Coragem e atitude: Como dizer ao seu filho que ele tem câncer

Quando os pais precisam ser fortes para ajudar e encorajar os filhos com os desafios da saúde.


Jaguaraci Nascimento Santos

O câncer ainda é um desafio na vida de muitas famílias. Apesar dos avanços da medicina e de todo suporte psicológico que é dado para aqueles envolvidos nessa batalha, às vezes, uma palavra é tudo que precisamos ouvir. É difícil para eu tocar nesse assunto, mas se for para ajudar outros pais que estejam passando pela mesma experiência, vale a pena tentar. As dicas que darei não estão só baseadas na minha experiência, mas, também, na experiência da psicóloga Luciana Mazorra em uma entrevista dada ao site“Oncoguia” sobre esse assunto.

  • Não esconda:em primeiro lugar, não pense que é melhor esconder do seu filho que ele está doente, ele perceberá as mudanças na rotina diária e perceberá a preocupação dos pais e familiares. Ao contar, será uma forma de demonstrar que vocês também acreditam que ele pode ser curado.

– Somente os pais devem fazer isso

se não tiver coragem peça para alguém ajudá-los e que esteja ao lado nesse momento, mas é importante que os pais tenham essa responsabilidade, pois são a única referência segura para a criança. E não esqueça que a doença é curável e que muitas pessoas já passaram por isso e venceram.

  • Tudo tem seu tempo: escolha um local e hora adequada para falar, não haja por emoção. A forma como o assunto será abordado, também, será importante para a recuperação. Se você não acredita na cura como poderá esperar que seu filho o faça? Prepare-se para esse momento buscando conhecer a doença e alimentando-se espiritualmente, pois será uma dura batalha.

– Seja claro

: use uma linguagem adequada de acordo com a idade dele. Se ele for uma criança, você pode, por exemplo, falar que ele tem um bichinho dentro dele e que ele precisará tomar um remédio mais forte que esse bichinho.

– Não use explicações sem necessidade

: usar termos técnicos só vai assustar a criança, dê apenas informações que ele consiga entender ou faça comparações com a realidade que ele conhece.

– Fale sobre a queda do cabelo

: fale que quando ele tomar esse remédio chamado quimioterapia, o cabelo dele cairá por causa do efeito colateral, mas que depois o cabelo dele crescerá novamente.

– Demonstre confiança

: expresse confiança nele, que acredita que ele é mais forte que o bichinho (doença) e o remédio (quimioterapia).

– Seja forte

não é errado mostrar os seus sentimentos para o seu filho, mas não esqueça que ele não está preparado para ser sua fonte de apoio. Mostre também sua força de vontade para vencer a doença. Isso o deixará mais seguro.

Advertisement

– Dê respostas

: ele terá muitas dúvidas, responda com sinceridade e clareza a todas as perguntas que ele fizer. Mas não se esqueça de dar sempre a esperança no final de todas as respostas. Ele precisa saber que pode confiar em você.

– Não se esqueça dos outros filhos

: se ele tiver irmãos, não esqueça que os irmãos dele também precisam de atenção e eles precisam saber o que está acontecendo para poderem apoiar.

– Aceite ajuda de todos

esse não é o momento de ressentimentos e magoas do passado, vale a pena passar uma borracha em algumas coisas pelo bem da família. Peça ajuda de familiares para ajudar na mudança de rotina, como levar à escola, etc.

– A diversão também é importante

leve-o para atividades legais de que ele goste, tentando fazer com que ele tenha uma vida normal. Procure orientar-se com o médico acerca do perigo de contaminações e cuidados especiais para determinadas atividades. A família, também, precisa fazer coisas juntos.

Seguindo essas dicas, toda a família e amigos, inclusive a pessoa que está doente, conseguirão passar pelos desafios e ficarem mais fortes e unidos como família.

Toma un momento para compartir …

Jaguaraci Nascimento Santos

Jaguaraci Santos tem graduação de nível superior em Letras Português e Inglês, tem especialização em Metodologia De Ensino Da Língua Inglesa e está cursando Sistema De Informação pela Universidade de Sergipe. É tradutor para o Familia.com.br e traduz artigos de vários autores para as categorias Dinheiro (Money Wise) e Conexões Familiares (Family Connections) publicados no site irmão www.FamilyShare.com.