5 sinais de que você traz traumas do relacionamento anterior

Os relacionamentos são feitos de momentos bons e ruins, cabe a nós escolhermos a maneira pela qual desejamos viver cada um deles.


Roberta Preto

Sabemos que relacionamentos começam e terminam durante todas as etapas de nossas vidas. Quem não se lembra daquele amor de infância? Todos nós já tivemos uma paixão na infância, e muitos devem ter levado um “não”. Naquele momento, você achou que seu mundo iria acabar, mas não acabou! E você continuou seguindo em frente, se apaixonando e se deixando apaixonar. E, foi por sua superação desde a infância, que você adquiriu experiências de lidar com vitórias e derrotas para cada relacionamento que você acabou vivendo ou vive.

Começar um relacionamento é um dos grandes desafios, e nem sempre estamos preparados, principalmente quando estamos presos a uma história que já terminou, embora não consigamos aceitar a maneira como ela tenha terminado.

Leia: O amor acabou? 5 passos para recomeçar

Às vezes cometemos a bobagem de magoar quem tanto nos ama, e acabamos por perder essa pessoa. Podemos até tentarmos corrigir, mas algumas vezes o erro é irreparável! Então, é hora de nos perdoarmos e seguirmos em frente, buscando um novo amor de uma forma diferente do que havíamos vivido.

Também podemos investir tudo na pessoa amada, acreditando que ela nos ame na mesma proporção que nós a amamos, mas num momento de deslize, ela simplesmente se entrega a uma aventura e nos retribui com traição, mentiras e isso provoca uma ferida tão profunda que algumas pessoas precisam de terapia para conseguirem superar. E só assim, depois de recuperadas, conseguirão dar a chance a si mesmas de encontrar alguém que as mereça.

Muitas são as maneiras de se adquirir traumas amorosos, já que relacionamentos não nos vêm com identificação de serem bons ou ruins. Muitos acreditam terem superado a decepção, mas há 5 sinais que podem ajudar a identificar se restou algum trauma para que essa ferida mal curada do passado não tire sua oportunidade de se dar uma nova chance para viver uma nova história de amor.

1. Comparações

O relacionamento nem começou direito e você começa a comparar seu parceiro com o antigo, apontando defeitos ou qualidades. Ninguém gosta de viver de comparações, principalmente quando se trata do ex-namorado ou ex-marido da pessoa amada. Essas coisas são péssimas para quem está se esforçando para lhe ver feliz. Se você não parar imediatamente, acabará na solidão.

Advertisement

2. Desconfianças

A traição é um mal que mata o amor dentro de nós, mas o amor tem o poder de renascer e até florescer, se você desejar confiar novamente. Também é preciso cuidado para não se tornar uma pessoa pessimista, achando que todos os que se aproximarem de você irão fazer o mesmo. Às vezes, a pessoa realmente se importa e tem as melhores intenções.

O amor só tende a crescer se você puder acreditar que a nova pessoa em sua vida merece crédito e só você é capaz de oferecer isso a ela.

Leia: Como blindar seu casamento contra a falta de confiança

3. Negativismo

Vocês estão se curtindo, ele lhe arranca sorrisos, lhe faz se sentir linda e importante, mas, lá vem você dizer a si mesma: “nem se apega, isso não vai dar em nada.” Não faça isso! Dê uma chance para quem lhe faz bem e esqueça tudo o que lhe fez mal. Um relacionamento que lhe acrescenta, só tem a tendência de ser duradouro e até eterno.

4. Exagero

O exagero pelas coisas nos rouba os momentos felizes que poderíamos viver se não fosse os clichês: “homem não presta, é tudo igual” ou “não existe amor”. Se vivermos desses tipos de julgamentos, jamais enxergaremos as boas qualidades que há nas pessoas que se aproximam de nós.

5. Descrença

A pessoa descrente é a que amou mais e a que menos foi amada. Ela perdeu a fé nas pessoas, no amor e em si mesma. E, para se recuperar, ela vai precisar se reencontrar para depois iniciar um novo relacionamento. Só assim o amor voltará para sua vida, porque ele só existe se você acreditar nele.

O amor é uma troca e, se só você ama, no final só o seu amor não será o bastante para manter o relacionamento. Mas, isso não quer dizer que você tem que se trancar para a vida. O amor acontece todos os dias se você escolher amar.

“Não dá para escolher se você vai ou não se ferir neste mundo, meu velho, mas é possível escolher quem vai feri-lo. Eu aceito as minhas escolhas.” (Augustus Waters Greens, J. A culpa é das estrelas).

Relacionamentos são como barcos no mar, onde duas pessoas carregam os remos. Pode acontecer de uma delas desistir e pular fora. Por mais difícil que seja, é melhor você seguir em frente, e pode ser que encontre outro alguém que queira seguir contigo do que esperar que a pessoa anterior retorne. Às vezes, ela pode acabar voltando ou talvez nunca volte. São possibilidades, nunca há certeza e o tempo que você parou pode ter sido muito logo, tirando de você os melhores momentos de sua vida.

Leia também: Fim do casamento: Como se recuperar do trauma

Advertisement
Toma un momento para compartir …

Roberta Preto

Roberta Preto, 33. Formada como tradutora e intérprete, escritora, mãe. Apaixonada pela vida, em uma eterna busca por conhecimento. Espero que minhas palavras possam ser uma luz na vida das pessoas. Sonho em ajudar a humanidade a tornar-se livre da escravidão da ignorância.