A emoção incrível de quando ela conseguiu ouvir a voz de seu pai pela primeira vez em 14 anos

Conseguir ouvir sons: A luta de uma vida toda resumida num sorriso tímido e nas lágrimas dos familiares.


Caroline Canazart

(Clique no rodapé do vídeo em CC para legendas em português.)

O primeiro som que uma menina escutou foi a voz do pai. E não foi ao nascer. “Maggie, você pode me ouvir?”. Foi com essa pergunta que Maggie Gleason, de 14 anos, pode fazer, pela primeira vez, contato por meio de sons com a família. A resposta foi um sinal de positivo com a cabeça somado a um sorriso cativante da adolescente.

Maggie nasceu com uma deficiência que a impedia de ouvir. Ela não tem a cóclea, o órgão responsável pela audição. Em 2014, a jovem teve um dispositivo eletrônico instalado, através de cirurgia, no seu tronco cerebral. Ele estimula os neurônios e dá uma sensação de som para quem é profundamente surdo como ela.

O pai de Maggie, Frank Gleason, disse que sempre pensou em muitas coisas para dizer a filha quando ela pudesse ouvir. Mas a emoção foi tão grande que não foi o que aconteceu. “Fiquei sem palavras”, contou.

Até a equipe médica que acompanhava o caso da menina ficou emocionada. O fonoaudiólogo, Gail Murray, disse que estava feliz, pois sabia que um novo mundo iria se abrir para Maggie. “Foi muito gratificante ver a reação de Maggie ao som e, também, a reação emocionada da família. A alegria dela era sincera e comovente”, explicou.

Assista também: Somente após um implante coclear aos 29 anos, essa moça pode ouvir pela primeira vez

Toma un momento para compartir …

Caroline Canazart

Caroline é uma jornalista catarinense que optou por ser mãe em tempo integral depois do nascimento dos filhos. Ama escrever e ainda acredita que pode mudar o mundo com isso.