Itens essenciais para sua farmacinha caseira

Acidentes acontecem, dores surgem, má digestão incomoda. O que fazer nesses momentos? O primeiro passo é ter recursos à mão, como bandagens, analgésicos e antiácidos. Mas quais itens deve compor a farm&aacu


Stael Ferreira Pedrosa

A prevenção deve ser o primeiro item de qualquer planejamento com relação à saúde. Afinal, ainda é verdade que é melhor prevenir do que remediar. Cuidar da saúde, fazer exercícios físicos, alimentar-se bem, evitar acidentes, especialmente com crianças, etc. Mas, sabemos que mesmo com todos os cuidados dos quais nos cercamos e a nossos familiares, ainda assim acidentes acontecem. Nesses momentos é bom ter à mão alguns itens farmacêuticos que aliviarão o sofrimento.

Para compor sua farmacinha caseira, alguns itens não podem faltar. Compre ou faça uma bela caixa (pode ser até uma caixa de botas – que são maiores), o importante é que possa conter o seguinte:

Medicamentos

  1. Analgésicos e antitérmicos – para dor e febre, tais como Paracetamol e Dipirona. Evite Aspirina e AAS – são contraindicados em caso de dengue e só o médico poderá diagnosticar se é dengue ou não.

  2. Anti-inflamatórios – Diclofenaco e Cataflan spray (Converse com o médico antes – esses medicamentos têm efeitos colaterais).

  3. Remédio para gases – Dimeticona.

  4. Antiácidos – para indigestão ou indisposição estomacal. Bicarbonato de sódio ou sal de frutas.

  5. Soro fisiológico.

    Advertisement
  6. Pomada para picada de insetos ou loção de calamina.

  7. Pomada para queimaduras – dica: Unguento Picrato de Butesin.

  8. Pomada cicatrizante – Bepantol, Furacin ou Hipogloss.

  9. Pomada para assaduras – Bepantol, Hipogloss.

  10. Sais para reidratação oral (soro).

Antissépticos

  1. Álcool – para desinfetar ferimentos e utensílios.

  2. Soro fisiológico – para lavar os olhos e ferimentos na pele.

  3. Spray antisséptico (tipo Mertiolate).

  4. Iodo – desinfetar.

  5. Água oxigenada – 10 volumes.

    Advertisement

Material para curativo

  1. Gaze esterilizada.

  2. Esparadrapo.

  3. Algodão.

  4. Curativos adesivos (Band-aid).

Instrumentos

  1. Tesoura pequena de ponta.

  2. Agulha – para retirada de pequenos objetos como cacos de vidro.

  3. Pinça.

  4. Termômetro.

  5. Medida para soro caseiro.

Cuidados

  • Mantenha a caixa fora do alcance de crianças pequenas, mas de fácil acesso aos adultos e crianças maiores.

  • Mantenha os medicamentos dentro do prazo de validade. Quando comprar qualquer medicamento, coloque uma etiqueta, pode ser um pedaço de esparadrapo no frasco ou embalagem com a data da compra e a data de validade. Isso deixa a informação mais visível e caso a caixa se perca você ainda terá essa informação na embalagem.

  • Embale os utensílios pontiagudos adequadamente cobrindo as pontas o mais possível. Alguns vêm com uma proteção em plástico. Mantenha-a.

  • Mantenha a caixa de medicamentos em local sem luz do sol direta, fresco e seco.

  • Qualquer medicamento, item de curativo ou antisséptico fora da data de validade deve ser inutilizado.

Dicas: cole na tampa da caixa, na parte interna, uma lista com telefones úteis como pronto-socorro ou serviço de ambulância mais próximo, emergência (190), bombeiros, (193), SAMU, celular do pai, mãe ou do cuidador. E outros que achar úteis.

Informe às crianças o que fazer em caso de emergência, como tratar um ferimento simples ou a quem telefonar.

Aprenda tudo que puder sobre primeiros socorros e ensine à família. Baixe este manual de primeiros socorros do Ministério da Saúde. É grátis!

Toma un momento para compartir …

Stael Ferreira Pedrosa

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.