Como encarar o desafio da vida a dois

Algumas sugestões práticas sobre o desafio de construir uma vida a dois.


Suely Buriasco

É provável que muitas pessoas ainda cultivem o sonho do casamento de conto de fadas, com príncipes e princesas e castelos encantados. Mas, depois de algum tempo, caem na realidade do dia a dia e concluem que nem tudo são flores.

O fato é que passado o início de encantamento, surgem as dificuldades naturais em todo relacionamento e para isso os nubentes deveriam estar mais bem preparados. Infelizmente muitos casamentos terminam por impasses que poderiam ser resolvidos se houvesse um pouco mais de maturidade e discernimento sobre os desafios da vida a dois. Alguns parecem ser muito comuns:

1) Não era esse o sonho

Se viver a dois não são só rosas; também não são só espinhos. O casamento é a união de dois seres com personalidades distintas que optaram por compartilhar a vida juntos. Não se trata de sonho, mas de realidade, nada mais nem menos do que uma escolha amorosa. Se os cônjuges mantêm a razão do casamento bem clara, consolidam a união e não deixam que as vicissitudes da vida corroam os laços que por escolha própria criaram entre si.

2) O cônjuge nem parece o mesmo

Pessoas e situações mudam com o tempo e é preciso que os cônjuges estejam atentos para acompanhar as mudanças um do outro e da própria vida juntos. O que satisfazia ontem o seu cônjuge, pode desgostar hoje; o mesmo acontece com você. A rotina que tanto desgasta os casamentos é fruto da acomodação; os hábitos do casal devem ser discutidos e recriados no sentido de representar a satisfação dos dois.

3) A comunicação falhou

É normal que existam dias em que um dos dois esteja de mau humor. Questões financeiras, educação dos filhos e problemas de toda ordem podem acontecer e afetar a tranquilidade no lar. É comum que a comunicação falhe; que fique o dito pelo não dito, que um emburre, que o outro se afaste. Mas todo o esforço em não fazer disso o cotidiano deve ser realizado. A boa comunicação representa o meio dos cônjuges se entenderem e se fortalecerem diante das situações problemáticas da vida.

4) Não conseguimos conversar

Muitos casais se afastam por não saberem manter uma conversa equilibrada, transformando toda discussão em briga e desentendimento. Preferem evitar o máximo qualquer conversa, no entanto, esta atitude só prejudica ainda mais a relação.

Existem práticas importantes para melhorar a comunicação do casal, uma delas é não ficar reclamando sempre da mesma coisa. O recomendável é esperar um momento em que os dois estejam calmos; assim a conversa fluirá de maneira natural, sem brigas e cobranças. A ideia do diálogo é a troca de opiniões e manifestação de sentimentos para resolver os problemas; buscar o acordo com respeito e consideração.

Advertisement

5) Casei com a família toda

Mesmo que o casal tenha pouco contato com as suas famílias de origem, as crenças familiares, os costumes e as regras de cada um são levados para o casamento. A realidade é que esses contextos se unem e é trabalho dos cônjuges compreender, assimilar a história um do outro, trabalhando a construção da nova família com conceitos e identidade própria. No processo de união do casal é fundamental que o novo lar esteja blindado contra influências negativas, mesmo vindas de familiares de cada um.

Quando duas pessoas se unem para construir uma vida conjunta, aliado aos seus desejos de felicidade, cumplicidade e amor; todo cuidado deve ser desprendido no sentido de vencer cada desafio, fortalecendo a união.

Toma un momento para compartir …

Suely Buriasco

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.