Mães calmas, filhos calmos

Manter a calma quando a vida está frenética parece ser algo totalmente fora do normal. Aprenda aqui a como ser uma mãe mais calma para o bem de seus filhos.


Caroline Canazart

Normalmente as mães têm o poder de reger o “estado emocional” da casa. E a influência é implacável. Quem nunca acompanhou o bom humor ou o mau humor da mãe enquanto estava em casa?

Às vezes é enlouquecedor estar com as crianças, principalmente quando a paciência não é a sua amiga mais íntima. Porém, para o seu bem-estar mental e físico, manter a calma é a única alternativa. Além de sentir-se melhor, você será um exemplo de autocontrole para os seus filhos. Cantarolar o mantra “preciso ser mais calma, preciso ser mais calma“, pode colaborar, mas outras alternativas também ajudam a rotina do dia a dia ser mais tranquila na sua casa. Veja algumas delas:

1. Cuide de você

Cuidar da casa, dos filhos, do trabalho fora e de outras atividades pode fazê-la se descuidar da aparência e da saúde. Mas saiba que você só vai conseguir deixar a sua família mais feliz quando começar a se sentir feliz também. Faça exercícios (nem que seja uma caminhada três vezes por semana), coma nos horários certos e, quando for sair, arrume-se antes de arrumar as crianças. Mesmo que depois precise de um avental para proteger sua roupa. Você vai se sentir outra.

2. Pare de tentar ser perfeita

Às vezes a comida vai sair com pouco sal, ou muito. Talvez o arroz queime um pouquinho, de novo. Alguém vai chegar quando a casa estiver totalmente bagunçada e seus filhos com a pior peça de roupa. E você vai ter que escolher entre deixar seus filhos na creche ou com uma babá para voltar a trabalhar. Não existe perfeição. Mas podemos ensinar aos nossos filhos, pelos nossos exemplos, que erramos, mas nos esforçamos para melhorar a cada dia.

3. Dormir mais numa manhã de fim de semana

Você pode combinar com seu marido que em uma manhã, ou mais de uma, você dormirá mais um pouquinho. Nem que seja meia hora. Sem ser a primeira a levantar-se para tratar de algum assunto das crianças. É revitalizante.

Leia mais: 3 formas de aproveitar seu dia de descanso

4. Dê-se 10 minutos de descanso

Certamente quando você chega em casa do trabalho, supercansada, seus filhos estão animados e não veem a hora de compartilhar os acontecimentos do dia. Depois de dar um abraço em cada um, vá para o quarto e fique sozinha por alguns minutos. Troque de roupa e faça a transição de ambiente. Mesmo que você fique em casa com as crianças, tire uns minutos para relaxar.

5. Crie um cronograma e o siga

Os horários são importantes para as crianças e também faz a casa ficar mais tranquila. Horário para acordar, comer, chegar do trabalho e colocar as crianças na cama pode ajudar a sua casa fluir melhor. Mas siga os horários combinados. Se você conseguir fazer isso por três semanas seguidas, vai tornar-se um hábito na sua família.

Advertisement

6. Saia com seu marido

Depois que os filhos nascem, um encontro a sós com marido é quase uma raridade. Inclua no cronograma um passeio semanal, quinzenal ou mensal. Se não der para sair, pelo menos pare para assistir a um filme a sós.

7. Não esqueça dos seus amigos

Você também pode lembrar de colocar no cronograma um cinema, show, bate-papo ou qualquer outra atividade com amigos. É bom lembrar dos velhos tempos.

8. Seja você mesma

As crianças precisam de regras e limites. Depois da maternidade você certamente vai se tornar outra pessoa. Mas faça para a sua família apenas o que você acredita e não o que acha que os outros esperam de você.

9. Relaxe

Nem tudo é uma emergência. A cozinha de pernas para o ar, o cesto com roupas para lavar, o chefe ligando depois do horário. Se você está passeando, jantando ou vendo um filme com a família, concentre-se nisso e esqueça o resto.

10. Não grite. Basta falar

Como você se sente quando alguém grita com você? Quando você grita com os seus filhos, no início eles podem só ter medo. Depois, com o passar do tempo, pode transformar-se em raiva e mágoas. Conversar é sempre a melhor opção. Para você e para eles.

Leia mais: A questão relevante sobre o grito

Talvez no primeiro dia ou na primeira semana você não verá muita diferença. Mas com os dias passando e muita persistência todos em casa começam a entrar no novo ritmo. Você só tem que começar.

Leia também: 5 coisas que você pode fazer quando seu filho estiver bravo com você

Toma un momento para compartir …

Caroline Canazart

Caroline é uma jornalista catarinense que optou por ser mãe em tempo integral depois do nascimento dos filhos. Ama escrever e ainda acredita que pode mudar o mundo com isso.