também é citado na reportagem), 10% das pessoas que são “ressuscitadas” após terem morte clínica, contam que passaram por um túnel e que do outro lado viram um lindo lugar, no qual se sentiram maravilhosamente bem.

Nestas experiências EQM, as pessoas têm ou não contato com seres de branco, sentem a presença de Deus, veem muitas flores e um grande espaço com verdes gramados e outras coisas semelhantes. Num caso de uma brasileira citada na reportagem acima, foi dito para ela que ela voltaria e ficaria por mais 20 anos na vida mortal, para poder criar seus filhos. E foi exatamente isso que aconteceu.

Advertisement

Existem muitos livros que tratam desse assunto fascinante, sendo o mais conhecido deles o “Vida após a Vida“, do Dr. Raymond Moody Jr. No livro, o Dr.Moody narra experiências de pessoas de várias partes do mundo, de diversas religiões ou mesmo ateus (até que tivessem suas próprias experiências).

Depois de terem tais visões do “além”, todas as pessoas que voltaram passaram a dar muito mais valor à vida, perderam o medo da morte e agora aproveitam cada dia como se fosse uma grande bênção do Criador – o que é mesmo!

Não deveríamos nós também aprender a viver o dia presente como se fosse o último? Quem sabe o dia em que vai passar para o outro lado do véu?

Apesar dos descrentes, as muitas experiências de quase morte que tantas pessoas têm, inclusive a do neurocirurgião Dr. Alexander Eben, são um conforto para todos nós, que perdemos entes queridos.

Podemos ter muita esperança de que eles estão num lugar de paz, bem diferente desse mundo complicado em que vivemos agora. E que poderemos os reencontrar algum dia, no futuro.

Podemos ter esperança de que a morte não é o fim de nada, e que todos viveremos eternamente, em algum lugar onde poderemos sentir segurança e finalmente ter uma felicidade duradoura.

Leia: Quem tem medo da morte?

Toma un momento para compartir …

Luiz Higino Polito

Casado, pai de três filhos e avô de quatro netos, estudei oratória e didática. Gosto muito de escrever. Profissionalmente, sou músico e tenho um Sebo Virtual, onde vivo com minha esposa e cercado de livros!