7 passos para lidar com a raiva

Extravasar o sentimento ou engolir e deixar para lá? Ambas as situações podem fazer com que você crie mais problemas, o melhor a fazer é aprender a controlá-la sem deixar que ela lhe controle.


Renata Finholdt

Todo mundo, alguma vez na vida, já sentiu essa forte emoção que toma conta de nossa razão e nos impele a agir de uma forma que, em sã consciência, jamais agiríamos.

A raiva, um sentimento muito estudado pelos psicólogos, atinge crianças, jovens e adultos de todas as idades e é considerada como uma emoção inata ao indivíduo em si. Segundo o psicólogo americano, Brad Bushman, liberar a agressividade que a raiva impulsiona é como apagar o fogo utilizando gasolina.

Por outro lado, engolir toda essa emoção também pode fazer muito mal à própria saúde. Neste caso, o que há de melhor a se fazer?

1. Não negue o sentimento

O melhor a fazer é aceitar que você está naquele momento com raiva pela situação, e a partir de então procurar acalmar-se. Negar o sentimento pode torná-lo ainda mais forte e persistente.

2. Não alimente o sentimento

Você já assumiu o que está sentindo, portanto, agora é hora de não pensar mais sobre ele nem tocar no assunto que lhe deixou assim, deixe que esta emoção se acalme lentamente.

3. Dê um tempo para si

Para que não tome atitudes que poderão prejudicá-lo ou tornar as coisas ainda mais difíceis, afaste-se. Dê um tempo para si.

4. Faça algo que goste

Por um momento tente esquecer aquilo que gerou sua fúria e se dedique a algo que lhe dê prazer, algo que realmente goste de fazer. Depois, com a cabeça mais descansada, você vai olhar para o problema de uma outra forma.

Advertisement

5. Respire

A respiração adequada ajuda a acalmar, portanto, dedique um tempo aos exercícios respiratórios que poderão lhe ajudar neste momento mais tenso.

6. Reflita

Depois de se sentir mais calmo e tranquilo tente observar a situação de um outro ângulo e encontre outras formas de agir perante o fato. Esse exercício pode lhe ajudar em outros momentos de fúria.

7. Busque auxílio

Caso você se sinta constantemente envolvido por este sentimento, reflita sobre o auxílio de um profissional da saúde para ajudá-lo. Muitas vezes conversar com um psicólogo é o que lhe falta para aprender a controlar melhor este sentimento.

Encontrar o equilíbrio em relação aos sentimentos é aprender a colocá-los em seu devido lugar. Antes de deixar a raiva tomar conta de seu momento, pense se de fato aquilo é e será importante para você, se fará diferença em sua vida agora e no futuro.

Toma un momento para compartir …

Renata Finholdt

Renata Finholdt é formada na área de Recursos Humanos com enfâse em treinamentos.