A ciência explica 5 coisas maravilhosas que você nunca soube sobre o beijo

Já beijou hoje? Aqui tem alguns motivos para você continuar beijando muito!


Evelise Toporoski

Beijar é bom, não é mesmo? No início do relacionamento os casais se beijam toda hora, mas com o passar do tempo acabam deixando isso de lado.

Alguns pesquisadores se dedicaram a estudar os benefícios do beijo, que são muitos! Saiba porque você deveria agora voltar a beijar muito seu parceiro:

1. Beijar traz felicidade

Quando você beija alguém que está junto por um longo tempo o cérebro libera oxitocina, um hormônio que traz a sensação de paz e relaxamento. Por isso, os cientistas recomendam que os casais continuem se beijando mesmo após anos de casamento, para que mantenham os níveis de oxitocina e a felicidade em alta!

2. Faz bem para a saúde

Ao beijar, há a troca de saliva e algumas bactérias. Mas o que tem de bom nisso? O segredo é que seu sistema imunológico vai ser impulsionado e lhe protegerá ainda mais. A maior salivação também ajuda a manter os dentes mais limpos, além da pressão arterial ser controlada na hora do beijo.

Contudo, é sempre bom ter cuidado e bom senso, pois o beijo pode transmitir algumas doenças como herpes, resfriado, e até mesmo meningite.

3. Beijar desestressa

Outro estudo realizado por pesquisadores norte-americanos identificou que após um beijo há uma baixa no nível de cortisol, sendo este hormônio responsável pelo estresse, enquanto há o aumento de dopamina e oxitocina, que dão mais felicidade e prazer, como já mencionado.

4. Movimenta a musculatura

Ao dar aquele beijo de língua, você está movimentando cerca de 30 músculos de sua face! Quer técnica melhor do que essa para prevenir o envelhecimento de seu rosto? Comece agora a exercitar!

Advertisement

5. Mexe com todos os sentidos

Você já deve ter ouvido falar que “precisa rolar uma química” para o beijo ser bom, não é mesmo? E isso tem uma explicação científica! O beijo ativa sentidos como olfato, tato e paladar, e nossas terminações nervosas vão definir se aquela foi ou não uma experiência agradável. Aí os hormônios e neurotransmissores promovem o vínculo de proximidade entre as pessoas, e dão o gostinho de “quero mais”!

Toma un momento para compartir …

Evelise Toporoski

Jornalista com experiência em redação de jornais e revistas. Mãe e esposa compartilhando experiências de vida!