Onde estiver o vosso tesouro, ali estará também o vosso coração

Qual é o maior tesouro da vida? A escritura em Lucas 12:34 responde.


Beth Proenca Bonilha

Conta a fábula que uma mulher muito pobre que fazia seu caminho habitual de volta para casa depois de um dia inteiro de trabalho na casa de famílias onde limpava, passava e cozinhava, trazia em seus braços sua filha de apenas um ano de idade, além de muitas sacolas com roupas e um pouco de comida para aquela noite. Ao passar por um atalho no meio da mata, ouviu uma voz que a chamava pelo nome. Olhou para um lado e para o outro e percebeu que a voz vinha de dentro de uma pequena abertura em uma imensa rocha. Dirigiu-se até a abertura e ouviu mais claramente a voz chamar-lhe pelo nome e dizer: “Hoje é seu dia de sorte, aqui dentro existem muitas riquezas e esta passagem só se abre a cada mil anos, e quando coincide de alguém passar por aqui exatamente neste dia tem a oportunidade de entrar e recolher tudo o que puder e quiser”.

A mulher tentou olhar para dentro da passagem, mas não conseguia passar com a criança em seu colo. Tentou de diversas maneiras, mas nada, era impossível passar as duas de uma só vez. A voz então deu outras instruções:

“Você deve se apressar, pois esta passagem está para se fechar e resta pouco tempo para que você possa aproveitar esta oportunidade. Não esqueça o principal!”. A mulher então colocou a criança pela fenda adentro e espremeu-se até que entrou e ficou deslumbrada com tanta riqueza. Eram pedras preciosas de todos os tamanhos e cores, ouro, prata, joias e coroas.

A voz então orientou que ela poderia recolher tudo o que quisesse em 7 minutos e ao final do tempo a fenda se fecharia por mais mil anos, portanto, a voz alertou mais uma vez: “Não esqueça o principal!”.

A mulher encheu seus bolsos e pescoço com joias e pedras preciosas. A voz mais uma vez alertou: “Seu tempo está terminando. Restam somente 2 minutos. Não esqueça o principal!”.

Ela ficou ainda mais desesperada e sabia que teria dificuldade em passar pela pequena fenda. Espremeu-se tanto que chegou a ferir partes do corpo com as peças que carregava, mas finalmente saiu vindo a cair ao solo pelo esforço que fizera. E ao ver tudo o que conseguira carregar ficou feliz e começou a apreciar tudo o que recolhera quando ouviu um forte estrondo. Era a fenda se fechando.

Olhou ao redor e ria de contentamento até perceber que havia esquecido sua filhinha dentro da caverna e agora ela estava fechada.

Advertisement

Essa fábula, de autor desconhecido, nos convida a refletir sobre o que estamos elegendo como tesouro na vida. Quantas vezes deixamos de valorizar as verdadeiras joias da vida em troca de momentos de prazer momentâneo, ou na busca incansável por conforto e reconhecimento social ou profissional.

Priorizar o tempo para as coisas e pessoas mais importantes

Pensar que se temos com sorte em média 60 ou 70 anos de vida nesta terra e que passam muito rápido, não podemos nos distrair com o brilho e glamour que não poderão ser levados conosco quando tivermos que passar pela fenda da morte.

Temos pouco tempo para ver os filhos crescerem. Em um piscar de olhos eles deixam de brincar ou de chorar de medo do escuro à noite e partem em busca de seus próprios tesouros.

Temos pouco tempo para aproveitar a vitalidade de nossos pais, pois de repente percebemos que eles não são super-heróis e que não tinham respostas para todas as perguntas e então envelhecem e se vão.

Qual o maior tesouro da vida?

Ainda baseado na fábula, podemos concluir que o maior tesouro da vida é a própria vida. Por isso a responsabilidade de viver com qualidade, com paz, com fé e com a certeza de que este tempo é o tempo de recolher tesouros, mas só os que pudermos carregar pela fenda que nos separa desta vida para a próxima que poderá durar mil anos ou uma eternidade.

Esses tesouros só podem ser levados se couberem na alma, ou seja, o tesouro da amizade, do amor, do conhecimento; as lembranças de momentos com pessoas que nos consideraram seu verdadeiro tesouro, nossa família e amigos.

Não esqueça o principal! Cuide das vidas ao seu redor e permita ser cuidado por elas, e acumulará o maior tesouro da vida.

Toma un momento para compartir …

Beth Proenca Bonilha

Graduada em Administração de Empresas com MBA em Empreendedorismo. Casada mãe de 6 filhos, avó de 2 netos. Atua profissionalmente como Analista Instrutora da Educação Empreendedora no SEBRAE - SP. Como hobby gosta de artesanato, música e leitu