Ela descobriu que tinha apenas alguns dias de vida, então publicou sua última foto nas redes sociais com uma mensagem que irá amolecer seu coração

Veja a mensagem de despedida que ela postou no Instagram e como gastou seus últimos dias de vida.


Erika Strassburger

A australiana Nardya Miller sofria de Fibrose Cística (FC), uma doença genética que afeta principalmente os pulmões, o pâncreas e o sistema digestivo. Os portadores de FC desenvolvem uma quantidade anormal de muco extremamente espesso e pegajoso dentro dos pulmões, nas vias aéreas e no sistema digestivo, o que afeta o desempenho desses órgãos.

Short hair. Don't care

A post shared by Nardya Sinead (@nardyasinead) on

Infelizmente, ainda não há cura para a doença. Em países desenvolvidos, a sobrevida é estimada em 33 anos.

Vivendo há 23 anos com a doença e cansada de lutar para conseguir respirar, Nardya decidiu submeter-se a um transplante duplo de pulmões em 2014. Muitos pacientes de FC transplantados têm sua vida significativamente melhorada. De fato, após a cirurgia ela sentiu como se não estivesse mais tão doente, embora a doença ainda estivesse lá causando-lhe vários sintomas e exigindo tratamento constante.

They ask how you are you, you say your fine, your ok, your a bit sick but you'll get better. They say, "your tough you'll be ok" Behind the scenes, your dying slowly and no one sees, no one knows, you keep it to yourself because very little have proven to show you they truly care when your at your lowest and now you battle on alone in the strength that you've had inside forever. You weigh 34kg and you look like death, you can't eat because your body is shutting down and rejecting everything you invite inside, you are being fed through a NG tube and struggle through the pain of trying to breath day in, day out, your body is a skeleton and you can't hold yourself up for longer than 5 minutes, your bones ache and bruise on everything you touch without force. You don't want to burden people with your problems at any time of year let alone Christmas but some need to know, but how do you tell them? How do you tell your friends and family that this could be your last Christmas, how do you tell them that your thankful for having them in your life, how do you tell them that it's time to face the reality of what your life really is, exactly this, an inevitable heartbreaking end to everything you thought life would be. As you watch your long term hopes and dreams fade away before your eyes, slipping further out of reach you still feel happy, you can't help but feel so incredibly grateful for everything you've accomplished so far, everyone you've met that has made some kind of wonderful impact on you, all your family that have been the backbone of support throughout your entire life and for the person who showed you what true love really looked like and felt like and will always be the keeper of your heart. To your children, or in my case, my fur babies, they are a blessing, a truly amazing small furry gift that bring complete and utter joy to each day on earth and nothing will ever replace or compare to them. Dying isn't pleasant, it's a unknown feeling until your actually feeling it. Until your told those words you never expected to hear unless you've reached the ripe age of 97 years and lived life to the absolute fullest, had children and grandchildren and a husband or

A post shared by Nardya Sinead (@nardyasinead) on

Advertisement

Mas, em vez de deixar a doença dominar sua vida, ela decidiu vivê-la. Abriu um negócio próprio no ramo de beleza, criando, inclusive, a própria marca – Immaculate Makeup and Beauty. Reformou, junto com seu noivo, Liam Fitzgerald, sua velha casa e adotou três cães.

Sua maior preocupação era não parar de trabalhar, pois temia deixar seu noivo endividado.

Christmas Day, another year I'm stuck in a hospital room looking at all four walls and re watching Christmas movies that are on replay every few hours, these are the chronicles of my life. But today is not just Christmas to me, today is the day, 5 years ago, I agreed to be this handsome fellas girl, and 4 years ago I agreed to be his wife one day, I'm still waiting for that day but I know it's all worth the wait. Today I was feeling low, as you would, while everyone is out celebrating Christmas with family and friends, I saw my mother briefly this morning and my father briefly this afternoon but I didn't even get to see my man at all, you see, I can't be near people who are infectious, and it just so happens that my man is sick this Christmas so he's not allowed to come near me, this was by far the hardest year, spending today in hospital could be classed as a usual thing for me, but not having Liam by my side was an entire different thing. Throughout today he reminded me that some people never even know love, but we do, we are lucky. And he's right, at the end of the day it's not what you have or who your with or what day it is, it's the love you know you share, the love that surrounds you and that's the love that keeps you fighting, here on earth, every single day. So thank you my Liam for reminding me that love is all that matters, you will always be the keeper of my heart. Happy 5th Anniversary to you my love, my best friend, you are the mate of my soul ? Now and Forever ?

A post shared by Nardya Sinead (@nardyasinead) on

Tudo parecia bem, na medida do possível, até o transplante completar 11 meses. A partir daí, seu organismo passou a rejeitar seus novos pulmões. E as coisas pioraram muito. Passado algum tempo, no dia 11 de janeiro deste ano, os médicos lhe deram uma notícia devastadora: ela tinha apenas uma semana de vida.

Em uma entrevista ao Sun Shine Cost Dayli, o primo de Nardya, Tachae Douglas-Miller, disse que, mesmo sabendo que lhe restavam apenas alguns dias, ela ainda era “espirituosa, bem-humorada e tagarela”.

Segundo a Marie Clair, ela passou seus últimos dias envolvida em uma grande causa: promover a conscientização sobre a doação de órgãos.

Para não deixar seu noivo endividado, ela pediu aos seus primos que criassem uma conta no Go Found Me para angariar fundos para cobrir a dívida que ela deixaria para trás. O objetivo era 10 mil dólares, mas foram arrecadados mais de 35 mil. E o que fez com que essa linda jovem de 25 anos se tornasse conhecida em várias partes do mundo, foi uma mensagem de despedida que ela deixou na sua conta do Instagram.

Ela escreveu: “Talvez eu os conheça durante toda a minha vida, talvez os conheça há 10 anos, talvez os conheça por apenas um curto período, mas dentro de pouco mais de uma semana nunca mais os verei, nunca mais verei seu rosto novamente, nunca falarei com vocês, tocarei, abraçarei vocês novamente.

Mas eu sempre vou amá-los, e as amizades e as lembranças que construímos.

Cada pessoa que entrou e saiu da minha vida veio e foi por um motivo, e eu sou a pessoa mais abençoada por ter vivido essa vida incrível que tenho.

Então, obrigada a todos vocês que fizeram parte da minha jornada neste mundo louco.

Quer vocês tenham tornado meus momentos bons ou ruins, vocês fizeram de mim a mulher que sou hoje.

As coisas nem sempre saem como se planeja na vida, há coisas realmente importantes que eu nunca terei, lugares aonde nunca irei e coisas que nunca viverei para ver. Mas estarei observando. Sempre. Sorrindo. Porque estive aqui.

Eu nunca vou desistir. Como nunca o fiz. Estou apenas me deixando ir.

Os detalhes do meu funeral serão postados assim que tudo tenha sido organizado.

Por favor, não fiquem tristes por mim. Tudo o que desejo é ser lembrada como a garota que iluminou o seu dia pelo menos uma vez. E, por favor, imploro que vocês vivam sua vida ao máximo.”

Pouco antes de começar a receber cuidados paliativos, ela postou essa imagem no Facebook, que diz “Não se preocupe, seja feliz!”. Nardya faleceu um dia antes de seu transplante completar 2 anos.

Toma un momento para compartir …

Erika Strassburger

Erika Strassburger mora no Rio Grande do Sul, tem bacharelado em Administração de Empresas, escreve e traduz artigos para o site Família, é cristã SUD, pintora amadora de telas a óleo e mãe de três lindos guris, o mais velho com Síndrome de Down.