5 sinais de ALERTA para o envolvimento emocional com outro homem

Gostaria de compartilhar com vocês os sinais de alerta e as mentiras em que acreditei, que me levaram a ter um CASO emocional.


Rachel Swanson

Um caso emocional não acontece da noite para o dia, mas resulta de inúmeras, aparentemente insignificantes, decisões diárias (e a crença em muitas mentiras sutis).

Meninas, vocês não querem cair nessa armadilha!

Como alguém que já foi emocionalmente infiel, eu gostaria de compartilhar com vocês os sinais de alerta e as mentiras em que acreditei (e muitas acreditam) que levam a um affair emocional.

Quero quebrar o silêncio que ronda este assunto, e discutir meios práticos de neutralizar essas mentiras.

Acima de tudo, quero que vocês saibam que não estão sozinhas nesses sentimentos e que existe ajuda para isso!

Cada uma dessas minúsculas sementes perigosas tem potencial para se tornar uma planta tóxica que pode destruir um casamento. É tão fácil – e muito comum – acreditar nessas mentiras e ajustar-se a esses padrões nada saudáveis!

Sinal de alerta #1: Pensamentos imprudentes

Vocês fantasiam com o ex?

Pensam em outra pessoa enquanto estão fazendo sexo com seu marido?

Advertisement

Vocês comparam seu marido a outros homens?

Esses pensamentos realmente são significativos, e é no acúmulo de pensamentos aparentemente insignificantes que dá início ao efeito “bola de neve” que leva à destruição. Seus pensamentos se tornam palavras, e suas palavras se tornam ações.

Se começarmos a comparar a falta de caráter de nosso marido a outro, ou fantasiar um caso amoroso, estamos criando aquele efeito bola de neve que leva à ruína.

Solução: Orem por novos padrões de pensamento e escolha novos pensamentos

Orem contra o inimigo que a leva à tentação. Lembrem-se da seguinte passagem bíblica: “Destruímos os argumentos e toda arrogância que se levanta contra o conhecimento de Deus, e levamos cativo todo pensamento para obedecer a Cristo.” (2 Cor. 10:5)

Então, a próxima vez que vocês se pegarem nutrindo esses pensamentos nada saudáveis, parem e escolham pensar em três coisas que amam em seu marido. Se ajudar, escrevam essas coisas em um pedaço de papel ou no seu celular. Peçam a Deus para ajudá-las a remover aqueles padrões de pensamento destrutivos e a criar o hábito de ter pensamentos positivos a respeito de seu marido.

Sinal de alerta #2: Palavras imprudentes

É tão tentador dizer a nossos maridos tudo o que pensamos sobre eles, especialmente em meio a uma discussão. Pensamos (erroneamente) que isso os ajudará e edificará nosso relacionamento.

Não estou defendendo que temos de ser desonestas ou esconder nossas emoções deles, mas, obviamente, existem maneiras sutis (e não tão sutis) de expressar uma opinião.

Se não estivermos alertas para a presença do inimigo quando estamos discutindo, mentindo e alfinetando nossos maridos com comentários desrespeitosos, estamos dando liberdade a ele para destruir nosso relacionamento. (João 10:10)

Solução: Orem sobre quais sentimentos compartilhar e como compartilhá-los

O casamento é realmente um cordão de três dobras (Ecles. 4:12). Antes de abrir a minha boca para compartilhar algo que está me incomodando com meu marido, eu pergunto a Deus: “Será proveitoso ao nosso casamento se eu compartilhar isso com ele? E se for, qual é a melhor maneira fazê-lo, de forma que não cause divisão e conflito entre nós?”.

Então, eu espero que Deus me mostre como lidar com isso. Aprendi que, às vezes, é melhor compartilhar meus sentimentos apenas com o Senhor; enquanto que em outras ocasiões, o Senhor mostrou-me que está tudo bem se compartilhar também com meu marido.

Advertisement

Sinal de alerta #3: Acreditar na mentira de que ele “nunca irá mudar”

Vocês ficam irritadas com pequenas coisas em seu casamento e estão convencidas de que seu homem “nunca irá mudar”? Todas nós já sentimos isso!

No entanto, as pessoas podem mudar e mudam todos os dias através de Cristo! Segundo Coríntios 5:17 diz: “Portanto, se alguém está em Cristo, nova criatura é; as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo.”

Solução: Acreditem que a mudança seja possível, mas também escolham aceitá-lo como ele é

Comecem orando para que seu cônjuge mude. Deus promete que Ele tem o poder de mudar qualquer coração, e temos evidência disso na Bíblia!

Entretanto, ao mesmo tempo, orem para o seu coração mudar.

Sim, sua raiva por ele por conta desses pensamentos pode ser justificada. As ações dele podem ser terríveis ou seu casamento pode ser bem diferente do que vocês esperavam. Mas o fato é que todos nós somos imperfeitos e casar nada tem a ver com transformar a outra pessoa naquilo que queremos que ela seja, mas sermos mudados por Deus para que possamos amar nosso cônjuge incondicionalmente, da maneira que Deus o ama.

Minha nossa! Isso requer paciência e tanta oração (e como sei disso!), mas se seu coração está disposto, Deus irá guiá-las passo a passo para se tornarem capazes de amar seu marido assim como ele é. A Bíblia promete que esse é o tipo de amor que transforma os outros (I Pedro 3:1-2; Efésios 4:1-3)

Violências física ou emocional JAMAIS poderão ser consideradas normais, e não devem ser aceitas nem toleradas. Não sou conselheira profissional, mas gostaria de dar um conselho: se vocês estão passando por isso em seu casamento, removam a si mesmas e a seus filhos imediatamente dessa situação, e peçam ajuda.

Sinal de alerta #4: Acreditar na mentira “Eu mereço ter um caso porque não sou feliz”

Oh sim, a mentira sobre “felicidade”. O inimigo usa isso o tempo todo e em todos os tipos de situações, não é?

Solução: Entenda que um caso extraconjugal não trará a felicidade que você procura

Eu garanto que ter um caso não fará você se sentir repleta de felicidade. Por quê? Antes de tudo, porque Deus nos disse para nos mantermos fiéis a nosso cônjuge. Podemos confiar Nele aqui, porque Ele nos criou e foi o autor do conceito de casamento (sem mencionar as estrelas, as plantas e tudo o que vemos diante de nós).

Eu conheço a tentação de se sentir amada e acreditar que “Eu mereço ser feliz porque meu marido não está atendendo às minhas necessidades”. No entanto, isso é a evidência de um anseio mais profundo em seu coração.

Vocês lutam com sentimentos de insignificância? Têm se sentido mal-amadas por sua família desde que eram meninas?

Não sou conselheira, mas desafio vocês a olharem mais fundo em de seu coração para descobrir o que, realmente, está afligindo a sua alma; e considerar a procura de um conselheiro cristão profissional que poderá ajudá-las a identificar a raiz do problema.

Pelo que vocês realmente anseiam? Posso garantir que vocês não irão satisfazer seus anseios nos braços de outro homem, ou em outro relacionamento.

Em vez de esperar que nosso marido “nos complete”, devemos mudar nosso pensamento como esposas.

Deus é o único que pode nos completar. Sim, os maridos podem ser um incentivo maravilhoso e um apoio emocional, mas não coloquem seu marido no lugar onde Deus deveria estar em seu coração.

Ao permitirem que Deus preencha os anseios de sua alma pela compreensão de sua verdadeira identidade em Cristo, seu coração ficará curado e vocês encontrarão a verdadeira felicidade. (Provérbios 20:5)

Sinal de alerta #5: Querer ter notícias do ex

Vocês se pegam pesquisando o nome do ex-namorado no Facebook coincidentemente depois de terem tido um desentendimento com seu marido?

Essa é uma atitude muito perigosa; e pode, facilmente, levá-las a uma maior intimidade e a um caso emocional.

Por que vocês estão procurando esse homem nas redes sociais? Por que estão enviando mensagens a ele (mesmo que tentem se convencer de que seja algo inofensivo)? Isso só vai levar a uma distância emocional ainda maior entre você e seu cônjuge, e a uma maior intimidade emocional com esse homem, caso ele corresponda.

Solução: Não façam isso. Ponto

Sei que é tentador e vocês “só querem saber como ele está”. Porém, muitos casos emocionais começaram com essa simples curiosidade a respeito de um ex-namorado ou alguém por quem foram apaixonadas.

Se vocês se sentem tentadas a procurar aquele cara, contem a alguém a respeito disso. Deletem seu ex de suas listas de amigos. E se vocês realmente não confiam em si mesmas, excluam seu Facebook completamente, mesmo que apenas por um tempo, até que vocês consigam endireitar seu coração. Caso contrário, a tentação estará lá para seduzi-las. (Mateus 5:30).

A graça e a cura são possíveis!

Se vocês notarem esses sinais de alerta em sua vida, tomem HOJE uma decisão contra eles, para que seu casamento não tenha que passar pela dor de um caso emocional.

Que esta seja uma chamada a despertar que as levem a restaurar a comunicação saudável com seu cônjuge, e a buscar ajuda – de um conselheiro matrimonial profissional ou de um amigo de confiança.

Lembrem-se dos votos que fizeram; vocês disseram “eu prometo”, em qualquer circunstância. Vocês estavam entusiasmadas por essa jornada de amor e companheirismo, e prometeram permanecer fiéis em todos os momentos.

Peçam a Deus para ajudá-las a se manterem fiéis à sua promessa e acreditem que um casamento valioso e feliz ainda é possível (posso testificar que é)!

Este artigo foi publicado originalmente em Your Vibrant Family e republicado aqui com permissão. Traduzido e adaptado por Erika Strassburger

Toma un momento para compartir …