Sua esposa irá mostrar estes 4 sinais quando estiver emocionalmente destruída

Estes são os 4 sinais que irão mostrar que sua esposa está totalmente destruída.


Roberta Preto

No mês de dezembro presenciei em duas cidades por onde passei casais agredindo-se, alguns verbalmente e dois deles fisicamente. Apesar de estar ciente que relações sofrem divergências, eu sabia com toda certeza que a violência que esses casais estavam oferecendo um ao outro era o “fundo do poço” da relação.

No segundo ato, eu estava de carro com minha irmã, passando por uma rua, avistamos um casal agredindo-se fisicamente. A situação piorou porque a moça que estava aos socos com o marido era simplesmente a professora de ensino religioso do meu sobrinho. Lembro-me de ouvi-lo dizer que não entendia porque ela e o marido estavam se batendo, se ela havia ensinando na aula passada que Deus não se agradava da violência e que família cuidava um do outro e que jamais deveriam machucar-se.

Não sei exatamente porque tivemos que presenciar tudo aquilo, pois eu abomino tais atitudes, mas, diante das cenas que presenciei, sei que alguns casais ficam melhores separados do que juntos.

Embora esses casais tenham tido um gostar profundo no passado, a falta de controle sobre suas emoções, o egoísmo e a infantilidade tornarem-se maiores do que os sentimentos de amor que um dia tiveram um pelo outro.

É lamentável que existam pessoas que se casem com uma bagagem de imaturidade, egoísmo e descontrole de sua ira, essas pessoas destroem por completo o emocional do companheiro. Suas atitudes representam uma violência descontrolada sobre a família e isso é inadmissível. Não existem desculpas para tal comportamento covarde e injusto.

Todas as relações enfrentarão diversos desafios e para lidar com cada um deles é preciso maturidade, controle emocional e muito amor por parte dos cônjuges.

Quem ama perdoa, cuida, protege, recomeça e, principalmente, escolhe sempre, nunca machucar o outro. Se houver atos abusivos, o amor irá murchar e morrer como uma flor quando não é regada. O abuso e o descontrole levam somente à tragédia.

Advertisement

Geralmente, são as pequenas coisas ditas e não ditas que fazem a diferença na relação. Quando elas são proferidas da forma errada, ou quando não são pronunciadas no momento exato, levam casamentos que poderiam ser sólidos a dissolverem-se.

Observe se sua esposa possui estes 4 sinais. Se ela demonstrar, então ela está emocionalmente destruída:

1. Desespero

Quando uma pessoa se sente ameaçada e quando ela desenvolve sentimentos de medo, mágoa e rancor, geralmente ela torna-se uma pessoa desesperada, não enxerga saída, sente-se sozinha e confusa. E, há aquelas que desejam desistir da própria vida a terem que viver ao lado de alguém que lhe causa tanto medo.

Nunca se deve desistir da vida, existe ajuda profissional, familiar e espiritual. A vida é preciosa! Não viva do medo e nem abandone sua vida.

2. Brutalidade

Normalmente, podemos perceber que a maioria das mulheres que é maltratada pelo cônjuge traz nas suas próprias palavras traços de brutalidade e fúria. Tudo porque essas mulheres já sofreram ou sofrem maus tratos na relação.

A família é feita para ser cuidada e não maltratada. Ela é o bem mais valioso de um homem, e todo patriarca do lar jamais deveria esquecer que sua esposa e filhos são os seus maiores tesouros.

3. Amarga

A amargura é um sentimento que a maioria não gostaria de desenvolver, entretanto, muitos maridos aborrecidos com suas próprias frustrações descontam na família sua infelicidade com atos abusivos, deixando suas esposas amarguradas.

O marido tem por obrigação o dever de levar mais que o sustento no lar, ele também precisa levar paz, alegria e amor, através de atitudes maduras e amáveis.

4. Indiferença

A indiferença está além do desprezo, pois nela não há sentimento algum, não há amor e também não há ódio, apenas um vazio no coração pela pessoa que antes ocupava e preenchia tudo. Se sua esposa lhe enxerga com indiferença é porque ela já se cansou de fazer tanto e nada receber, suas atitudes egoístas em relação aos sacrifícios justos dela que a fez desistir de lutar para lhe agradar ou tentar lhe fazer uma pessoa melhor.

Lembre-se que a indiferença é a morte do amor, é a certeza de que você conseguiu destruir tudo que havia de belo na relação. O mínimo que você pode fazer por ela é respeitá-la e permitir que ela seja feliz novamente, mesmo que não seja ao seu lado.

Advertisement
Toma un momento para compartir …

Roberta Preto

Roberta Preto, 33. Formada como tradutora e intérprete, escritora, mãe. Apaixonada pela vida, em uma eterna busca por conhecimento. Espero que minhas palavras possam ser uma luz na vida das pessoas. Sonho em ajudar a humanidade a tornar-se livre da escravidão da ignorância.