Garçonete serve mendigo sem discriminá-lo; quando ele vai embora deixa um bilhete revelando sua verdadeira identidade e ela cai no choro

Quando você souber quem era o homem na verdade… Você ficará muito surpreso.


Mariel Reimann

Seu chefe avisou que se ela alimentasse o mendigo e ele, que mal conseguia se mover, não pagasse, seria descontado do seu salário. Ela disse que tudo bem.

A história

Isto aconteceu com Maria, uma garçonete no Texas, EUA, e a notícia foi coberta pela mídia.

Maria estava trabalhando no restaurante como sempre, quando um homem que mudaria sua vida, entrou.

Com má aparência, mau cheiro e quase sem conseguir caminhar, este mendigo entrou no restaurante e sentou-se em uma mesa. Maria se aproximou assim como fazia com o restante dos clientes e lhe disse educadamente:

“Meu nome é Maria, se precisar de algo estarei aqui para atendê-lo”.

O homem notou que o restante dos empregados olhava para ele com cara feia e ninguém queria atendê-lo. De acordo com a mesma fonte, o responsável pelo restaurante esclareceu à garçonete que se o mendigo não tivesse como pagar seu pedido, o dinheiro sairia do bolso dela. Maria concordou com a ordem.

O que aconteceu depois

O homem comeu o que havia pedido, pagou e foi embora. Para surpresa de todos, ele não apenas pagou, mas deixou uma gorjeta de 100 dólares para sua garçonete debaixo dos pratos já vazios.

Advertisement

Embora a gorjeta fosse importante, ainda mais vindo de alguém que duvidavam que tinha dinheiro suficiente para pagar sua conta, isso não foi o mais impressionante.

“Querida Maria, eu a respeito muito e você também se respeita, é evidente pela forma em que você trata os outros. Você encontrou o segredo da felicidade. Seus gestos bondosos irão guiá-la entre os que a conhecerem.”

O cartão tinha sido assinado pelo próprio dono do restaurante

O dono tinha se disfarçado de mendigo e observou seu próprio restaurante para verificar a qualidade que seus empregados tinham na hora de atender o cliente.

Maria não tinha a mínima ideia de quem ele era na verdade, mas isso não importava para ela. Não importou na hora de não discriminá-lo, nem na hora de saber que se este senhor não pagasse, seria ela quem teria que pagar por ele.

Sua boa decisão não apenas lhe rendeu os cem dólares de gorjeta, mas também a promoveram como gerente do mesmo restaurante no qual só ela servia às mesas. Sua vida mudou para sempre.

Uma grande lição que todos deveríamos imitar

Na próxima vez que encontrar um mendigo na rua, verei com outros olhos. Não porque talvez ele possa ser o dono da cidade ou alguém famoso se escondendo atrás de uma fantasia, porque sendo honestos, a maioria das pessoas sem lar são quem parecem ser. No entanto, tratar aos demais com o mesmo respeito que gostaríamos de ser tratados, muda mais a nossa vida do que a de quem recebe esse respeito da nossa parte.

“Você encontrou o segredo da felicidade”, diz o bilhete, e definitivamente tratar o nosso próximo com o mesmo amor e respeito que nós acreditamos merecer, é um dos maiores passos em direção a nossa felicidade.

Traduzido e adaptado por Sarah Pierina do original Mesera atiende a vagabundo sin discriminarlo; cuando se va él le deja una tarjeta revelando su verdadera identidad, ella rompe en llanto.

Toma un momento para compartir …

Mariel Reimann

Mariel Reimann é a Diretora de Conteúdo da KSL Latino. Ela estudou direito na Universidade Nacional de Cordoba, e atualmente mora em Salt Lake City, Utah.