8 hábitos de uma esposa que não é ciumenta

Sente ciúmes do seu marido? Acredita que existem mulheres que não sentem isso?!


Cibele Carvalho

Aqui não estamos falando de uma esposa que não é completamente ciumenta, afinal o ciúme é um dos ingredientes do amor, mas trataremos sobre esposas que conseguem controlar esse ciúme, que não “rodam a baiana” nem fazem escândalos, às vezes desnecessários em virtude do ciúme!

Quer aprender a ser como essas esposas? Ou então descobrir se o seu ciúme é sadio ou exagerado para manter um relacionamento saudável? Confira abaixo.

Pesquisas realizadas pelo laboratório de Psiquiatria dos Transtornos de Impulso da Universidade de São Paulo (USP), revelam que um ciúme passa a ser excessivo quando acompanhado por emoções e pensamentos irracionais: raiva, tristeza, ansiedade, fantasias, etc.

“O ciúme vê com lentes, que fazem grandes as coisas pequenas, gigantes os anões, verdades as suspeitas” (Camilo Castelo Branco).

Mulheres que conseguem controlar seu ciúme normalmente agem da seguinte maneira:

1. Mantém uma postura de mulher casada sempre

Sabem que após o casamento sua postura perante a sociedade muda completamente. Agora sua intimidade com o sexo oposto precisa ser um tanto quanto mais limitada e controlada, tanto por parte da mulher como por parte do marido.

Aqueles apelidinhos ou nomes com diminutivos já não se tornam tão elegantes ou necessários, vamos reservar isso apenas para os cônjuges!

Advertisement

2. Coloca-se em sua posição quando estão com outras mulheres

Ao participar de ocasiões em que precisa ser apresentada para as colegas do marido ou vice-versa, as mulheres espertas e maduras sabem colocar-se e mostrar que o território ali já está conquistado, sem precisar de alarde, apenas com sua postura elegante, discreta e confiante em si mesma.

São educadas, corteses e simpáticas com as outras mulheres, afinal afirmam em seus atos que seu relacionamento com o marido é maior do que essas amizades e coleguismos.

3. Respeita a individualidade do seu cônjuge

Segundo o Psicólogo e Psiquiatra Geraldo Ballone, o zelo e a preocupação com o cônjuge ou com os filhos é normal em todas as famílias, o que não se deve considerar normal é um controle excessivo que faça com que a vítima se sinta em uma prisão ou viva em um ambiente de constante tensão.

O especialista afirma ainda que precisamos aprender a conviver com os limites que uma relação exige, ou seja, cada um respeitando o espaço um do outro, seja em casa, na rua, ou nas atividades que fazem separados.

4. Ri das suas supostas “rivais”

A esposa confiante de si mesma, passa até a achar graça de situações em que algumas mulheres tentam fazer qualquer tipo de insinuação ou proximidade a mais com seus parceiros. Sabem que aquela atitude não interfere em nada em seu relacionamento com o marido.

5. Esforça-se para manter seu casamento autossuficiente

Uma das principais chaves para se ter um ciúme controlado é essa, um casamento autossuficiente, ou seja, uma relação que se baste, que haja confiança, companheirismo, troca de amizades, intimidade no diálogo, sem segredos e com parceria completa.

6. Resolve sozinha suas carências e traumas

Uma mulher madura suficientemente sabe que não pode resolver suas questões psicológicas pessoais descarregando seu fardo e sentimentos passados em cima do pobre coitado do marido, aprende a conhecer-se e a lidar com suas emoções, identifica onde está colocando seus sentimentos e onde está imaginando coisas por conta de problemas passados ou traumas antigos.

7. Foca nos pontos positivos da relação

A mulher sábia edifica o lar, não tenta colocar pedras de tropeços no meio da relação do casal; procura transformar a vida a dois em momentos de paz e tranquilidade; pergunta com sabedoria, sem insultar, o que deseja ficar sabendo.

8. Autoconfiança completa em suas qualidades

O ponto chave, o segredo para não sentir ciúme exagerado, autoconfiança em si, nas suas qualidades, nos seus estudos, nos seus projetos de vida, nas suas conquistas e sabe que se acontecer algo quem realmente vai sair perdendo em toda a relação é o marido que jamais encontrará alguém como você!

Toma un momento para compartir …

Cibele Carvalho

Bacharel em Direito, Mediadora e Conciliadora de Família, realiza palestras para noivos e recém-casados sobre relacionamentos, especialista em Psicologia Jurídica, esposa, mãe e genealogista.