Aprendendo com as lições do passado

O passado tem muito a nos ensinar e é sobre isso que fala este artigo. Veja como o aprendizado sobre o passado pode lhe ajudar na longa caminhada da vida.


Fernanda Ferraz

“Quando vocês estão dispostos a ouvir e aprender, alguns dos ensinamentos mais significativos da vida vêm daqueles que viveram antes de vocês. Eles trilharam o caminho que vocês estão trilhando e passaram por muitas das coisas que vocês estão passando. Se vocês os ouvirem e seguirem seus conselhos, eles vão ajudá-los a fazer escolhas que vão beneficiá-los, que trarão bênçãos e que vão guiá-los para que não tomem decisões potencialmente destrutivas. Ao levarem em consideração seus pais e outros que nasceram antes de vocês, vocês encontrarão exemplos de fé, compromisso, trabalho árduo, dedicação e sacrifício, que deveriam esforçar-se por copiar”. (M. Russell Ballard)

1. Aceitar os conselhos das pessoas pode nos ensinar

Ouvi algumas pessoas dizerem, ao longo da minha vida, que cada um precisa passar pelas próprias experiências para poder entender. É claro que nossas vivências nos dão a oportunidade de aprender, mas os conselhos adquiridos servem como base de proteção e orientação. Quando somos mais jovens, não gostamos de ouvir conselhos, achamos que sabemos tudo e que nada de ruim pode nos acontecer. Iludimo-nos nessa concepção.

Ao ouvir as pessoas mais velhas e maduras, temos como nos resguardar dos perigos e prever antecipadamente as graves consequências de uma escolha errada. Por exemplo, você sabe que o fogo queima ainda que nunca tenha se queimado, você sente isso, ouve histórias da dor causada por uma queimadura, sabe que o fogo pode te machucar, então você evita brincar com produtos inflamáveis. Mas, às vezes, a curiosidade é maior, e você teima em chegar muito perto do fogo… E aí acontece! Você se queima, se fere, se machuca, lesiona a pele, sente dor, chora e lamenta não ter acatado os bons conselhos.

Assim é também com as coisas da vida. Quando somos aconselhados a não ultrapassar o sinal vermelho, a não atravessar uma rua com grande tráfego, a não fazer uso de drogas ou álcool porque viciam e causam dependência… Os conselhos são como pedras raras guardadas em caixas preciosas, quem for sábio escuta e retém o melhor deles, quem não faz isso, sempre acaba se ferindo.

2. Não repetir os erros

Nós aprendemos com os nossos próprios erros e é importante que compreendamos que, fatalmente, muitas vezes iremos errar. Mas nunca erraremos tão inocentemente, somos pessoas que, o tempo todo, temos acesso às informações, sabemos sobre determinados riscos e podemos sempre evitá-los e nos manter a salvos.

3. Não esquecer

Quando esquecemos com facilidade os nossos próprios erros, tendemos a repeti-los, porque não valorizamos o aprendizado sobre “evitá-los para não sofrer”. Não estamos aqui para nos arriscar, muitos dizem isso, mas, na verdade, estamos aqui para nos mantermos seguros. Quando já é muito tarde, alguém diz: “Não deveria ter feito isso!”

_“Os que não conseguem lembrar-se do passado estão condenados a repeti-lo”_ (George Santayana)

Advertisement

4. A experiência

Não vamos acertar o tempo todo, mas precisamos compreender os motivos pelos quais estamos fazendo determinadas coisas ou agindo de determinadas formas. As experiências servem para nos dizer: “Olha, essa você acertou porque agiu assim, e essa você errou porque fez dessa forma”.

5. Buscar em fontes de sabedoria

Nossos pais, avós, tios, amigos queridos, nosso cônjuge e nosso Pai Celestial, é claro, são fontes de sabedoria. Aqueles que nos amam, querem nosso bem e desejam que não cometamos os mesmos erros, aconselham-nos. Abrir a mente para isso significa amadurecer! As pessoas mais velhas sempre têm algo a nos ensinar.

6. Superar as perdas

No passado de todo mundo sempre ocorre situações difíceis e dolorosas, mas é preciso SUPERAR. Isso não irá acontecer do dia para a noite, mas é preciso dedicação e o desejo de ser feliz, por isso é importante não desanimar, erguer a cabeça e buscar melhores coisas.

7. Obter esperança

O passado traz consigo muitos ensinamentos. O passado pode estar dizendo a você que é preciso ter mais esperança.

8. Livrar-se da culpa e recomeçar

Independente dos graves erros que tenha cometido, é preciso dar a volta por cima. A culpa não irá remediar a situação. Seja alguém melhor, tire o pesar do coração e permita-se seguir em frente.

9. Se você é filho aprenda que

Seus pais só querem o seu bem.

Eles se esforçam para lhe dar o melhor, mas eles não podem fazer tudo o que gostariam.

Os conselhos das pessoas que te amam são para preservar a sua vida.

10. Se você é pai ou mãe, aprenda a conversar com seus filhos de uma forma que eles entendam o motivo de seus conselhos.

Se for falar de drogas, depois de uma boa conversa, leve-o a instituições que tratam dependentes químicos. Veja com a instituição quando ela pode receber visitas e agende uma tarde para participar de alguma palestra ou atividade lá.

Advertisement

Se for falar sobre sexo e gravidez, depois de conversar e tirar dúvidas, leve seu filho ou sua filha a uma maternidade ou combine com alguém que tenha um recém-nascido em casa para que ela ou ele fique de babá por uma semana. Mas siga rigorosamente essa atribuição, não tenha dó. Muitas vezes, são experiências como essas que fazem com que o jovem amadureça e reflita sobre suas ações, melhor cuidar de um bebê por uma semana do que por uma vida inteira de maneira despreparada e antecipada.

__Se tiver dúvidas de como conversar com sua filha sobre assuntos de sexo e gravidez acesse este link e leia o artigo Como falar com sua filha adolescente sobre gravidez e bebês.

Sobre qualquer outro assunto, aproveite a vasta opção de vídeos e fotos para agregar valor e importância sobre o assunto em questão, mas lembre-se de antes visualizar ou assistir para então mostrar ao seu filho.

Por fim, lembre-se: o passado pode ser seu aliado, não seu inimigo!

Toma un momento para compartir …

Fernanda Ferraz

Graduada em RH, acredito que nossa vida têm verdadeiro propósito, sou SUD, sei que toda dor e aflição é uma fonte de virtude e força espiritual, que nos molda e purifica.