Ela usava anticoncepcional, mas mesmo assim engravidou de gêmeos duas vezes. Qual método é o mais seguro?

Ela trocou duas vezes o método anticoncepcional, mas não funcionou.


Rachel De Castro

Emma Power, de 30 anos, estava tomando pílula anticoncepcional aos 19 anos quando ficou grávida de gêmeos. Então decidiu trocar o método anticoncepcional para o adesivo que liberava hormônios no seu braço, segundo reportagem do Daily Mail.

Após 5 anos ela começou a sentir enjoos e decidiu fazer um teste de gravidez. O teste deu positivo, apesar de ela estar usando o adesivo que tem alta eficácia. Ela havia ficado grávida de gêmeos novamente, só que dessa vez de duas meninas.

De acordo com o National Health Service (NHS), as chances disso acontecer são de 1 em 3 bilhões.

Os doutores nunca ouviram falar de um caso assim e disseram que isso pode ter acontecido por causa da “superfertilidade” do casal.

“Os doutores disseram que eu devia ser incrivelmente fértil e que se eu confiasse em anticoncepcionais novamente, outra gravidez de gêmeos poderia acontecer – e nós não podíamos arriscar ter outros gêmeos,” explica Emma Power em entrevista.

O casal decidiu então passar por um processo de esterilização feminina e vasectomia, já que as chances de outra gravidez de gêmeos acontecer eram altas mesmo usando anticoncepcional.

Quais são os métodos anticoncepcionais mais confiáveis?

Alguns métodos são mais eficazes que outros. O mais seguro seria operações não reversíveis como a vasectomia e a esterilização feminina no qual as trompas de falópio da mulher são fechadas por meio de cirurgia. Os menos confiáveis são métodos como camisinha e espermicida.

Advertisement

1. Menos confiáveis

  • Espermicida (28%)

  • Tabelinha (24%)

  • Coito interrompido (22%)

  • Camisinha feminina (21%)

  • Camisinha masculina (18%)

2. Confiáveis

  • Diafragma (12%)

  • Anel vaginal (9%)

  • Adesivo (9%)

  • Pílula (9%)

  • Injeção anticoncepcional (6%)

    Advertisement

3. Mais confiáveis

  • Vasectomia (0.15%)

  • Esterilização feminina (0.5%)

  • DIU (0.2-0.8%)

  • Implante (0.05%)

Segundo pesquisa do CDC, a porcentagem indica o número de mulheres em 100 mulheres que experienciaram gravidez no primeiro uso de cada método.

Toma un momento para compartir …

Rachel De Castro

Rachel De Castro é esposa e escritora com formação em ciência política. Acredita que o mundo já tem críticos demais por isso decidiu motivar e inspirar pessoas.