Mulher acusa companhia aérea de ter matado seu cachorro, mas eles negam acusação

Golden Retriever teve que esperar 20 horas a mais por voo, veja o que a companhia respondeu.


Rachel De Castro

Hi friends, I'm asking all DOG LOVER'S to please read and SHARE this post. The word needs to get out that airline travel…

Posted by Kathleen Considine on Friday, February 10, 2017

Kathleen Considine expressou sua frustração e tristeza em post no Facebook que teve mais de 250 mil compartilhamentos em menos de 4 dias.

O veterinário do cachorro informou que ele morreu de uma dilatação gástrica que cortou o fluxo sanguíneo para seus órgãos internos. Essa condição é causada por problemas de alimentação e estresse. Kathleen afirmou que o cão passou por um exame físico um dia antes de viajar em voo da United Airlines e o exame mostrou que o animal estava bem e saudável.

Ele viajou de Detroit a Portland com uma parada em Chicago. O cão que pesava aproximadamente 36 quilos teve que usar uma caixa grande para ser transportado e a companhia assegurou que ele caberia em ambos os voos. Quando o voo aterrissou em Chicago, a linha aérea disse à dona que ele não caberia no voo para Portland e então ele teve que permanecer no aeroporto durante a noite, esperando 20 horas para pegar um outro avião.

A dona disse que o cachorro chegou desorientado e muito estranho em Portland, ela o levou ao veterinário e algumas horas depois ele morreu. Segundo a dona, a companhia não permitiu um saco extra de comida de cachorro porque a viagem seria curta. Ela disse ao site KATU News que um agente da companhia disse que podem ter dado algum medicamento ao cão. Mas a companhia nega e diz que apenas deram água a ele.

A resposta da companhia

“Nós ficamos entristecidos de saber do falecimento do Jacob após ele retornar para os cuidados de sua dona. A nossa equipe de cuidados para os pets (PetSafe) é comprometida com a segurança e conforto de todos os animais que viajam conosco.

Trabalhamos para garantir o conforto de Jacob ao longo de sua viagem e ele não mostrou sinais de angústia nem se comportou de uma forma que sugerisse que ele estava indisposto enquanto estava conosco. Entendemos que pouco pode aliviar o sofrimento que é perder um animal de estimação, mas nós entramos em contato com a Sra. Considine para oferecer nossas condolências e discutir o assunto.

Advertisement

Nós não medicamos o Jacob. Nós apenas oferecemos água para ele e cuidamos para que ele estivesse confortável durante suas viagens.”

Toma un momento para compartir …

Rachel De Castro

Rachel De Castro é esposa e escritora com formação em ciência política. Acredita que o mundo já tem críticos demais por isso decidiu motivar e inspirar pessoas.