Como ensinar seus filhos sobre os efeitos da fofoca

Fazer fofoca é um péssimo hábito que precisa ser vencido. As crianças e jovens precisam do exemplo dos pais para se manter longe dessa prática danosa.

Erika Strassburger

Os efeitos da fofoca são sempre negativos tanto para a vítima quanto para quem a dissemina. Num lar em que adultos têm o mau hábito de falar da vida alheia haverá crianças e jovens com a mesma tendência.

Spencer W. Kimball alertou sabiamente: “Não fale mal dos outros. Calúnia, maledicência, falar mal, criticar os outros são todos cupins destrutivos que destroem a casa. Mentiras e fofocas danificam reputações (…). O grau e a extensão do dano causado pela fofoca é inestimável.

As fofocas, no meio adolescente, podem trazer prejuízos ainda maiores, devido à imaturidade dos jovens para lidar com seus efeitos. Elas correm a uma velocidade inimaginável, ainda mais no ambiente virtual. Qualquer palavra desmedida poderá destruir a reputação e, mesmo, a vida de uma pessoa.

Se você abomina a fofoca e gostaria que seus filhos tivessem a mesma postura, você deve ensiná-los sobre as consequências desta terrível prática. Veja quais são elas:

1 – Causa grandes prejuízos à vida da pessoa difamada, como

  • O recebimento de rótulos.

    Advertisement
  • O término de relacionamentos.

  • Uma baixa autoestima.

  • A perda do emprego.

  • Queda no rendimento escolar.

  • O afastamento dos amigos.

    Advertisement
  • Bullying.

  • Traumas psicológicos.

  • Prejuízo à saúde.

2 – Gera um grande mal-estar ao caluniador

Raramente uma pessoa que espalha boatos ou informações confidenciais sobre outra se sentirá tranquila. Quem faz fofoca perde a paz e tem um temperamento irritadiço.

3 – Propaga mentiras ou meias verdades

Ao passar adiante uma informação, o caluniador não se dá ao trabalho de averiguar se o fato é verídico. A fofoca é exatamente igual àquela brincadeira inocente que fazíamos quando éramos criança: telefone sem fio. Quando uma informação passa de boca em boca, dados são extraídos, outros acrescentados. Não se sabe, ao certo, qual é a verdade. Até mesmo quem iniciou a história, depois de contar tantas vezes, acaba se perdendo nos detalhes.

Advertisement

Então, se você escuta uma “historinha” dessas, você não tem a mínima noção se ela é verdadeira ou quanto por cento dela é verdadeiro.

4 – O caluniador acaba caindo em descrédito

A pessoa que passa uma fofoca adiante pode perder o crédito, caso a informação for identificada como mentirosa.

5 – O caluniador recebe o rótulo de fofoqueiro

Levar a fama de fofoqueiro não é agradável para nenhuma pessoa. As pessoas deixam de confiar nela e ela pode sofrer várias consequências semelhantes às sofridas pela pessoa difamada.

Como pode perceber, o prejuízo é bilateral. Ninguém envolvido numa fofoca sai ileso. A fofoca é igual a um bumerangue. A pessoa que a lança precisa estar preparada, pois de um jeito ou de outro ela retornará; e recebê-la de volta, com suas consequências, não será tão fácil quanto foi “arremessá-la”. Seus filhos precisam ser alertados sobre isso.

Toma un momento para compartir ...

Erika Strassburger

Erika Strassburger mora no Rio Grande do Sul, tem bacharelado em Administração de Empresas, escreve e traduz artigos para o site Família, é cristã SUD, pintora amadora de telas a óleo e mãe de três lindos guris, o mais velho com Síndrome de Down.