Um aplicativo de celular está aumentando a adesão à contracepção natural

Diga adeus à pílula, DIU e outros métodos anticoncepcionais!


Michele Coronetti

Na era dos aplicativos, a contracepção muda de cara. Cada vez mais opções naturais aparecem para que as mulheres realmente tenham escolha quanto ao melhor contraceptivo para seu organismo.

Criado para ajudar os casais a entenderem como trabalha o ciclo feminino, este aplicativo funciona como uma tabelinha 2.0 e concede maior liberdade e conhecimento às mulheres que a maioria dos ginecologistas ou dos contraceptivos hormonais. Ele já tem mais de 150 mil adeptas em todo o mundo.

Como isso é feito? A usuária mede todos os dias sua temperatura com um termômetro basal que é inserido debaixo da língua. Em seguida ela registra no aplicativo o valor e ele calculará seu ciclo menstrual e suas possíveis variações. Com a temperatura é possível dizer em que fase do ciclo está a mulher, pois os aumentos dos níveis de progesterona aumentam 0,45°C a temperatura corporal após a ovulação. A partir desta informação o aplicativo avisará quanto a necessidade de proteção, caso a mulher não deseje uma gestação.

Segundo pesquisas noticiadas nos principais jornais mundiais, a monitoração do ciclo menstrual tem recebido cada vez mais adeptas, não só pela facilidade que os aplicativos oferecem, mas também pelos benefícios que ela acumula. Com a ajuda do aplicativo os métodos naturais se mostram eficazes e saudáveis, além de ecológicos.

O mercado dos contraceptivos hormonais movimenta bilhões de dólares apenas nos Estados Unidos da América. Preocupada com os efeitos noviços ao ambiente, a nova geração tem se tornado adepta a estes métodos que além de mais baratos, não poluem.

A enorme carga hormonal introduzida às mulheres através de pílulas tomadas por toda uma vida fértil não fez bem à saúde e nem ao meio ambiente. Medicamento eliminado pela urina, chega aos oceanos e polui as águas tornando multidões de peixes intersexuais, esterilizando gerações. E não só a população aquífera é afetada, os desreguladores endócrinos chegam à população humana pois não é possível filtrar o estrogênio sintético, e causam malformação nas células reprodutoras masculinas em 90%.

Outras informações contribuem para que muitas mulheres, especialmente as da nova geração, optem pelos métodos naturais. Contraceptivos hormonais são acusados de aumentar em 50% as chances de desenvolver câncer de mama em mulheres e em 80% nos casos de aumento de depressão e ansiedade.

Advertisement

Os métodos naturais também podem ser aprendidos através deste artigo. Combinados com o aplicativo eles ganham força na precisão, o que as mulheres de antes da invenção da pílula hormonal não tinham. Tecnologia aliada ao conhecimento e modernidade.

Toma un momento para compartir …

Michele Coronetti

Michele Coronetti é secretária, mãe de seis lindos filhos, gosta de cultura e pesquisas genealógicas.