Como aprender com a tristeza

A tristeza pode ajudar-nos a ter e fazer melhores decisões. Se sofrermos a dor emocional de modo que aprendamos a evitar certos comportamentos e a fazer melhores escolhas na vida. Dr. Miguel Lucas - Psicólogo.


Beth Proenca Bonilha

Tristeza é um sentimento que o ser humano expressa através do desânimo ou frustração em relação a alguém ou algo. Segundo o dicionário Wikipédia, “É o oposto da alegria, a tristeza pode causar reações físicas como depressão, choro, insônia, falta de apetite, e ainda, reações emocionais como o arrependimento”.

Todos nós passamos ou passaremos por uma situação que provoque tristeza em nossa vida, é um sentimento que queremos evitar. Ninguém deseja ficar triste, sentir-se fora das coisas, é como se estivéssemos vazios, anestesiados e sem vontade; mas quando algo acontece que provoca esse sentimento, o melhor é aprender com ele ao invés de tentar sufocar e simplesmente ignorar.

O psicólogo Miguel Lucas explica que “O objetivo da tristeza é fazer o sofredor sentir (lembrar e alertar) que algo foi perdido ou aconteceu que não lhe serve ou lhe provoca mal-estar”. Com esse sentimento que tanto incomoda, a pessoa que está sofrendo tem a função de descobrir qual é o problema para enfrentá-lo e não para desistir de tudo e abandonar a si mesmo.

O que fará diferença na vida da pessoa que passa por um momento de tristeza é saber que precisa aprender que esse sentimento deve ser visto como um alerta para reagir e sanar o que está causando o mal. É como quando o corpo fica com febre, uma sensação desagradável, mas necessária para alertar que há algo de errado com o corpo, provavelmente uma infecção e que deve ser combatida.

Deve-se nos momentos de tristeza se lembrar de que é o momento de reagir, de combater o mal que assola o corpo e a mente.

Transforme a tristeza em vantagem

Se a pessoa que sofre de tristeza tenta se proteger abafando a causa, guardando como se não estivesse acontecendo nada, só estará alimentando a sensação ruim. Por vezes, achar que se livrou ou que está tudo bem, na verdade só está internalizando o que pode, muitas vezes, somatizar o sentimento que ressurgirá em forma de doenças físicas ou psíquicas.

Segundo conselhos do Dr. Miguel Lucas, alguns passos são importantíssimos para vencer a tristeza:

Advertisement

Permita-se ficar triste

Se precisa chorar, chore. Negar esse sentimento só irá criar mais recalque, dores e doenças.

Aproveite a tristeza

Não se deixe abater, mas aproveite os momentos de tristeza para fazer uma introspecção, autoavaliação e para ressignificar suas ações na vida.

Identifique a causa da dor

Procure compreender as causas da tristeza com o objetivo de resolver o que pode ser resolvido, afastar-se, caso necessário, mas se não estiver a seu alcance a resolução do problema, simplesmente aceite a condição e enfrente a tristeza com novas estratégias e formas de ver a situação.

A tristeza pode ser resultado de uma mudança de vida, ou pode sinalizar a necessidade de uma mudança. Normalmente será um momento estressante, mas é necessário para o crescimento ao longo da vida. Aprender a perder, aprender a ficar longe de quem se ama ou mesmo aprender que nem todos os desejos serão realizados como havíamos programado.

Toma un momento para compartir …

Beth Proenca Bonilha

Graduada em Administração de Empresas com MBA em Empreendedorismo. Casada mãe de 6 filhos, avó de 2 netos. Atua profissionalmente como Analista Instrutora da Educação Empreendedora no SEBRAE - SP. Como hobby gosta de artesanato, música e leitu