5 sinais de alerta para prevenir o suicídio em jovens

É possível evitar o suicídio. Descubra como.

Emma E. Sánchez

Segundo a OMS (Organização Mundial da Saúde), os índices de suicídio de jovens e adolescentes aumentaram na América e, infelizmente, é no México que há mais casos. Esta é uma situação alarmante da qual não podemos passar despercebidos, principalmente quando temos filhos adolescentes ou convivemos com eles por alguma razão.

Devemos ficar muito atentos aos sinais que nossos jovens dão para evitar grandes tragédias; visto que a vida é o que temos de mais valioso e devemos ensiná-los a aproveitar cada momento dela.

Pode ser um pouco complicado assumir o papel de guias ou “salvadores”, pois cada cabeça é um mundo diferente, todos temos histórias dolorosas para contar e cada pessoa age e pensa de forma diferente. Às vezes, o que pode ser doloroso para um, não é para outros. Tudo depende da abordagem dada aos problemas da vida, bem como da idade, maturidade ou traumas não resolvidos gerados desde a infância.

No entanto, como adultos, podemos identificar alguns sinais óbvios de que nossos adolescentes estão pensando em suicídio. É por isso que decidi compartilhar com você alguns indicadores que precisa saber para poder ajudá-los.

Não se brinca com a vida

Vejamos em detalhes quais são os sinais mais comuns de que os jovens querem atentar contra a própria vida:

Advertisement

1. Eles falam sobre suicídio

Talvez por estar na moda ou por ser tendência em alguma série de televisão que os jovens falem sobre suicídio, morte, massacre, entre outras coisas. Um exemplo disso é a famosa série processada no Netflix “Round 6”, que trata de um grupo de pessoas que tem necessidades financeiras e são escolhidas para competir em jogos para ganhar dinheiro, mas os participantes não conhecem as regras e eles não sabem que, se perderem, serão brutalmente executados.

Claro que é uma série de ficção científica, com classificação de 16 anos, mas muitos muitos adolescentes viram e acham que não vai ter qualquer efeito colateral em suas mentes. Porém, cada adolescente é diferente e talvez esse tipo de série possa motivá-los a cometer atos de automutilação ou a pensar em suicídio.

Se seus filhos adolescentes falam constantemente sobre morte, suicídio e mencionam frases como “Eu vou me matar”, “Espero morrer” ou “Estou cansado da vida”, “Gosto de ver os mortos, sangue e coisas violentas “, esses são sinais óbvios de que algo em suas mentes não vai bem.

2. Depressão

A depressão clínica é uma doença comum que atinge a maioria dos adolescentes, pois estão vivenciando mudanças de todos os tipos, tanto físicas, emocionais e sociais, na busca pela própria identidade, individualidade, personalidade e independência.

Por isso que a depressão também pode ser um sinal de suicídio. Normalmente, os jovens estão socialmente isolados, não querem falar com ninguém, têm oscilações repentinas de humor, podem até ser violentos com os próprios pais, amigos, familiares ou qualquer pessoa ao seu redor.

Advertisement

Lembre-se de que se trata de uma doença e, como tal, deve ser tratada por um especialista da área; o que é recomendado são terapias orientadas por psicólogos.

3. Mudanças de hábitos

Alguns adolescentes param de comer, de dormir bem ou de estudar – eles param inclusive de fazer coisas que costumavam fazer. Eles se tornam menos receptivos aos sentimentos de felicidade, alegria e amor.

A única coisa que chama atenção deles são atividades que representem riscos, pois o que eles querem é se matar. Se seu filho adolescente mudar drasticamente de hábitos, este é um sinal de alerta de que deve ajudá-lo.

4. Despedir-se

Geralmente, os adolescentes desejam se despedir das pessoas que amam, sejam seus pais, amigos e entes queridos. Eles fazem isso por meio de cartas, frases ou diferentes demonstrações de amor. Por exemplo: eles podem abraçá-los com força e dizer que os amam, que tudo vai ficar bem, ou podem simplesmente dizer que as coisas vão melhorar em breve.

Eles nunca vão dizer que estão pensando em cometer suicídio, mas você vai perceber que estão agindo e se comportando maneira diferente, pois estão prestes a fazer algo que não é comum para eles.

Advertisement

5. Vícios

Infelizmente, muitos adolescentes acreditam que são maduros o suficiente para experimentar drogas ou álcool, sem realmente conhecer as consequências que os vícios trazem. Pode ser um sinal de suicídio quando seu adolescente começar a perder o controle da própria vida, bebendo e se drogando. Talvez o faça escondido, por isso você deve estar atento a ele e ficar por dentro do que ele está fazendo nas horas livres, quem são seus amigos e, sobretudo, quais são suas necessidades.

Recomendo que você nutra uma comunicação positiva com seus filhos, seja aberto com eles, deixe-os se expressarem livremente para que saiba o que estão pensando. Evite julgá-los, criticá-los, impor regras desnecessárias, sobretudo invadir sua privacidade. Lembre-se de que existem maneiras diferentes e amorosas de abrir diálogos com os filhos e de se aproximar deles.

Traduzido e adaptado por Erika Strassburger, do original 5 señales de alerta para prevenir el suicidio en los jóvenes

Toma un momento para compartir ...

Emma E. Sánchez

Casada y madre de tres hijas. Interesada en el fortalecimiento y formación de la mujer, la familia y el hogar.