Angina ou infarto? Entenda a diferença e saiba como proceder

Antes de diferenciar angina e infarto, é bom saber que a origem é a mesma, uma doença chamada aterosclerose.


Stael Ferreira Pedrosa

Nosso corpo tem um imenso sistema de irrigação sanguínea com aproximadamente 100.000 km de veias (duas vezes e meia a circunferência da terra) que levam nutrientes e oxigênio a todas as partes do corpo. Quando limpas e desobstruídas o sangue circula livremente e todo o corpo é nutrido.

Na aterosclerose há um acúmulo progressivo de ateromas (placas compostas por gorduras) e tecido fibroso no interior das artérias. Os ateromas podem obstruir a passagem do sangue para órgãos vitais e com isso cortar o fornecimento de oxigênio a esses órgãos.

Todos têm ateromas em maior ou menor quantidade no corpo, mas a aterosclerose é fatal quando atinge as artérias que irrigam o coração e o cérebro, órgãos que resistem por pouco tempo sem oxigênio.

Fatores de risco para a aterosclerose

  • Idade – o risco aumenta com a idade.

  • Sexo – Homens são mais propensos a desenvolver doenças cardíacas que as mulheres, o que costuma igualar após a menopausa.

  • Histórico familiar – Filhos de pacientes cardiopatas têm mais risco de apresentar doença cardíaca.

  • Raça – Afrodescendentes, hispanos, ameríndios, havaianos e asiáticos que assimilam costumes ocidentais, têm maior risco de problemas cardíacos.

    Advertisement

Fatores que aumentam os riscos

  • Diabetes

  • Hipertensão (pressão alta)

  • Colesterol aumentado

  • Tabagismo (hábito de fumar)

  • Doenças renais

  • Abuso de drogas

  • Obesidade

  • Sedentarismo

Sintomas

A aterosclerose é uma doença insidiosa que em alguns casos pode não apresentar nenhum sintoma. Mas na maioria dos casos o paciente sente:

  • Dor e desconforto no peito (angina)

    Advertisement
  • Cansaço

  • Falta de ar

  • Fraqueza

O que é a angina?

É um sinal de isquemia coronariana (insuficiência de irrigação sanguínea no coração) de manifestação dolorosa no centro do peito que migra para o ombro e braço esquerdo indo até os dedos. Também pode irradiar-se para o lado esquerdo do pescoço, maxilar, região estomacal e ocasionalmente nas costas.

Ocorre geralmente após estresse físico ou grande irritação. Desaparecendo quando o indivíduo descansa ou se acalma. Pacientes já em tratamento costumam usar um medicamento durante as crises (Isordil ou nitroglicerina).

Quando a aterosclerose chega ao ponto da obstrução total do vaso sanguíneo em artérias próximas ao coração, ocorre o ataque cardíaco ou Infarto agudo do miocárdio.

O que é o Infarto do miocárdio?

O infarto é a morte das células cardíacas por falta de oxigênio.

O sistema cardíaco é constituído de 50.000.000 de células elásticas que se contraem juntas e esse movimento é o batimento cardíaco. Seu alimento é o oxigênio que vem pelo sangue. Quando não se alimentam, morrem em pouco tempo, se morrerem mais células do que o suficiente para manter o coração batendo, o coração não se recupera e o paciente morre.

Ao contrário da angina, a dor que se irradia da mesma forma tem longa duração (mais de 20 minutos) e não passa com o medicamento nitroglicerina. No ataque cardíaco o tempo de socorro é fundamental para a sobrevivência do paciente. Em cerca de 20 minutos o cérebro já começa a sofrer danos.

Sintomas de infarto*

  • Dor forte no peito como se comprimido por um peso ou aperto, irradiando para o braço esquerdo, estômago, pescoço, costas e maxilar.

  • Sensação de dormência no braço esquerdo.

  • Tosse.

  • Tontura.

  • Falta de ar.

  • Sudorese.

  • Náusea, sensação de indigestão.**

*Pessoas idosas, diabéticos e mulheres podem sentir pouca ou nenhuma dor no peito.

**Nem sempre a pessoa que está tendo um infarto apresenta todos os sintomas.

Como proceder em caso de angina e ou infarto

Se já houve diagnóstico, o paciente, ao sentir a dor característica da angina, deve repousar e tomar o medicamento ou colocar o Isordil debaixo da língua. Caso a dor não passe em alguns minutos, o paciente deve ser levado a um atendimento médico de emergência.

Se uma pessoa não diagnosticada e que se enquadre no grupo de risco sentir dor aguda no peito, com irradiações típicas da angina ou infarto, com falta de ar e sudorese deve procurar ajuda médica imediatamente.

  • Ligue para 192 (SAMU) ou 193 (bombeiros).

  • Coloque o paciente sentado numa posição confortável e acalme-o.

  • Afrouxe roupas, cintos, abra botões.

  • Se o paciente já tem histórico de infarto ou está em tratamento cardíaco, dê-lhe o medicamento indicado pelo cardiologista para emergências.

  • Se o coração parar, faça uma massagem cardíaca.

O melhor medicamento é a prevenção

Tenha uma alimentação saudável, não fume, evite bebidas alcoólicas e drogas. Pratique exercícios regularmente (mínimo uma hora, três vezes por semana). Verifique o colesterol regularmente e fique atento a fatores de risco como obesidade, diabetes e hipertensão. Informe-se sobre histórico familiar de doenças do coração. Adote uma atitude positiva e um estilo de vida saudável. Fuja de situações de estresse.

Toma un momento para compartir …

Stael Ferreira Pedrosa

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.