Coisas que eu não quero que você me diga: Lidando com a depressão

Saia dessa! Esse é o conselho que recebi de vários membros da família e amigos que pensavam que estavam me ajudando a lidar com a depressão. Apesar de terem boas intenções, eles não estavam ajudando em nada


Davison Cheney

Apenas tente ser feliz

Esse foi o conselho que recebi de um conselheiro escolar na faculdade, quando eu o procurei porque estava tendo dificuldade para me concentrar através da instabilidade emocional em que estava e eu não sabia a quem recorrer. Felizmente, eu sabia reconhecer uma banalidade quando ouvia uma.

Basta ser feliz? Como é que eu ia fazer isso exatamente? O conselheiro não tinha a menor ideia também.

Eu tenho ouvido um monte de conselhos “sábios” sobre depressão desde então. Muitas dessas observações, ilógicas e tolas foram feitas por pessoas bondosas que achavam que estavam ajudando. Mas não estavam.

Muitos banalizam a experiência alheia com a depressão involuntariamente. Muitas vezes, é porque não sabem o que dizer, então só repetem uma frase de para-choque de caminhão para o problema. Agora, eu até gosto de uma boa frase de para-choque, bem como o motorista que está atrás – especialmente quando elas ficam lá no para-choque.

Aqui estão algumas das coisas que ouvi em primeira mão que não deve nunca ser escrito no para-choque de qualquer um (não necessariamente por ordem de estupidez).

“O que está lhe deprimindo?”

“Você já tentou parar de sentir pena de si mesmo?”

Advertisement

“Há muita gente pior do que você.”

Será que alguém realmente acha que esses trechos de conselhos que deslizam através de nossos lábios coletivamente são úteis? Para quem? “Pense antes de falar”, ainda é um grande ditado a se seguir – no mundo cibernético de hoje, bem como no real.

Alegria, alegria, seus problemas se foram!

Enquanto Pollyanna poderia ter se saído com alguma observação desse tipo, parecem bobagem quando vindas de um adulto.

“É um lindo dia! Como você pode estar deprimido de novo?”

“A felicidade é uma escolha, por isso escolha ser feliz!”

“Por que você não sorri mais?”

Jogar uma colher de açúcar em alguém sofrendo de depressão não é a maneira mais agradável de adoçá-la – e não ajuda com a depressão. Aqui estão mais algumas pérolas que me fazem querer atirar coisas em quem diz:

“Tente não ficar tão deprimido.” (Não é bizarro? Essa é quase tão boa quanto, “Só não pense mais nisso.”)

“Muita gente tem isso (depressão) e eles simplesmente encontram uma maneira de superar.”

“A maioria das pessoas é normal, porque se esforça em manter sua mente assim.”

Advertisement

“Concentre-se em algo agradável ao invés de chafurdar na tristeza.”

“Eu sempre tomo um banho quente quando estou chateado.” (Imagine a conta de água.)

Terapia de choque

Conselhos do tipo frases prontas aparecem quando pensamos que tudo o que é necessário é uma dose de razão e bom senso. Geralmente soa mais ou menos assim:

“Você ainda não se cansou de pôr todo o foco em você mesmo?”

“Eu não achava que você era esse tipo de pessoa.”

“Você não está cansado o suficiente de sentir pena de si mesmo a ponto de querer fazer algo sobre isso?”

Expressar empatia é um passo na direção certa. O comentário “Acredite em mim, eu sei como você se sente. Eu fiquei deprimido uma vez por vários dias”, é um pouco sem noção, mas é óbvio que a pessoa está tentando ajudar.

No entanto, há o que eu chamo de mau comentário religioso que é francamente prejudicial. Muitos pensamentos e ideias espirituais são maravilhosamente perspicazes, mas não foram feitos para ser usados como uma arma.

“Você pode se sentir melhor se procurar uma igreja.”

“A depressão é um sintoma de um pecado maior.”

“Você tem lido as escrituras?”

E a pior de todas: “Se você tivesse fé suficiente, já estaria curado”.

O que as pessoas dizem pode ser ofensivo. A dica para uma pessoa que lida com a depressão é perceber que nem todo mundo vai dizer a coisa certa. Francamente, eu comecei a contar e registrar o pior dos piores.

Quando me coloco além da emoção na conversa, muitas vezes eu acho que o comentário insensível se torna até engraçado. E, eu me pergunto o que o inoportuno conselheiro vai sentir quando a “realidade” de sua declaração cair por terra.

Boas coisas a dizer

Acho que há muitas coisas boas a dizer se alguém opta por confiar em você e fala sobre sua depressão. (Que, por sinal, não é simplesmente uma tristeza irracional que afeta a mente fraca.)

No topo da lista seria: “Há algo que eu possa fazer para ajudar?” Seguido de: “Você não está sozinho”, ou, “Eu me preocupo com você e vamos encontrar uma maneira de passar por isso.” Estas frases são úteis, são maneiras cuidadosas de mostrar apoio ou de guiar suavemente, se necessário.

Mostrar cuidado ou preocupação deve ser o número 1 em sua lista de prioridades quando seus amigos e família estão com problemas.

Basta falar com o coração – e deixar as frases de para-choques nos para-choques.

_Traduzido e adaptado por Stael Pedrosa Metzger do original Things I don’t want you to tell me: Dealing with depression.

Toma un momento para compartir …

Davison Cheney

Davison Cheney se formou na BYU em música e teatro, o que o preparou para o desemprego e o drama. Veja seus outros textos no davisoncheneymegadad.blogspot.com.