Como a vivência dos mandamentos de Deus traz felicidade duradoura no casamento

Quando ambos os cônjuges motivarem-se a colocar Deus em primeiro plano em suas vidas e praticarem Seus mandamentos, terão felicidade duradoura no casamento.


Sandro A Correa

É impossível viver em um ambiente sem leis, regras ou mandamentos; a vida seria um verdadeiro caos. De fato o ser humano adquiriu a maioria do conhecimento e progresso por meio da observância, vivência e obediência às leis naturais que regem nosso planeta. Por menor que seja uma comunidade, sempre existirão leis a serem cumpridas.

Dentro do casamento não é diferente, desde o início da união são estabelecidas regras e com o passar dos anos outras são criadas ou modificadas; com a chegada dos filhos mais regras são acrescentadas. O único propósito de tais regras é trazer harmonia para fazer do lar um ambiente de convivência agradável, porém nem sempre essas regras são justas ou duráveis.

Somente uma convivência relativamente agradável não basta, isto em si seria muito pouco para duas pessoas que se amam. O lar deve ser um local de refúgio, de paz e tranquilidade, onde os cônjuges possam viver em plena felicidade matrimonial. As regras criadas pelo homem não são suficientes para alcançar essa felicidade duradoura no casamento, é necessário seguir preceitos e leis superiores, mas onde encontrá-los?

Na Bíblia podemos encontrar a resposta. Deus é o criador do homem e do universo e estabeleceu leis e mandamentos superiores para dar orientações, às quais aqueles que seguem, encontram a paz e felicidade duradoura em suas vidas, assim como se aplicadas dentro do casamento.

E serão ambos uma só carne

“Portanto deixará o homem o seu pai e a sua mãe, e apegar-se-á à sua mulher, e serão ambos uma carne” (Gênesis 2:24). Na relação entre marido e mulher ambos devem ser parceiros em igualdade, amor e união, não deve existir superioridade ou inferioridade entre as partes.

As maiores dificuldades encontradas no casamento são a divisão de responsabilidades e formas de liderança. É possível identificar lares onde o homem é controlador excessivo e a mulher demasiadamente submissa, aquele por sua vez, exerce uma liderança injusta e desequilibrada.

No Plano de Deus, ambos devem exercer liderança de forma justa, equilibrada e dividir as responsabilidades. O casal deverá tomar decisões em conjunto e na maioria das vezes abrir mão de seus interesses particulares.

Advertisement

Viver sob o Grande Mandamento

“Mestre, qual é o grande mandamento na lei? E Jesus disse-lhe: Amarás o Senhor teu Deus de todo o teu coração, e de toda a tua alma, e de todo o teu pensamento. Este é o primeiro e grande mandamento. E o segundo, semelhante a este, é: Amarás o teu próximo como a ti mesmo. Destes dois mandamentos dependem toda a lei e os profetas” (Mateus 22:36-40).

Se você ama a Deus e a seu próximo como a ti mesmo, deverá você fazer algum mal a seu próprio cônjuge? O amor de Deus a seus filhos é incondicional, é esse amor que os cônjuges devem ter um pelo outro.

Ao vivenciarem o Grande Mandamento a relação conjugal será de total comprometimento com as leis. A confiança aumentará, o perdão e o arrependimento farão parte do dia a dia, a fidelidade tomará conta da relação e não deixará espaço para o adultério ou mentiras; invejas não existirão, a relação íntima terá mais afeição, o fardo será dividido e a capacidade de superar as dificuldades e desafios será maior assim como as tomadas de decisões serão mais fáceis.

Contudo, não existe um modelo ou casamento perfeito, duas pessoas se unem com imperfeições e personalidades diferentes que precisam ser corrigidos e reajustados ao longo da vida, Henry B. Eyring disse: “O milagre de se tornarem um exige a ajuda do céu, e leva tempo”.

Deus ama cada um dos seus filhos e por isso deu mandamentos para ajudá-los a manterem-se no caminho reto e evitar passar por longos sofrimentos. Ao colocar em prática os mandamentos de Deus em seu casamento, encontrará felicidade duradoura e verdadeira.

Toma un momento para compartir …

Sandro A Correa

Sandro A Correa é graduado em Farmácia, pós-graduado em Fisiologia - UEL e Empresário do ramo de seguros. Natural de SCS - São Paulo; Casado, pai de dois filhos, tem como hobby a prática do tênis.