8 maneiras fofas que a sua gravidez afeta seu marido

Muitos pais sentem enjoos, dores e ansiedades como as gestantes. Mas eles também sofrem mudanças valorosas que os tornarão bons pais.


Michele Coronetti

A frase “estamos grávidos” é cada vez mais usada pelos casais que geraram um bebê. Pesquisasmostram que um a cada quatro homens que acompanham a gravidez da esposa sentem os sintomas, desejos e até as dores de uma gestação.

A Síndrome de Couver tem sido relatada por vários pais que indicam sofrer de enjoos, tonturas, dores abdominais e dentais, cansaço, mudanças de humor e de apetite. Muitos recorrem a medicamentos prescritos por médicos para amenizar os sintomas. E quando o bebê nasce, tudo passa.

Além destas reações desagradáveis para a gestante e seu marido há outras maneiras que também afetam o pai do bebê. Elas demonstram amor e preocupação e encantarão a gestante que, mesmo cheia de dúvidas e incertezas, perceberá que seu marido também enfrenta vários desafios referentes à gestação.

1. Mudança e crescimento

A gravidez é uma preparação com prazo de validade. Para o futuro pai é um tempo de reflexão sobre tudo o que sempre sonhou a respeito da paternidade, quais os modelos que ele conheceu e tomou para si e o que ele ainda precisa aprender. Ele busca conhecimentos sobre saúde do recém-nascido, como trocar fraldas, alimentação e outros cuidados. Ele se interessa por conversas com pessoas mais velhas e ouve atento as orientações sobre bebês. Ele está mudando, aprendendo a ser pai e apesar de estar receoso, ele deseja muito isso e procura entender o máximo que puder para se sair bem.

2. Acompanhamento

Ele faz de tudo para estar com a esposa grávida nos momentos decisivos: resultado do teste de gravidez, exames pré-natais, visitas médicas. Ele deseja acompanhar toda a gestação e aprender as mesmas coisas que sua mulher para poder cuidar bem do seu filho.

3. Sugestões

Ele procura conversar com sua companheira sobre o que deve ser comprado, qual é o melhor modelo do carrinho, móveis e decoração, roupas para a gestante e para o bebê. Ele opina, pois quer mostrar às pessoas que está cuidando bem de sua família.

4. Planejamento

Ele se concentra mais em anotar e antever as finanças mantendo planilhas de controle e usando fórmulas para prever gastos futuros. Ele pesquisa a respeito de valores gastos com fraldas nos primeiros meses e nos subsequentes para poder se preparar e não ultrapassar seu poder de compra. Muitos pais até buscam uma fonte de renda extra para este primeiro momento de maior gasto.

Advertisement

5. Atenção

Ele sabe que uma mulher grávida tem oscilações de humor e receios quanto ao parto e puerpério. Ele entende que ela está passando por momentos de aflição e incertezas e procura dar mais atenção e manter o bom humor para amenizar o sofrimento interno da gestante. Na maioria das vezes ele também está passando pelas mesmas inseguranças que a mãe do seu filho, mas ele prioriza que ela esteja bem e age da melhor forma possível para manter seu bem-estar.

6. Contato

Ele busca oportunidades para tocar a barriga, de conversar com o bebê ou cantar para ele. Também busca andar sempre de mãos dadas, dormir bem juntinho e enlaçar a esposa pelos ombros quando está sentado ao lado dela. O desejo de proteção aliado ao desejo de proximidade do bebê faz com que ele busque isso. Seus olhos brilham quando ele tem a oportunidade de sentir o bebê se mexendo na barriga pela primeira vez.

7. Organização

Ele se programa para o dia D, quando terá que levar sua amada ao hospital, qual o melhor caminho para a chegada e quais documentos serão necessários. Ele pensa nas pessoas que convidará para a visita na maternidade e depois em casa e debate com a gestante sobre o que eles podem ou não fazer com o recém-nascido. Se prepara para o registro da criança e em como ele avisará os parentes e amigos sobre o evento.

8. Participação

Depois de toda esta interação intensiva nada mais justo que participar do parto, do momento mais emocionante da vida humana. Ele desejará estar lá presente, tentando aliviar o sofrimento da parturiente, fotografando e gravando os momentos mais emocionantes, sendo um dos primeiros a olhar para o rostinho do seu filho. Ele buscará informações sobre como proceder durante o parto e seu sorriso não caberá em seu rosto.

Momentos emocionantes da gravidez farão parte da nova rotina tanto da mãe como do pai, trazendo novidades e desafios constantes. Cumplicidade e amor andarão lado a lado através da empatia exercida um pelo outro, unindo e fortalecendo ainda mais a família que se forma.

Toma un momento para compartir …

Michele Coronetti

Michele Coronetti é secretária, mãe de seis lindos filhos, gosta de cultura e pesquisas genealógicas.