7 provas de que o divórcio não é a saída mais fácil

O casamento está difícil, a vida a dois está um caos e vocês já não se entendem mais. A saída fácil seria o divórcio? Saiba porque não.


Stael Ferreira Pedrosa

As pessoas que nunca passaram por um divórcio podem até pensar que desistir do casamento pode ser uma saída rápida e fácil para tantos problemas no relacionamento. Algumas vezes sim, pode ser. Mas, na maioria dos casos é apenas mais um problema com o qual o ex-casal terá que conviver e fazer mais ajustes, principalmente quando há filhos envolvidos.

5 ações para evitar um divórcio e outras considerações

Aqui estão 7 provas de que o divórcio é a saída mais difícil:

1. Parentalidade

Criar os filhos separados pode ser uma grande dor de cabeça, pois mesmo divorciados um do outro, continuam pais e têm que se unir para isso, o que pode causar brigas e frustrações. Além disso, com cada um vivendo em uma casa, aquele que fica com as crianças na maior parte do tempo será obrigado a despender mais tempo e com menos dinheiro (agora que cada um tem uma casa e despesas) para cuidar delas. A menos que o ex-casal tenha excelente situação financeira, será um sacrifício para ambos e exigirá muita disciplina e horários preestabelecidos.

2. Problemas financeiros

Como falado no primeiro item, a questão financeira tem um peso enorme e é fator de estresse no divórcio. Pensão alimentícia, custos familiares separados, partilha de bens entre outros podem ser desafios carregados de tensão e geradores de confronto. Além disso, cada indivíduo tem que arcar com a maioria das despesas contando com sua própria renda apenas.

3. Relações estendidas

Lidar com os sogros pode ser emocionalmente desafiador já que, claro, os pais tendem a ficar ao lado dos filhos em questões assim. Embora alguns divorciados continuem a ter um bom relacionamento com os ex-sogros, seja pelos netos ou por afeto, nem sempre é tão fácil visitá-los e levar os netos. E, caso haja um novo casamento, surgem também novos sogros que devem ser visitados.

Os amigos também podem ter dificuldades em continuar a serem amigos de ambos quando o casal tem um litígio e isso pode ser um duro golpe emocional. Encontrar equilíbrio nessa situação pode ser complicado.

4. Sensação de fracasso

O divórcio é um acontecimento impossível de se esconder e tratar apenas intimamente. As pessoas vão saber, vão falar e comentar. Ainda que o casal não se importe com a opinião alheia, há um inexorável sentimento de fracasso e questionamento do próprio senso de valor. Perguntas como: “onde foi que eu errei?” ou “como eu poderia ter agido diferente?” podem trazer sentimentos de menos valia e dificuldade em buscar novos relacionamentos.

Advertisement

5. Ter que se explicar

Do divórcio em diante, seja em um documento, ficha médica, reunião de pais, você sempre será “divorciado”. Não há como virar a página e esquecer. As pessoas perguntam e você se vê obrigado a repetir a mesma história, o que pode ser embaraçoso ou reviver emoções que você preferiria esquecer. Tornar-se um eremita não resolverá a questão. Infelizmente você terá sempre que repetir esse capítulo da sua história.

O que o mundo todo deveria saber sobre o divórcio

6. Relacionar-se com Deus

Você fez uma solene promessa diante de Deus que permaneceria com seu cônjuge para sempre na saúde e na doença, na alegria e na tristeza. Agora você precisa prestar contas a Ele dos seus motivos para não manter sua palavra. O sentimento de culpa pode ser um grande teste de fé.

7. Recomeçar

Acabou, você está só e precisa recomeçar. Não é um momento dos mais felizes. Quando você se casou tinha sonhos e metas e esperava viver para sempre com a pessoa amada. O divórcio passou uma borracha sobre tudo isso e agora só resta recomeçar. O difícil é ter motivação e superar o sentimento de desvalorização que pode se abater sobre a pessoa divorciada. A solidão pode levar à depressão e esta, por sua vez, à reclusão que causa mais solidão, em um ciclo vicioso.

A causa Nº 1 do divórcio não é o que você pensa

Um casamento ainda que infeliz, causa uma sensação de pertencimento e que tem alguém ao seu lado, embora seja um sentimento do tipo “muleta” e que não traz alegria, o divórcio é a prova cabal de se estar só.

Toma un momento para compartir …

Stael Ferreira Pedrosa

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.