Reuniões com os professores: aproveite ao máximo

Reunir-se regularmente com os professores de seus filhos é o primeiro passo para que ele tenha sucesso em sua formação acadêmica. Você não pode perder.

Emma E. Sánchez

Dentro dos processos educativos, a avaliação é, sem dúvida, o ponto chave, pois depende dos dados, e não das notas tiradas, o aperfeiçoamento dos processos futuros, como o ensino dos professores, o acompanhamento dos pais para culminar no progresso do aprendizado dos alunos.

Aplicamos avaliações para saber o quanto o aluno aprendeu, até que nível chegou ou o quanto domina o conteúdo para, em um período seguinte, retomar o que não foi consolidado, aprimorar estratégias, implementar novas, eliminar outras e fazer o necessário para que os alunos alcancem seus objetivos de aprender a fazer e a ser.

E esse trabalho, em se tratando sobretudo de criança e adolescente, não é questão apenas do professor e do aluno. Os pais são a parte que completa o que chamo de “tríade do sucesso”: pais, professores e alunos.

Portanto, participar das reuniões com os professores de seus filhos torna-se muito importante e vital para a formação de seus filhos. Se a educação deles for um assunto realmente importante para você, você não perderá nenhuma dessas reuniões e até mesmo as solicitará de vez em quando.

O que são essas reuniões?

Os ciclos escolares são divididos em períodos, que podem ser bimestres ou trimestres, até mesmo meses ou semestres. Esses intervalos permitem que pais e professores parem para revisar, verificar e corrigir o que é necessário antes de perder um ciclo inteiro.

Advertisement

Normalmente, desde o início do ciclo, são anunciados os períodos estimados e os dias de exames ou avaliação e, posteriormente, as datas dos encontros com os pais. Pensa-se equivocadamente que se trata apenas de dar e receber notas, reclamar ou discutir sobre notas. Esse é um erro que devemos evitar.

Realmente funcionam?

Claro! São muito boas, necessárias e importantes para quem está envolvido ou quer se envolver com seus filhos. Digo isso porque, infelizmente, há pais que definitivamente não se interessam, pois acham que basta que os filhos tirem boas notas, que ele não recebam reclamações dos filhos; ou não queiram ir porque acham que o professor vai fazê-los ver o que eles já sabem, o que estão negligenciando ou desperdiçando.

Não importa que medo você tenha ou seu pré-julgamento, mesmo que o professor não seja do seu agrado, você deve comparecer e se dar a oportunidade de saber mais sobre seu filho para apoiá-lo mais e da melhor forma.

Particularmente, adoro que os alunos, a partir de certa idade, também devam participar desses encontros e ser participantes ativos em seu processo de avaliação, afinal, eles são os protagonistas da história.

Sugestões muito específicas para reuniões com professores

No início do ciclo é muito importante que você obtenha o calendário anual do curso para que possa identificar os períodos de avaliação.

Advertisement

Reuniões de grupo

É comum em muitas escolas que, no início do ano letivo, os professores façam uma reunião geral com os pais para apresentarem seu programa e método de trabalho, e estabelecerem formas de comunicação. Esse encontro é o começo para estabelecer um bom relacionamento entre professores e pais.

Reuniões pessoais

Se você não puder comparecer ou tiver dúvidas, é necessário marcar um encontro para conhecer o professor do seu filho, dizer quem é seu filho, conversar um pouco sobre as necessidades educacionais dele, suas expectativas e para também conhecer o plano e a forma de trabalho do professor e o que isso exigirá de você como pai ou mãe. Este é um encontro amistoso e breve, cujo objetivo, como já disse, é estabelecer uma boa comunicação e começar com o pé direito.

A partir do momento em que as aulas começarem, e tudo estiver correndo bem, você pode esperar até a reunião que acontecerá no final do ciclo. Mas, se com o passar das semanas ou meses e as coisas não correrem bem – por exemplo,  seu filho não aprende, fica estressado, não tem amigos, não quer ir para a escola, não gosta ou não entende nada – não perca tempo, marque uma reunião.

Para a reunião 

Mantenha anotações precisas. Muitos pais solicitam uma reunião com urgência e preocupação, mas, quando chegam, já esqueceram os detalhes, os fatos que iam falar; ou quando voltam para casa, percebem que esqueceram de dizer ou comentar algo muito importante.

Não deixe isso acontecer com você, faça anotações e vá riscando cada uma que forem conversando, para não esquecer de nada.

Advertisement

Traga livros ou cadernos com exemplos claros e precisos para responder às perguntas.

Anote o que o professor lhe disser para não se esquecer, para fazer e compartilhar com a família.

Depois da reunião

Em casa, converse com seu marido e filho, e mãos à obra! Dessa forma,  as melhorias e os progressos continuarão conforme o plano traçado.

Hoje também existem as videochamadas, esse recurso é muito útil, aproveite!

Este processo deve ser repetido a cada período e quantas vezes forem necessárias para se chegar a uma conclusão bem-sucedida.

Quando uma reunião entre o professor e os pais não funcionar muito bem, é importante nunca desistir, você pode convidar outra pessoa para acompanhá-los, alguém que possa atuar como mediador, que deixe ambas as partes descontraídas; mas nunca deixe de frequentar as reuniões que tratarão do desenvolvimento do seu filho.

Advertisement

O professor é – e quer ser  –seu aliado para ajudar seu filho. À medida em que trabalharem juntos, e cada membro da “tríade do sucesso” assumir suas responsabilidades, seu filho terá conquistas e avanços significativos em seu aprendizado e desenvolvimento pessoal.

Não se prive da ajuda deles, aproveite!

Traduzido e adaptado por Erika Strassburger, do original Reuniones con los maestros: aprovéchalas al máximo

Toma un momento para compartir ...

Emma E. Sánchez

Casada y madre de tres hijas. Interesada en el fortalecimiento y formación de la mujer, la familia y el hogar.