6 maus hábitos que machucam sua relação com filhos adultos

Você sente que seus filhos adultos estão se afastando de você? O relacionamento de vocês não é mais o mesmo? Observe alguns hábitos nocivos e reflita.


Suely Buriasco

Os filhos crescem, saem de casa, formam suas próprias famílias, tudo parece tão simples e natural. Então por que existem tantos conflitos no relacionamento entre pais e filhos adultos? Um fator preponderante é que os pais, principalmente as mães, até reconhecem a nova família dos filhos, mas desejam que o sistema familiar continue o mesmo.

Segundo alerta a psicoterapeuta Deanne Brann: “Quando seus filhos têm filhos, a dinâmica muda”. Brann é autora do livro Reluctantly Related que trata do relacionamento de sogras e noras.

Nesse sentido vale a pena considerar alguns hábitos nocivos na relação com os filhos adultos, baseados na matéria:

1. Intrometer-se no casamento dos filhos

Você pode não gostar da forma como seu genro fala com sua filha ou como sua nora se comporta, também é possível que você não veja com bons olhos a forma como eles conduzem a organização financeira ou educação dos filhos, enfim… O que você não pode fazer é tentar resolver as questões deles e, muito menos, jogar um cônjuge contra o outro. O melhor é sempre buscar contornar as situações conflituosas a favor da união do casal.

2. Pense antes de falar

A forma como se fala algo é, muitas vezes, mais impactante do que a fala em si, por isso pense muito antes de dar qualquer palpite ou conselho para a família de seus filhos. Boa intenção só não basta e quase sempre produz grande estrago.

3. Respeite a forma como seus netos são educados

Não é papel dos avós disciplinar os netos, então é um grande erro querer impor a forma como educá-los. A Dra. Brann compara a família como um bolo: “Os avós são como a cereja ou o granulado, possuem papel importante, mas não são o bolo”. O melhor é seguir as orientações dos pais e jamais criticá-las, principalmente na frente dos netos.

4. Procure não se ressentir

Claro que às vezes isso é difícil, principalmente quando a maneira de falar das pessoas causa estranheza e você sente que, de alguma forma, são ofensivas. Mas pare e analise se você também não está levando as coisas para o lado pessoal e se melindrando com tudo. Fazer cobranças demais afasta as pessoas de você, assim tomar as coisas de forma mais leve é muito indicado.

Advertisement

5. Cuidado com as críticas

Se você vive criticando a família de seu marido vai criar um mal-estar muito grande, portanto, preste mais atenção na forma como você está colocando as suas ideias. Segundo a Dra. Brann toda vez que você faz críticas seu filho entende que você está dizendo: “Você não está fazendo a coisa certa”. Isso não é nada bom para o relacionamento de vocês. Opte por fazer sugestões, mas até assim seja sutil.

6. Construa laços com a família de seu filho

Não tenha medo de ficar à margem da vida de seus filhos e netos, maior proximidade não é necessariamente a física. Mesmo que você more longe acostume-se a manter diálogo com eles seja por telefone, Skype ou e-mail. As redes sociais são uma via de proximidade muito interessante também. Participe da vida deles, mostre interesse por suas atividades, isso facilitará a criação de vínculos afetivos.

É fundamental aceitar que o filho adulto precisa construir a própria vida e família, naturalmente nem tudo será de seu acordo, mas não se pode impor nada sem causar grandes conflitos.

Conforme escrevi no artigo 3 estratégias para acabar definitivamente com as rivalidades no relacionamento familiar: Uma família que domina sentimentos de rivalidade e o transforma em cooperação pode não ser uma família perfeita, mas, indiscutivelmente, é uma família muito mais harmoniosa e feliz.

Toma un momento para compartir …

Suely Buriasco

Mediadora de Conflitos, educadora com MBA em Gestão Estratégica de Pessoas, apresentadora do programa Deixa Disso com dicas de relacionamentos. Dois livros publicados: “Uma fênix em Praga” e “Mediando Conflitos no Relacionamento a Dois”.