É isto que a vida nos ensina mesmo sem percebermos

Somente os valentes e corajosos entendem isso sobre a vida.


Beth Valentim

Temos aprendido com a vida, sim, eu e você. Passamos por caminhos estreitos, nos afligimos e isso doeu e feriu. Sentimos a brisa tornar-se vento forte, tivemos medo, mas mesmo assim seguimos em frente.

Valentes são pessoas destemidas de indecisão quanto a continuar a vida. Mesmo sendo difícil, têm certeza que devem atravessá-la e com a cabeça erguida.

É preciso ter coragem para enfrentar as adversidades

Muitas vezes dobramos esquinas complicadas e sentimos que algo trágico pode acontecer. Pois é, mas seguir em frente é a estratégia do bom guerreiro, daquele que sempre tenta estar pronto para lutar. O jeito é desenvolver novas habilidades e começar de novo. Do que adianta fugir se após qualquer tempo terá que realizar.

Pois é, virar as costas para realidade é abaixar a cabeça para os desafios da vida. Viver não é fácil e a vida não é justa, porém, existem aqueles que simplesmente nasceram e outros que vivem. Se estiver nessa categoria sabe do que falo, porque não deve ter sido fácil ter chegado até aqui, mas nada o impediu de ser o que hoje é, o que conquistou e de continuar sonhando.

Às vezes queremos desistir. Às vezes perdemos as forças. Tantas outras vezes o corpo trancafia a alma, mas mesmo assim ela derruba as amarras e vai tentar ser feliz outra vez, tantas quantas forem necessárias.

Como limitar a vida se ela sempre nos surpreende

Se um dia estiver no limite e tiver que fazer uma escolha, saiba que somente você vai poder optar pelo que faz bem a si mesmo. Não espere a mão que o levante, mas a força que está dentro de si e ainda não conheceu.

Somos pessoas capazes de superar, mas determinar-se é a obra-prima do cotidiano. Nele estão pessoas que sequer observam por onde querem passar, mas existem outras que sabem que será um esforço, contudo, é preciso estar de cabeça erguida, peito aberto e mente forte para conquistar o próprio mundo.

Advertisement

Não estamos por aqui e como dizem por aí, a passeio, muito pelo contrário, estamos aqui para construir. Tijolo por tijolo e mesmo que seja preciso, com as mãos doloridas enfrentar o que for necessário. Limitar a vida é um sentimento pobre e sendo assim, temos que ser pessoas que enfrentam a vida, seja como for.

Medo?

Medo não destrói, pelo contrário, pode mostrar o caminho, nortear e fazer desviar de perigos. Não ponha na categoria do “suportar” o que ao contrário do que imagina, faz aprender… E como…

Toma un momento para compartir …

Beth Valentim

Beth Valentim é Consultora em comportamento, escritora e blogueira. Atende em consultório particular e trabalha com Assessoria Individualizada para executivos. Mora no Brasil mais especificamente na Cidade Maravilhosa, Rio de Janeiro.