Taís Fersoza se irrita ao ouvir que está enorme na gravidez – e revela outras 10 frases que as grávidas odeiam ouvir

Você concorda que estas 11 frases são muito irritantes?


Erika Strassburger

No último Dia dos Namorados, a atriz Taís Fersoza, casada com Michel Teló desde 2014 e grávida de oito meses de Teodoro, seu segundo filho, publicou um vídeo em seu canal do YouTube contando algumas coisas que tem feito para manter a calma na gravidez e passar tranquilidade para o bebê.

Ela sugere às gestantes algumas “técnicas” relaxantes para atingir esse objetivo, entre elas, a hidromassagem, drenagem linfática, passear com as amigas, “se curtir” e “namorar a barriga”. Ela citou outra coisa que também ajuda muito: pedir para as pessoas evitarem dizer “certas coisas”.

Depois de contar como sua primeira gravidez – de Melinda – foi “zen” e afirmar que isso contribuiu para que ela se tornasse uma criança tão “leve”, tranquila e que “leva tudo numa boa” (veja que lindeza neste vídeo com o pai)…

Advertisement

…e fazer uma comparação com sua segunda gravidez, período em que tem havido um pouco mais de preocupações e estresse, inclusive uma menina “de 9 quilos” para cuidar e pegar no colo; ela achou interessante listar 11 coisas que as pessoas dizem, e precisam PARAR de dizer, que estressam qualquer grávida.

1. “Nossa, como você está enorme!”

E contesta, “Oi?? Eu estou enorme? A barriga está enorme, né?!”. Ela implora para que as pessoas nunca digam isso a uma grávida.

2. “Como você já engordou!”

É muito deselegante dizer isso!

3. “Tem certeza de que não são dois?”

Ela diz rindo, “Isso é irritante demais!” Se a grávida fez ultrassom, é óbvio que ela sabe quantos filhos têm na barriga.

4. “Vai comer tudo isso?”

Ela novamente diz rindo, “Não fala isso! Isso é muito irritante!”. Cá entre nós, tem que ter coragem (e ser sem noção) para dizer uma coisa dessas.

5. “Só seis meses? Nossa, parece mais!”

“Gente, vamos deixar a barriga alheia! Só fala assim: que barriga linda! Ponto, acabou! Não precisa ficar desenvolvendo!”, ela aconselha.

Advertisement

6. “Você está grávida de novo! Mas você é muito corajosa!”

Ela diz já ter ouvido isso muitas vezes, pois Melinda está com 11 meses de vida. E retruca “Gente, não é coragem, é vontade mesmo! A gente se planeja… Cada um escolhe do seu jeito!”. Ela conta que estava nos planos ter dois filhos, um atrás do outro. E considera corajosa a mãe que tem filhos com, por exemplo, 10 anos de diferença. “Isso é muito particular… Gente, não tem que se meter!”

7. “Você tem muita azia? Então a criança vai nascer cabeluda”

Ela disse que é um conceito ultrapassado, tanto que ela teve muita azia no final da gravidez da Melinda e a filha nasceu carequinha.

8. “Ah, é menina? Poxa, que pena! O pai queria tanto um menino!”

Esse é tão cruel que ela nem quis comentar.

9. “Vai ser esse mesmo o nome? Tem certeza?”

10. “Vai fazer cesárea ou parto normal?”

11. “Tomara que seja a personalidade do pai e não puxe a você, né?”

Estas três últimas ela citou na sequência, deixando para comentar no final: “Gente, vamos combinar, se você vê a pessoa grávida, só fala assim: ‘Cara, muita saúde! Desejo que você seja muito feliz! Que o nenê venha muito feliz e saudável! Que corra tudo bem, e seja uma hora linda’.”

Ela finaliza, “vamos ajudar as mamães a manterem a calma, por favor! Vamos ser mais legais, mais gentis!”. E lembra que as pessoas precisam pedir permissão para passar a mão na barriga da grávida. Algumas não se importam, mas outras não suportam que toquem suas barrigas. Respeitar os limites é sempre a melhor pedida.

Se desejar, assista ao vídeo completo, que vem com algumas dicas extras de bônus

Toma un momento para compartir …

Erika Strassburger

Erika Strassburger mora no Rio Grande do Sul, tem bacharelado em Administração de Empresas, escreve e traduz artigos para o site Família, é cristã SUD, pintora amadora de telas a óleo e mãe de três lindos guris, o mais velho com Síndrome de Down.