8 palavras que nunca devemos dizer em uma brincadeira

Algumas palavras que nunca devemos dizer na hora de uma brincadeira, elas podem magoar profundamente uma pessoa.


Carla Pinheiro Alves

É muito bom e saudável cultivar o bom humor nas relações. E as brincadeiras fazem parte desse processo. No entanto, é preciso tomar muito cuidado, pois brincadeiras em excesso e fora de hora podem acabar sendo ofensivas e magoar as pessoas que amamos. Muitas ofensas podem causar um grande estrago na relação.

Listamos algumas palavras que devem ser evitadas em qualquer situação, principalmente em brincadeiras.

1. Burro e jumento

Palavra deselegante e que menospreza seu companheiro, palavra _derivada de um animal da espécie asinina; não pode-se tachar uma pessoa de estúpida, rústica, tola, ignorante entre outros adjetivos chulos. Mesmo que por brincadeira, devemos evitar esses comentários pejorativos.

2. Sua velha ou seu velho

Por mais jovem que se seja, falar da idade, chamar ou insinuar que uma pessoa esteja velha é muito chato, sem falar que uma nítida falta de cortesia e educação, principalmente quando se chama uma mulher dessa forma. Nada magoa mais uma mulher do que chamá-la de velha.

3. Gorda

Outra grande deselegância é chamar uma pessoa de gorda, principalmente as pessoas que sofrem com doenças referentes à obesidade, isso é muito chato, deselegante e até preconceituoso, policie-se quanto a isso.

4. Magra de ruindade ou magricela

Não é verdade que todo magro é feliz, muitas pessoas vivem em verdadeira batalha para ganhar peso.

5. Doente

Chamar uma pessoa dessa forma é totalmente deselegante, chega a ser ridículo, ninguém fica doente porque quer, independente de qual seja, é uma batalha, traz sofrimento e dor. Pessoas doentes precisam de amor e respeito, seu estado físico, mental ou emocional não pode ser relacionado em brincadeiras. Chamar uma pessoa dessa forma mesmo que numa brincadeira é um grande erro.

Advertisement

6. Fazer brincadeiras com a origem ou raça das pessoas

Isso é extremamente chato, menosprezar ou tentar humilhar uma pessoa por sua origem, seja de sua região, mesmo que no mesmo país ou de seu país de origem, de sua cultura ou até mesmo pela cor de sua pele, seu modo de falar ou de se vestir, é simplesmente ridículo e punível por lei. Conforme lei 9.459: “Serão punidos, na forma desta Lei, os crimes resultantes de discriminação ou preconceito de raça, cor, etnia, religião ou procedência nacional.”

7. Religião

Zombar da religião de outra pessoa é muito sério e gera grande confusão, às vezes até guerras, é uma falta de respeito. Estamos em um país onde se pode adorar e cultuar sua fé livremente. De acordo com o artigo 5 º inciso VI da Constituição Federal: “é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e as suas liturgias”.

8. Feio ou feioso

Chamar outra pessoa de feio é no mínimo terrível (não existem pessoas feias, cada pessoa tem sua beleza), isso traz traumas que muitas vezes podem ser difíceis de serem solucionados.

Devemos ser pessoas felizes, extrovertidas e animadas, devemos brincar, sim, mas sempre com respeito e cuidado com as palavras para que a diversão de alguns não seja a desgraça de muitos.

Toma un momento para compartir …

Carla Pinheiro Alves

Gosto da boa literatura, dos mais diversos assuntos principalmente quando são relacionados à família e seu desenvolvimento. Sempre procuro ler e escrever, amo estar com minha família e dedicar tempo ao meu marido e a cada um de meus filhos.