Mulher que ficou em coma por 7 anos acorda e conhece sua filha pela primeira vez. Veja o vídeo emocionante

Ela entrou em coma logo após o parto e nunca conheceu a filha.

Rachel De Castro

O parto em 2009

Danijela Kovacevic, da Sérvia, deu à luz a uma menina, a Marija, em 2009, mas logo após o parto, entrou em coma. Danijela viveu em estado vegetativo por 7 anos, mas sua família sempre teve esperança de que ela acordaria um dia.

Os médicos ficaram abismados quando, há pouco tempo, Danijela acordou do coma com 25 anos de idade. Ela se tornou uma das pessoas que viveram por mais tempo em coma na Sérvia, segundo reportagem do Daily Mail.

Ela teve a filha aos 17 anos, mas no parto sofreu um choque séptico e seu coração parou de bater por meia hora. Por causa da persistência médica, seu coração voltou a bater, mas ela entrou em coma.

O amor que a salvou

“Todo o dia após a aula Marija fica pertinho de sua mãe. Ela a conforta, faz ela rir e não desiste de acreditar que um dia a sua mãe vai lhe abraçar”, diz um amigo da família em entrevista.

Danijela está fazendo terapia intensiva. Os médicos dizem que ela está se desenvolvendo e agora pode segurar um tablet e uma caneta em suas mãos, assim como sentar e acompanhar conversas.

Advertisement

“Danijela está muito melhor agora, ela ganhou peso, está mais atenta e viva. Ela reage, sorri e fica brava”, celebra o pai. A família disse que eles precisam de pelo menos $50.000 para pagar os custos do tratamento de Danijela, e criaram uma página no GoFundMe para quem quiser ajudar.

O amor e carinho da família e, principalmente, da pequena filha é o que tem ajudado Danijela em sua recuperação juntamente com a terapia e tratamentos. A menina Marija já amava sua mãe sem nunca a ter conhecido, e a dedicação dela para com a mãe enferma é uma linda lição de amor entre mãe e filha.

Toma un momento para compartir ...

Rachel De Castro

Rachel De Castro é esposa e escritora com formação em ciência política. Acredita que o mundo já tem críticos demais por isso decidiu motivar e inspirar pessoas.