Esta família pôde ouvir o coração de seu filho uma última vez

A decisão de um jovem de doar seus órgãos salvou muitas vidas. E parte da família pode conhecer a família desse homem em um momento que vai tocar seu coração.


Wendy Jessen

Você sabe aquele quadradinho que você pode assinalar quando está recebendo uma carteira de motorista ou carteira de identidade? Aquela que determina se você vai ou não ser um doador de órgãos? Para alguns, isso pode mudar tudo. Pode salvar vidas.

A família Heisler sabe disso em primeira mão.

Quando Matt Heitler tinha 16 anos, ele decidiu ser um doador de órgãos. Aos 21 anos, Matt foi morto em um incêndio em casa enquanto fazia faculdade. Seu coração foi doado para um homem, Tom, que estava esperando por um transplante.

Oito meses após o falecimento de Matt, sua mãe, pai e irmã puderam sentir o coração de Matt mais uma vez. É um momento diferente de qualquer outro quando eles conhecem Tom, abraçando-o e se revezando para ouvir o coração de Matt dentro do peito de Tom.

O ato de abnegação de Matt não só permitiu a Tom ter mais tempo com sua esposa e quatro netos, mas ele também ajudou outras 60 pessoas, doando seu fígado, rins e outros órgãos.

Dar o dom da vida através da doação de órgãos é uma forma incrível de ser altruísta. Embora alguns órgãos só possam ser doados após a morte, outros, como os rins, podem ser doados por candidatos vivos.

Embora nem todo mundo possa doar órgãos, todos nós podemos nos esforçar para amar e servir aos outros. Ajudando com contas médicas, arrecadando dinheiro para boas causas, fazendo pequenos atos de serviço ou tentar aliviar a carga do outro são todas coisas que podemos fazer.

Advertisement

Para mais inspiração em como começar a envolver sua família em serviço, leia “10 maneiras de sua família servir aos outros“.

Para mais informações sobre como ser um doador de órgãos, leia 6 coisas a saber para se tornar um doador de órgãos.

Imagens: USAToday.com e Família Heisler.

Traduzido e adaptado por Sarah Pierina do original This family gets to hear their son’s heartbeat one last time.

Toma un momento para compartir …

Wendy Jessen

Em seu "tempo livre", ela gosta de ler (ou ouvir livros de áudio uma vez que ela não tenha tempo para ler), escrever, bloggar, exercitar-se, ensinar a língua de sinais, interpretar para surdos, e passar tempo com seu belo hubbie, Rick. É autora de vários e-books, inclusive, "Positive Parenting: Desenvolvimento de Disciplina sem gritar, irritante, Spanking ou Time-Outs" (www.firstratefamily.com), "Língua de sinais para Bebés e além", (www.signing4babies.com), "Tradições e Rituais felizes de família" e "Celebrando a maternidade", (www.celebratingmother.com) Você pode se inscrever on-line para o boletim gratuito "Positive Parenting" em www.firstratefamily.com