5 piores formas de terminar qualquer relacionamento

Não aguenta mais? Quer pôr fim à relação. Faça-o! Mas não assim...


Stael Ferreira Pedrosa

Terminar um relacionamento pode ser mais complicado que o relacionamento em si. Na maioria das vezes é porque o timing do casal é diferente. Um quer continuar e o outro quer cair fora. Daí aquele que quer sair da relação tem que encontrar um meio de fazê-lo com a maior dignidade possível, ou seja, sem machucar o outro, sem mentir e honestamente.

Claro que também a pessoa tem que evitar se machucar. Por tudo isso pode-se dizer que terminar um relacionamento é uma habilidade que poucos têm. Não há como sair sem alguma dor. Mas lembre-se que a dor da verdade é mais curável e deixa menos sequelas que a da mentira e engano. Por isso, se tiver que terminar um relacionamento não faça como nas 6 situações seguintes.

1. Por telefone

Alguns chegam ao absurdo de terminar por WhatsApp. Francamente, é falta de respeito. A pessoa que esteve ao seu lado seja em um período de namoro, noivado ou casamento merece mais que uma comunicação desse tipo. Sensibilidade e olhar nos olhos do outro é fundamental. Terminar por telefone não permite observar as reações do outro e talvez tentar amenizar.

2. Em momento errado

Imagine seu grande amor terminando com você no dia do seu aniversário. Sabemos que finais felizes ou infelizes fazem parte da vida, mas há momento para tudo. Não termine quando o outro está saindo para o trabalho, em horário de almoço, tem uma pessoa importante doente, está passando por um momento difícil. Tenha consideração e aguarde até o outro estar mais tranquilo para não acrescentar uma dose extra de sofrimento.

3. Em lugar errado

Cinema, restaurante ou qualquer lugar público não é adequado para terminar um relacionamento. Sempre há dispersão. A menos que você saiba que seu par é violento e pode ter uma reação exagerada, é melhor fazer isso em privado e sem interrupções.

4. Durante uma briga

Durante uma briga palavras impensadas são ditas e não se pode recolhê-las. Você pode se arrepender de ter terminado a relação só porque estava com raiva. Ou pior ainda, você pode dar ao outro a falsa esperança de que quando você se acalmar, voltará atrás. Por isso deixe a briga passar e conversem quando os ânimos estiverem mais serenos.

5. Procurar culpados

A velha frase: “O problema sou eu e não você”, já virou até piada. Portanto, não tente amenizar as coisas usando esse tipo de desculpa. Também não culpe o outro. Isso não ajuda e só cria um clima ainda pior para o momento. Existem clichês simplesmente inadmissíveis como: “Quero dar um tempo”, ou “Preciso de um tempo só para mim”. Ainda tem o famoso “Você merece coisa melhor que eu”. Isso é pura deslealdade. A pessoa sabe que você está mentindo. Portanto, seja o mais honesto, sincero e cuidadoso possível em momentos de tão grande carga emocional.

Advertisement

Ao invés de procurar culpados, foque nos problemas e incompatibilidades que o fizeram desistir da relação. Culpar o outro mostrará apenas sua imaturidade, pois o fim da relação na maioria das vezes é culpa de ambos.

Terminar um relacionamento é sempre difícil. Ainda que o casal não se ame mais. É pôr termo a uma convivência que talvez exista há anos. Por isso, em respeito às memórias que criaram juntos, ou talvez à família que têm, seja autêntico, sincero. Não emita sinais dúbios. Não dê falsas esperanças e, acima de tudo, seja amoroso e sensível com o outro. Ele merece!

Toma un momento para compartir …

Stael Ferreira Pedrosa

Stael Ferreira Pedrosa é escritora free-lancer, tradutora, desenhista e artesã, ama literatura clássica brasileira e filmes de ficção científica. É mãe de dois filhos que ela considera serem a sua vida.