Torne-se um anjo humano

Ser um anjo humano não requer asas - apenas um coração disposto e pronto.


Wendy Jessen

Em nossas vidas, muitas vezes podemos sentir o céu tentando nos ajudar – seja através de anjos ou anjos humanos que foram enviados para nos socorrer. Em meio a tempos turbulentos de nossa vida, Deus não nos deixou sozinhos e muitas vezes Ele usa outros para nos ajudar em nosso tempo de necessidade. Esses ajudantes, ambos invisíveis e visíveis, podem auxiliar, fortalecer, e ajudar-nos a sentir o amor de Deus.

Deus não nos deixa sozinhos. Ele envia anjos para nos ajudar.

Figura política e líder religioso, George Cannon, ensinou “Não há nenhum de nós por quem Deus não exerceu Seu amor. Não há nenhum de nós por quem Ele não Se tenha preocupado e expressado Seu carinho. Não há nenhum de nós que Ele não tenha desejado salvar, e para quem não tenha planejado meios para salvar. Não há nenhum de nós a quem Ele não tenha encarregado Seus anjos de cuidar. Podemos ser insignificantes e desprezíveis a nossos próprios olhos, e à vista de outros, mas a verdade é que somos filhos de Deus, e que Ele realmente nos enviou Seus anjos – seres invisíveis de força e poder – encarregando-os de cuidar de nós, zelar por nós e guardar-nos“.

Às vezes, os anjos são seres humanos.

Não só fomos colocados em famílias que podem nos ajudar e apoiar, mas também temos amigos, professores, vizinhos e comunidades que podem vir em nosso auxílio. Spencer Kimball, líder cívico e religioso, explicou: “Deus realmente está atento e zela por nós. Mas geralmente é por intermédio de outra pessoa que Ele atende a nossas necessidades.” Às vezes, nós somos o recipiente através do qual Deus ajuda os outros.

Temos que vigiar e estar prontos.

Para ser um anjo humano é necessário preparação da nossa parte. Podemos mais facilmente saber se alguém precisa de nossa ajuda se observarmos aqueles ao nosso redor e procurarmos oportunidades para servir. Pode ser financeira, física, emocional ou espiritualmente que alguém precise de nossa ajuda. Quando chegar a hora, esteja pronto para intervir e servir.

Esteja preparado espiritualmente.

Muitas vezes, podemos não ser capazes de ver com os nossos olhos que alguém está precisando de nossa ajuda, apoio ou amor. Devido a isso, precisamos estar preparados espiritualmente para receber a inspiração em ajudar os outros. Podemos fazer isso vivendo em retidão e vivendo dignos do espírito. Ao fazer isso, os nossos olhos, ouvidos e corações espirituais estarão prontos para saber quem precisa de ajuda e o que pode ser feito.

Ore pedindo orientação.

Deus quer ajudar cada um de seus filhos e filhas. Ele também quer que sejamos os ajudantes. Ao orarmos a Ele, Ele pode nos ajudar a ter mais consciência daqueles que precisam de nós para ser seus anjos humanos. Ele pode sussurrar, ou colocar em nossos corações e mentes o que precisa ser feito. Isto é mais facilmente alcançado se buscarmos sua orientação e conversarmos com Ele através da oração.

Responda rapidamente a pensamentos e impressões.

Uma vez que um pensamento ou impressão entra em nosso coração ou mente de algo que precisamos fazer para ajudar alguém, precisamos agir imediatamente. Muitas vezes, a ajuda necessária é sensível ao tempo. Às vezes não é, mas agir rapidamente em tais assuntos geralmente é o mais benéfico. Nós saberemos se precisamos simplesmente chamar alguém ou se são necessárias outras medidas. Há todos os tipos de necessidades básicas – emocional, espiritual, física – que as pessoas precisam a cada dia.

Advertisement

Ser um anjo humano não requer asas, apenas um coração disposto e mãos prontas para agir. Se estivermos dispostos a buscar orientação de Deus, podemos ser anjos na vida dos outros durante seus tempos de necessidade.

_Traduzido e adaptado por Sarah Pierina do original Become a human angel.

Toma un momento para compartir …

Wendy Jessen

Em seu "tempo livre", ela gosta de ler (ou ouvir livros de áudio uma vez que ela não tenha tempo para ler), escrever, bloggar, exercitar-se, ensinar a língua de sinais, interpretar para surdos, e passar tempo com seu belo hubbie, Rick. É autora de vários e-books, inclusive, "Positive Parenting: Desenvolvimento de Disciplina sem gritar, irritante, Spanking ou Time-Outs" (www.firstratefamily.com), "Língua de sinais para Bebés e além", (www.signing4babies.com), "Tradições e Rituais felizes de família" e "Celebrando a maternidade", (www.celebratingmother.com) Você pode se inscrever on-line para o boletim gratuito "Positive Parenting" em www.firstratefamily.com