Liberte-se da angústia

Importante pensar em maneiras práticas de livrar-se da angústia e ter uma vida mais saudável e feliz.


Suely Buriasco

Angústia é uma sensação psicológica que se manifesta pela falta de humor e pela insegurança, também apresenta sintomas físicos que se assemelham aos de problemas cardiológicos, como dor no peito e deficiência respiratória. A psiquiatria considera a angústia contínua uma doença que precisa ser tratada.

A angústia causa muito sofrimento, fazendo com que a pessoa considere qualquer situação do cotidiano um grande perigo, dificultando até mesmo a tomada de pequenas decisões. Vale pensar em maneiras de não permitir que a angústia tome conta de sua vida:

Racionalize

A angústia é um sinal de alerta de que alguma coisa não vai bem para você, ninguém fica angustiado sem razão. Definir o que faz esse aperto surgir no seu peito pode ser um grande passo para se livrar dele. Muitas vezes, o simples fato de racionalizar o sentimento pode indicar o caminho para superá-lo.

Desenvolva a autoconfiança

O maior companheiro da angústia é o medo; é ele que oprime e mantém a mente prisioneira. O medo, quando exagerado, paralisa e nos deixa vulneráveis. Livre-se disso; seja corajoso! A força para enfrentar seus medos está em você mesmo. Encontre sua natureza guerreira e enfrente dificuldades com a certeza de que elas vão passar. Lute e mude o que tiver que mudar para encontrar paz em sua vida.

Não faça tempestade em copo d’água

Claro que a vida é coisa séria, mas não precisa carregá-la como se fosse um fardo. Preocupe-se menos e encare o cotidiano de forma mais branda. Quando fixamos muito o pensamento em dificuldades elas se avultam e criamos situações imaginárias de grande temor. É importante dar o devido valor para as coisas, não valorizando demais o que não vale a pena.

Exercícios respiratórios

Preste atenção na sua respiração; inspire o ar e mantenha os pulmões cheios por alguns segundos; envolva-se nessa sensação de plenitude, estufando o seu peito. Só então expire devagar, procure sentir o ar saindo e com ele toda a opressão, o mal-estar e a dor. Repita esse exercício sempre que sentir seu peito oprimido até alcançar alívio. Esse é um momento seu com você mesmo; sinta seu interior através da respiração e perceba o quanto seu bem-estar é importante.

Evite se isolar

Pessoas angustiadas tendem a se isolar, dominadas pela introversão. Em casos extremos perdem a capacidade de interagir socialmente como se ficassem paralisadas e é assim mesmo que se sentem. Sabendo disso, não se deixe levar pela tentação do isolamento; nos momentos de dificuldade o que mais precisamos é o convívio com nossos afetos. Procure espairecer e tirar de foco o que está incomodando você.

Advertisement

Procure ajuda

Altos e baixos são comuns, mas o natural é que a pessoa busque ter uma vida harmoniosa. Se você tem visto apenas coisas negativas a seu redor, precisa rever seus conceitos. E caso não esteja conseguindo sair de sua angústia não tarde em buscar ajuda especializada. Não permita sufocar-se, dê um basta no sofrimento, experimente desatar esse nó dentro do peito e respire livremente.

Toma un momento para compartir …

Suely Buriasco

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.