A ciência explica como superar o fim de um relacionamento

Situações muito delicadas podem ser resolvidas e a vida ganhar novo rumo.


Michele Coronetti

De acordo com um estudo da Universidade de Colorado, é possível superar o fim do relacionamento com uma atitude muito simples: Esforço próprio. Quando o indivíduo acredita que está se esforçando para vencer esse grande desafio, ele realmente consegue diminuir seu sofrimento.

Chamado de efeito placebo, a determinação em sobrepujar os sentimentos negativos influencia as regiões do cérebro que são responsáveis pelas emoções liberando dopamina, que traz felicidade. Para isso, basta acreditar que o problema está sendo resolvido e deixar a positividade tomar conta dos dias, clareando e deixando tudo mais leve.

Ter uma expectativa positiva da vida futura vai muito além de parecer uma pessoa bem-humorada. A dor e sofrimento por situações diversas são amenizadas e o fim de um relacionamento pode ser superado.

Considerado uma das maiores dores enfrentadas pelo ser humano passível de desenvolver doenças psicológicas e cardíacas, um coração partido pelo término de um relacionamento permanece nos primeiros lugares da lista das piores crises humanas a serem vencidas.

A pesquisa

Para a realização da pesquisa 40 pessoas foram escolhidas e testes foram aplicados com imagens cerebrais, fotos do parceiro anterior cujo relacionamento foi desfeito contra a vontade da pessoa, fotos de outros amigos e aplicação de calor no braço simulando dor física. O cérebro reagiu de forma muito semelhante quanto à dor emocional e física.

A segunda parte incluiu um spray nasal com um suposto medicamento que alivia a dor emocional administrado para metade dos escolhidos e o mesmo spray com soro fisiológico para a outra metade.

Quando levados novamente para os testes cerebrais, o grupo que teve o placebo administrado mostrou uma grande melhora em suas dores emocionais apresentadas nas imagens. Quando olharam para a foto do antigo parceiro a dor também foi muito menor. Foi observada também uma grande atividade em uma região cerebral onde a dopamina é liberada.

Advertisement

Superação

Para os que tiveram seus corações dilacerados pelo fim de um relacionamento, prosseguir com a firme resolução de superar o mal-estar e a dor será o melhor medicamento que poderia ser administrado, e ainda poderão desenvolver ou aprimorar qualidades como:

  • Amor-próprio

  • Autoconfiança

  • Resiliência

O crescimento pessoal ocorrerá de forma intensa quando a pessoa que teve um relacionamento desfeito buscar entender que o passado não fica no tempo presente e que deve ser deixado lá, apenas levando em frente as lições que ele deixou. Com determinação e muita coragem é possível vencer e continuar a ser feliz, independente do ocorrido ou das feridas deixadas pelo que aconteceu.

Toma un momento para compartir …

Michele Coronetti

Michele Coronetti é secretária, mãe de seis lindos filhos, gosta de cultura e pesquisas genealógicas.