Senhoras, se vocês estão infelizes, a culpa não é do seu marido

Se você espera que alguém - um namorado, uma namorada, sua esposa, seu marido - vá lhe fazer feliz, você vai ficar esperando muito tempo.


Cale Gray

Se você está à espera de alguém – um namorado, uma namorada, sua esposa, seu marido – para lhe fazer feliz, você vai ficar esperando muito tempo.

É impossível um namorado assumir a responsabilidade pela segurança emocional de sua namorada.

Da mesma forma é impossível para uma mulher assumir a responsabilidade pela gratificação sexual do marido.

Em suma: nenhuma pessoa pode assumir a responsabilidade pela felicidade ou satisfação de outra.

Essas expectativas não saudáveis são causadas pelo ego – o insaciável e problemático “eu” na mente que às vezes leva uma pessoa a colocar incorretamente a responsabilidade sobre o seu parceiro romântico.

Como o ego controla os relacionamentos

O princípio da responsabilidade no relacionamento pode envolver tanto assumir responsabilidade quando descartar, dependendo do que é justo.

Um dos motivos do ego ansiar por relacionamentos é porque são grandes oportunidades para fugir à responsabilidade. O ego quer alguém para assumir a responsabilidade de fazê-lo sentir feliz, gratificado, cuidado, seguro, etc. Ele não quer assumir a responsabilidade por essas coisas, quer alguém que o faça por ele.

Advertisement

“Por que lutar por minha própria felicidade quando eu posso simplesmente despejar essa responsabilidade em meu parceiro?”

“Os homens estão fazendo fila para aceitar minha aparência, por que eu deveria aprender a aceitar-me?”

“É dever de a minha esposa satisfazer todos os meus desejos sexuais, por que eu deveria aprender a ter autocontrole?”

O ego pode fazer perguntas como estas, pois racionaliza seus viciantes, egoístas e irresponsáveis comportamentos que podem prejudicar relacionamentos românticos. Quando uma pessoa percebe que suas expressões de amor altruísta estão permitindo a irresponsabilidade do parceiro, ela deve livrar-se da responsabilidade.

Lidar com egos

A esposa pode dizer ao marido que ela pode buscar agradá-lo sexualmente, mas não pode ser responsável por sua gratificação e não vai aceitar essa culpa, exigências, ou responsabilidade por sua natureza sexual insatisfeita. Um marido pode dizer a sua esposa que vai tentar passar mais tempo e se comunicar melhor com ela, mas não pode ser responsável por suas inseguranças ou natureza emocional volátil.

É certo que o amor altruísta é saudável, mas o amor altruísta só pode ser protegido quando a responsabilidade é corretamente aplicada no relacionamento.

Quando as pessoas tomam a responsabilidade por seus próprios anseios, o amor altruísta fica livre para se expressar sem o risco de permitir a irresponsabilidade ou senso indevido de direito de um dos parceiros. Juntos, amor altruísta e responsabilidade mantêm os relacionamentos felizes e bem-sucedidos.

_Traduzido e adaptado por Stael F. Pedrosa Metzger do original Ladies, it’s not your husband’s fault you’re crying.

Toma un momento para compartir …

Cale Gray

Cale Gray is a writer and blogger on happiness and relationships. He is also student working at becoming a licensed marriage and family therapist.