Reunião de família, o que é isso?

Aprenda o segredo para fazer as melhores reuniões de família com aqueles que você ama.


Laura Bunker

Em uma reunião de família recente realizada em um pequeno campus acadêmico, nós compartilhamos uma mesa de café da manhã com três estudantes adolescentes. Durante nossa conversa, um deles perguntou hesitante: “Então, por que vocês estão aqui?”

“Estamos aqui para uma reunião de família”, eu respondi. No mesmo instante, os três rapazes perguntaram ao mesmo tempo: “O que é isso?”

Um pouco surpresa, eu gaguejei: “Bem… é quando nos reunimos com nossa família.” Outro menino entrou na conversa: “Todos vocês são da mesma família? Há quantos de vocês?”. Eu respondi: “Em torno de 200”. Ele derrubou seu garfo: “Você está brincando! De onde vocês são?”, “De várias partes dos Estados Unidos.”, “Uau!”. O terceiro disse incrédulo: “Você quer dizer que todo mundo veio só para isso?”, “Sim”. Eu continuei: “Para ver nossos primos e tias e tios que não tínhamos visto há algum tempo.” Suas cabeças estavam levantadas, e eles tinham parado de comer. Eles estavam um pouco perdidos. Eu expliquei: “Nós todos temos os mesmos avós.”

Três pares de olhos se abriram: “Vocês todos têm os mesmos avós?”. “Bem, tecnicamente, eles são meus avós e bisavós dos meus filhos.” Agora seus olhos estavam vidrados. Agora eles estavam completamente perdidos.

Ali estavam três rapazes com origens muito diferentes, mas o conceito de uma família intergeracional era estranho para eles. Eles não conseguiam compreender. Mesmo depois que eles deixaram a mesa, sua pergunta não me saía do pensamento.

O que é uma reunião de família?

É um tempo para diversão e fotos, mas uma reunião de família é muito mais do que isso. É onde as histórias do passado revivem seus entes queridos. É onde crianças comparam o quanto elas cresceram, e os adolescentes veem de onde herdaram seus cabelos vermelhos. É onde bebês são passados de colo em colo e adorados. É onde as mães jovens aprendem com primas mais velhas como sobreviveram aos tempos de bebês, e pais jovens veem que não são os únicos homens com uma criança pendurada em sua perna. É onde tias viúvas compartilham boas lembranças, e o vovô sorri por cima de sua dor, enquanto observa o caos com alegria.

Uma reunião de família molda o nosso senso de identidade e de pertencer, e nos lembra que somos parte de algo muito maior do que nós mesmos. Nossa família estendida nos mostra onde nos encaixamos no mundo. Como os especialistas em relacionamentos Richard e Linda Eyre explicam em seu novo livro “The Turning”: “Famílias são o que nos ligam aos que vieram antes e com o resto da humanidade. Elas nos dão nossa identidade, e é uma identidade que podemos desenvolver e melhorar antes de passá-la para os nossos próprios filhos.”

Advertisement

Reuniões de família nos ajudam a construir nossa identidade e transmiti-la aos nossos filhos, conectando-se com a família inteira e compartilhando histórias.

Conectando-se com a família estendida

Conectar-se com a família estendida pode ser mais importante do que imaginamos. Pesquisas mostram que as conexões com a família estendida ajudam crianças a serem mais felizes, mais inteligentes, mais amáveis e resilientes.

Um estudo de Oxford descobriu que adolescentes cujos avós estão ativamente engajados em suas vidas são mais felizes; têm menos problemas emocionais e de comportamento, e se relacionam melhor com seus colegas. “Um bom relacionamento entre avós e netos amortece os efeitos de eventos adversos da vida”, os autores concluíram.

O sociólogo Mads Jaeger, da Universidade de Copenhague, descobriu que primos de primeiro grau se assemelham em relação a quanta educação completam. Ele observou que tias, tios e avós ajudam crianças a ser mais resilientes, compensando os recursos que estão faltando em sua família imediata.

Um importante estudo da Brigham Young University mostrou que os avós têm uma influência positiva sobre seus netos que é distinta das relações entre pais e filhos. Crianças cujos avós foram envolvidos em suas vidas “são mais gentis com outras pessoas fora de sua família imediata e amigos – e, em alguns casos, mais inteligentes.”

Dr. Jeremy Yorgason explicou, “Quando os avós estão se conectando com seus netos, eles estão ensinando-lhes coisas, eles estão ajudando-os de maneiras que se mostram até mesmo um ano depois.”

“É muito importante, de uma geração para a seguinte, deixar um pedaço de nós.”, uma avó acrescentou. “Nós também podemos dar-lhes alguém além de seus pais em quem confiar. Nós os ensinamos a encontrar segurança com adultos e passamos nossos valores.”

Compartilhando histórias de família

Reuniões de família também são ricas oportunidades para compartilhar histórias da família. Mais do que apenas entretenimento, histórias de família são um salva-vidas poderoso para a geração mais jovem.

Marshall Duke e Robyn Fivush da Emory University trabalharam com crianças que foram afetadas pelo trauma do 11 de Setembro, e observaram: “As que sabiam mais sobre suas famílias provaram ser mais resilientes.”

Histórias de família constroem um forte senso de “eu intergeracional”, o que aumenta a autoconfiança. Na verdade, “quanto mais as crianças sabiam sobre as histórias de suas famílias, mais forte o senso de controle sobre suas vidas, e maior a sua autoestima.”

Advertisement

Felizmente, histórias de família não têm que ser perfeitas ou livres de problemas para ter um impacto. Os autores explicam que as histórias mais saudáveis incluem altos e baixos da família, como “Nós construímos um negócio de família. Mas nós também tivemos contratempos. Uma casa pegou fogo. Seu pai perdeu o trabalho. Mas não importa o que aconteceu, sempre estávamos juntos como uma família.”

Eles concluem com este conselho convincente: “Se você quer uma família mais feliz, crie, aperfeiçoe e conte novamente a história dos melhores momentos da sua família e a capacidade de sua família de se recuperar dos momentos difíceis. Apenas esse ato já pode aumentar as chances de que a sua família irá prosperar por muitas gerações vindouras.”

Conclusão

Então, o que é uma reunião de família? É identidade, pertencimento, segurança e resiliência. É o lugar onde o passado e o presente se encontram para assegurar que o futuro esteja vivo e bem. É uma visão geral da vida.

Eu gostaria de poder encontrar nossos três jovens amigos de novo e compartilhar com eles o que eu aprendi. Mais do que isso, eu queria poder convidá-los para participar da nossa próxima reunião de família – ou melhor ainda, começar uma própria deles com suas famílias.

_Traduzido e adaptado por Sarah Pierina do original Family reunion, what’s that?.

Toma un momento para compartir …